Cultura

Agosto mês da cultura na região do Príncipe

Apr-ncipe-deixa2.jpgté o próximo dia 31 de Agosto, a ilha do Príncipe é o principal palco cultural do arquipélago são-tomense. O programa Agosto mês da cultura, institucionalizado a um ano pelas autoridades regionais, visa aproveitar o mês em que se assinala a festa do São Lourenço, para promoção e divulgação do rico património artístico e cultural da ilha do Príncipe. Momento especial em que a ilha recebe muitas visitas de turistas e emigrantes. A exuberância da natureza da ilha é outro produto a vender para o mundo, assim como os usos e costumes das gentes de uma região que tem marcas culturais diferentes de São Tomé, e que sofre a dupla insularidade.

 principe1.jpgO programa Agosto mês da cultura no príncipe, é vasto. O festival internacional Camilo Domingos patrocinado pelo Grupo Empresarial Gibela, em homenagem ao musico que mais divulgou a ilha no mundo nos últimos tempos falecido precocemente, há 3 anos e a exibição do Auto de Floripes, também conhecido por São Lourenço, considerada como sendo a maior manifestação cultural da Região, assume maior destaque. Actos culturais que serão exibidos nos dias 9 e 15 de Agosto respectivamente.

 Mas ao longo do mês, vão decorrer palestras, exposições de obras de arte, montras gastronómicas, assim como actuações de vários grupos culturais. A organização liderada pelo governo regional do Príncipe, pretende ver a ilha inundada de visitantes vindos de todos os pontos do planeta terra. Mas as ligações inter-ilhas representam o maio andicap.

Em entrevista exclusiva ao Téla Nón João Paulo Cassandra, presidente da comissão dos festejos confirma a dificuldade criada pela dupla insularidade. «A comissão tem trabalhado empenhadamente para corresponder as expectativas. Sabemos que muita gente pretende visitar a nossa ilha, mas a falta de transporte regular, de e para o Príncipe levanta-nos algum receio. Quanto a ligação área graças a Deus esta garantida, mas a ligação marítima que é a mais acessível aos bolsos das pessoas de menos posses e que pode transportar equipamentos pesados, e um maior número de passageiros é muito i  principe-murral1.jpgrregular», desabafou o representante da comissão dos festejos.

Uma situação que está a tiarar sono, a equipa organizadora dos festejos. Mas a determinação mantem-se intacta. O empenho em promover os valores culturais da ilha do Príncipe, até agora desconhecidos do grande pública, ajuda a superar barreiras da discontinuidade geográfica. Segundo João Paulo cassandra, para além do empresário Aurélio Martins do Grupo Gibela, patrocinador do festival Camilo Domingos. a embaixada de Portugal em São Tomé e Príncipe, «apoiou-nos com 4 mil euros para ajudar com as despesas relacionadas a compra de uniformes para cerca de cinquenta figurantes do Auto de Floripes», explicou.

Auto de Floripes é uma das mais importantes manifestações teatrais de São Tomé e Príncipe. Um teatro de rua que ressuscita a história dos reinos europeus da era medieval. O confronto entre cristãos e mouros na Europa Medieval, é reconstituída na ilha africana localizada no coração do golfo da Guiné. A capital da ilha do Príncipe, Santo António, é enfeitada com castelos do Almirante Balão e do Imperador Carlos Magno, os exércitos dos dois reinos pelejam, mas é no amor que liga Gui de Borgonha, um vassalo do rei cristão Carlos Magno, e a linda Floripes filha do Almirante mouro, que a história conquista maior paixão do público.

pr-ncipe-71.jpgAuto de Floripes, é apenas uma das muitas imagens culturais do Príncipe que o mês de Agosto pretende mostrar. A comissão organizadora, apontou o filho da ilha, o engenheiro Agnaldo Salvaterra e a empresa Rita Projectos, como colaboradores que também já estenderam as mãos para o êxito da festa. «Apesar dos constrangimentos sobretudo económicos contamos oferecer o melhor que temos aos nossos visitantes. Pra já a nossa cidade encontra-se limpa e a nossa população esta engajada no processo», reforçou João Paulo Cassandra.

Os músicos Kalò Pascoal de Angola e Kalù Mendes de S.Tomé e Príncipe constituem a maior novidade para o festival Camilo Domingos deste ano. Que também vai contar com a presença do Ministro da cultura Jorge Bom Jesus o escritor Albertino Bragança dentre várias personalidades que estarão presentes na região do Príncipe, neste mês de Agosto.

Teobaldo Cabral

Recentemente

Topo