Primeiro Livro de Pinto da Costa é lançado em Junho próximo

É uma notícia exclusiva do Téla Nón fornecida pela Editora portuguesa “Afrontamento”. Em primeira mão o Téla Nón levanta o véu sobre “Terra Firme”, o título do primeiro livro de Manuel Pinto da Costa, o primeiro Presidente de São Tomé e Príncipe.

“Terra Firme” é o nome do livro que Manuel Pinto da Costa escreveu e que será lançado em Lisboa no princípio de Junho, segundo apurou, em primeira mão, o Téla Nón, junto da editora “Afrontamento” responsável, em Portugal, pelo lançamento da obra literária.

O livro tem 121 páginas e nele o autor defende a reconciliação do país com a sua história como pressuposto fundamental para vencer os desafios do futuro.

Este não é nem pretende ser um livro de memórias. Muito menos um acerto de contas com o passado” adverte Manuel Pinto da Costa no início da sua obra, para mais à frente acrescentar “mais importante que recriminar o passado é resolver o presente”.

Segundo o Téla Nón apurou, no livro, daquele que foi o primeiro presidente de São Tomé e Príncipe independente faz uma análise profunda da situação actual no país, do contexto internacional e dos grandes desafios que é necessário vencer para colocar o país no caminho do progresso.

Quase quatro décadas depois da proclamação da independência falta concluir o ciclo iniciado pela libertação. Libertámos a terra do domínio colonial. Ainda não libertámos o homem do subdesenvolvimento (…) ainda não ganhámos a luta contra a pobreza “, escreve Manuel Pinto da Costa.

De entre os vários capítulos dedicados à situação política actual existe um sobre as eleições presidenciais e o papel do Presidente da República no sistema político do país, em que Pinto da Costa defende que “seria um erro, nesta ou em qualquer outra eleição presidencial, transformar a escolha do mais alto magistrado da nação num mero prolongamento da luta partidária“.

“O problema da corrupção” é outro dos 12 capítulos do livro, no qual Pinto da Costa advoga ser “urgente instalar transversalmente na sociedade Santomense uma cultura de tolerância zero à corrupção” que deverá, em sua opinião, constituir “a bandeira” do combate que propõe sem tréguas ao fenómeno que classifica como “a mais séria ameaça á solidez dos regimes democráticos, incluindo mesmo os mais consolidados”.

No livro o antigo presidente fala ainda do seu percurso de vida desde os tempos de infância em São Tomé e Príncipe, a sua passagem por Portugal onde concluiu o ensino secundário e os tempos de estudante universitário em Berlim oriental.

Vencer a pobreza” é o grande desígnio nacional lançado por Pinto da Costa na sua obra  de modo a que, como afirma, São Tomé e Príncipe se transforme numa “terra firme de oportunidades” para todos.

Téla Nón

  1. img
    ambrosio Responder

    Sem Vergonha! Quem Escreveu? Porque 20 anos sem fazer nada não era agora que ia fazer. Só mesmo em S.Tomé

    • img
      Mudança Responder

      O homem é mesmo preguiçoso…tanto tempo na boa vida e agora escreve um livro apenas com 121 paginas? Isso é livro ou planfeto? Vai enganar outro, senhor pinto da costa.

      • img
        Andre Barros Responder

        Fico com a ideia de que existem pessoas que basta saber ou ouvir o nome do pinto da costa para falar mal mais a essas pessoas eu pergunto que mal fez o pinto seja racional, critica mas com sustentabilidade para valer alguma coisa.

        espero k estas criticas todas dê muita força ao Homem.

        • img
          Lagaia Responder

          Você é de STP?
          Residiu em STP entre 1975 e 1990. que idade tinha nesse período?
          Conhece os níveis de destruição causados durante a presidência desse projecto de ditador?
          Um pequeno exercício para si e para muitos que andam cegos e surdo.
          Tenta sabe qual era a produção agrícola até 1974 e em 1990. Sem falar em noutros sectores.

          • img
            Bejunto Aguiar

            Lagaia,

            Diga nos por favor a produção agrícola agora com a produção agrícola de 1990.

          • img
            luis de sousa

            Caro Sr “Lagaia”
            Eu residi em STP entre 1975 e 1990,hoje,passados todos esses anos,suspiro de saudades por aqueles anos,porque este não é,acredito que também para si,o STP que todos nós desejava-mos depois de tornar-mos num país democrático.Não sou apoiante de nenhum dos candidatos,só tiro o proveito do melhor que aprendi nesse período.EDUCAÇÃO.

          • img
            E.Santos

            Meu caro amigo, fale de tudo sobre Pinto da Costa, menos de destruição. Vai me desculpar, mas destruição começamos a assistir a partir de 1991. Destruição e saque perpetrado pelo PCD. Talvés você não tenha vivido em STP nesta altura para estar a dizer uma barbaridade dessa.Qualquer São-tomense que tendo-se ausentado ainda no regime de Pinto da Costa e regressa hoje ao país, chora. E chora amargamente. Por alguma razão há de ser.

        • img
          Pintinho Responder

          Meu caro Andre.
          O título do livro ja diz tudo.
          O homem continua com ideias de um ditador.
          Fui

          • img
            awa mato

            Infelizmente só aqui que algumas pessoas vêm demonstrar, de forma medíocre, como disse já alguns que me antecederam,o que lhes vai na alma. Nessa pagina vemos a decadência de pensamentos de alguns leitores…É triste, meus irmão!

        • img
          António Veiga Costa Responder

          Realmente, é impressionante o criticar por criticar.
          Criticavam porque ele não tiha escrito livro, agora que escreveu criticam o numero de páginas.
          Peso q os que criticam tão ferozmente têm medo da “tolerância zero” do Pinto da Costa, caso ele vença.

      • img
        E.Santos Responder

        Fogo, São-tomense é mesmo um ser único. Tanto pediram que o homem escrevesse um livro e agora que ele escreve ainda criticam.
        Preguiçosos são vocês que nem sequer vão ler o livro para poder perceber a história e se calhar pedir que ele fale de coisas que neste livro deixou de dizer. Vocês só sabem criticar. Claro, é facil. É só abrir a boca.
        Desculpem, mas com esta mentalidade de colocar defeito em tudo não vamos longe.

        Tenham calma, deixem o livro que tanto pediram ser publicado, e apresentem críticas ao livro.

        Eu desistiria de vocês já, com vosso STP, não há paciência. Por pessoas como vocês é que estamos a pagar a praga de o pais nunca sair do sítio. Praga de ingrato.

        • img
          Celsio Junqueira Responder

          Carissimo,

          Tem toda a razão no que diz e não diz e gostaria de ter dito.

          Temos de felicitar o cidadão Pinto da Costa por conseguir materializar e compilar as suas ideias e pensamentos numa obra e/ou livro.

          Quantos politicos Santomenses já o fizeram?

          Aguardo e espero ler este livro e de outros candidatos que queiram escrever as suas ideias e/ou pensamentos.

          É muito importante que as pessoas que queiram candidatar-se a algum cargo público/politico assumam compromissos publicando as suas ideias e intenções.

          Concluindo, o cidadão Pinto da Costa tem feito um enorme esforço em preencher os requisitos que o novo eleitorado exige. Portanto penso que aqueles que o têm criticado fundamentem racionalmente.

          Saudações cordiais,

          • img
            Pintinho

            Este comentário não é do Celsio Junqueira.

        • img
          Bejunto Aguiar Responder

          Caros E. Santos e Celsio

          Não poderia estar mais de acordo convosco. Infelizmente é o povo que temos. Penoso.

        • img
          Paracetamol 500mg Responder

          Para veres que ele nem sequer é um nacional de gema. Um apátrida, vai lançar o Livro em Lisboa. Por acaso Portugal-Lisboa é o pais onde ele nasceu?
          Se ele fosse um homem serio, lançaria este livro em STP, local de onde é originário e em terra alheia.
          O Pinto ainda não aterrou em STP.

      • img
        4Ever Responder

        Achas que o facto do livro ter apenas 121 páginas significa dizer que o autor é preguiçoso? Que mente retrógrada, se não sabes há um provérbio que diz “basta ter uma cabeça organizada do que ter uma cabeça cheia”, o livro mesmo com as 121 páginas se tiveres acesso ao mesmo talvez nem irias ler 5. O conteúdo do Livro é o mais interessante.

        Obrigado Dr. Manuel Pinto da Costa.
        Força nas Presidenciais!

      • img
        leonel pinto Responder

        Meu caro, sou sãotmense e vivo fora meu grande país, minha grande e bela terra após a mudança. De cedo percebi que o país não estava a ser comandado como todos pensavam. Eu sempre fui funcionário público durante vários anos.Vou de dois em dois anos para acompanhar o desenrolar dos acontecimentos dos nossos políticos que supostamente julgamos ser os sucssores de uma mudança e com um progresso que pensavamos fazer aumentar a produtividades, a economia, mudança na educação social e não só. Tenho muita pena desses que só sabem falar e criticar mal um cidadçao muito racional e com um perfil invejavel. Vocês deveriam, sim. criticar de forma brutal esses dois últimos presidentes que tomaram, fizeram e estão a fazer desse belo país de uma foma desgraçosa. È que ja se passaram vinte anos e com muita gente a mandar e governar e nada consiguiram fazer até data presente? Deixo aqui um apelo: Convém fazerem uma crítica construtiva em ves de estarem com esse radicalismo. abraços a todos.Dá muita pena ver STP hoje assim depois de vinte anos de mudança, triste. Viva pinto da Costa, Viva STP.

    • img
      Pumbu fresco Responder

      Desculpe la senhor/a Lagaia,diga-me: No lugar de Pinto da Costa, como PR, o que eh que voce teria feito naqueles anos que mensionou?

    • img
      Pumbu fresco Responder

      Carissimo Ambrosio,
      antes tarde do que nunca!!! quantos sao os que nem escrevem pelo menos 20 paginas durante toda a sua vida?

      • img
        4Ever Responder

        Pumbu fresco, te garanto que aqueles que reclamam das 121 páginas são aqueles que se tiverem o acesso ao livro não vão ler nem 5.

    • img
      h silva Responder

      hey ambrosinho….
      primeiramente daria tudo para saber a tua idade!alguma vez ja escreveste algum livro?a nao ser estar ai com comentarios distruitivos o que ja fizeste de construtivo a tua terra?sera que nao es outra tartaruga k vai andando passo a passo?para quem reclama da quantidade de pagina no livro vou deixar aqui uma dica.escrever muito, ter muito pagina num livro ou falar vom vom nao e significado de uma obra agradavel de se ler.(ja ouviram falar em resumir ou simplificar)…estou curioso para ler essa obra de arte do Dr. Pinto da Costa.so sei dos males que andam por ai a falar desse senhor…sera que so fez coisas erradas?vamos todos ler e depois julgar o talento desse menino.lol fui

    • img
      Carlos Trindade Responder

      URGENTE, CHAMADA DE ATENCAO!

      Caro Pedro diz,
      Estimada redacao do jornal Telanon,
      Caros leitores do jornal,

      Por uma questao de respeito para com outros, eh triste e inaceitavel a linguagem (…merda…) usada pelo patriota apelidado de “Pedro Diz” num dos comentarios ali abaixo.

      REFLECCAO!
      Deviamos todos unir e apoiar o Telanon a tomar uma medida drastica, e como consequencia bloquear todas a mensagens ou comentarios vindo deste senhor Pedro Diz.
      Nos estamos numa sociedade civilizada e como tal ha normal de interaccao que regula nosssos comportamentos. A nossa sociedade eh democratica e liberal, mas mesma na democracia ha normas de cortesia que nos leva a ser gente civilizada.

      CORRECAO!
      Seria legitimo o Telanon tomar de imediato uma atitude em bloquear o comemtario do “Pedro diz”, atraves de uma censura serrada no seu endereco electronico o que significa dizer dizer bloquear todas as mensagens ou comentariods vindo do e-mail deste senhor Pedro Diz.

      CONSEQUENCIAS CASO TELANON NAO TOMAR UMA MEDIDA AGORA!
      Telano, por favor faca isso em nome de todos eleitores do vosso prestigiouso jornal, caso contrario estariam a abrir precedentes para que outros individuos amanha venham com mesma atitude de ma educacao caseira.

      Caros leitores, concordam comigo? Valeria pena o Telanon devia tomar uma atitude correctiva contra o “Pedro Diz”?

      PEDRO DIZ insultou a todos leitores do jornal e ate mesmo o jornal!

      Bem haja, abracos a partir de Londres!

      • img
        Téla Nón Responder

        O Téla Nón agradece pelo seu comentário ou advertência. O Tal comentário será deletado imediatamente. Acredite que não é fácil para o Jornal gerir perfeitamente os mais de 80 comentários que tem que moderar de cada vez que entra no servidor do Jornal. Alguns acabam por passar com os insultos. Obrigado por esta advertência.

      • img
        Bejunto Aguiar Responder

        Tela Non,

        Feliz ou infelizmente ainda é possível ler os comentários antes da publicação-moderação como chamam. Haverá casos ou artigos em que a participação dos leitores é imensa (o que é de salutar e bom para o jornal) mas que torna difícil a moderação atempada penalizando a interactividade que se quer no jornal. Calculo que seja difícil e talvez dispendioso contratar pessoas apenas para a moderação. Sugiro que todos os comentários fossem divulgados automaticamente e que apenas fosse eliminado se houvesse uma denuncia como o caso demonstrado acima. Acontece que as vezes ficamos mais de 24 horas a espera da moderação.

    • img
      Pintinho Responder

      Eu como cidadão sãotomense pedi ao pinto da Costa para escrever a sua biografia e ele negou.
      Agora preferiu entregar o dinheiro aos Portugueses.
      Pouca Vergonha.

    • img
      Maria do Ceu Responder

      RESPOSTA: Manuel Vaz

  2. img
    Pedro Oliveira Responder

    Mais uma vez sua excelência nos da a prova de que é detentor de ideias chaves para alavancar o desenvolvimento do nosso País. O Sr. É o candidato certo para o momento certo. É tempo de termos o mais alto representante do povo que detém a sua sapiência e tranquilidade. Estou a crer que DEUS iluminara vossa excelência nessa caminhada em prol do benefício comum.

    • img
      Marta Responder

      Pedro, que pena que S.Tomé tenha pessoas como tu:puxa saco de ex-manda-chuva:(

      Não vês que este homem já teve toda a sua oportunidade de idealizar, decidir e coordenar, sem oposição? O que fez? Nada!Se não tivesse uma boa oposição dentro do MLSTP, tinha-se perpetuado como continua a tentar. Realmente este é um dos orgulhos que tenho dos Santomenses!

      Até a casa onde vive teve que a roubar o que todos os Santomenses sabem e acham vergonhoso.

      Aposto que não foi ele quem escreveu o livro!Deve ter contratado uma empresa de escritores na net:)

      Fui…

      • img
        Buzio sem pena Responder

        Carrisima Marta
        todo homem (no seu todo), enquanto esta vivo, rouba, ou mulher do outro o homem da outra, enquanto estamos em vida fazemos bens e maldades

        • img
          António Veiga Costa Responder

          Buzio, seu fariseu, isso deve ser no seu mundo, pois no meu nunca roubei nada a ninguém. Tampouco cobicei a mulher alheia – um dos dez mandamentos de Deus.

      • img
        h silva Responder

        Marta como nao gostas do Homem,Pedro gosta.agora qual foi o presidente k nao esteve nesse tempo de manda-chuva?qual dos candidatos k nao esteve presente?alias qual e o teu favorito?aquele k axas capaz?respeita um cidadao no tempo da democracia,e nao vem ai falar que e por isso k gostas de santomenses pk tantas escolhas foram feitas e pais esta afundando.ou e isso k desejas?lol a teu comentario nao faz sentido algum.olha sem esta a fazer perguntas que nao tens respostas porque sei k estao tds a procura dos votos,digo te k se podesse votar iria ter uma dor de cabeca em escolher ou Pinto da costa ou Maria das Neves pk outros nao requerem a minha apreciacao.defendi o teu e deixa de cricar a opcao do outro.viva democracia

        • img
          h silva Responder

          criticar a opcao do outro quis eu dizer.from london

  3. img
    Brocajoia Responder

    Antes melhor raede do que nunca. Mas devo aqui dizer com toda a justiça que esse livro deve muito às críticas dos leitores do Téla Nón. Se fosse as constantes chegas deixadas pelos leitores o Manuel Pinto da Costa manteria silêncio infernal até que fosse para o inferno. É verdade.
    Mas estamos todos expectantes. Queremos ver, quase de certeza que será uma boa obra.
    Só lhe falta dar aulas, interver na vida pública sãotomense, sem necessariamente ser Presidente da República. Falta-lhe criar Fundação, estar virado para o mundo.
    Por isso e muitos mais espero pelo próximo passo.

    • img
      Brocajoia Responder

      Errata:”raede”, quis dizer “tarde”; Se fosse…” quis dizer “Se não fosse…”

    • img
      Lagaia Responder

      Está 21 anos atrasado.
      E não me parece que com idade avançada venha a limpar a péssima imagem deixada durante os 15 anos de ditadura e 21 de preguiça.
      É um caso perdido.
      E deveria começar com um pedido de desculpas ao povo, e não com um livro armado em salvador da pátria quando foi ele o maior causador da POBREZA E CORRUPÇÃO que agora opina. Que lata!
      Se reconhecer os erros e pedir perdão, o povo perdoa. Assim não.

      • img
        Celsio Junqueira Responder

        Caro Lagaia,

        Concordo consigo no que concerne ao “pedido de desculpa” publico e a assumpção dos erros de governação.

        A realidade factual é que existem muitos Santomenses que até hoje querem saber o porquê de muitas opções e decisões que lhes afectaram directamente e outros indirectamente.

        A essas pessoas os politicos que tiveram responsabilidades politicas e não só, devem um esclarecimento publico.

        O país precisa de reconciliação e pacificação politica entre os cidadãos e os seus antigos representantes politicos.

        Não é possivel arrancarmos para o desenvolvimento sem “sararmos” as enormes “feridas” e situações que nos dividiram em vez de unir.

        Faz parte da grandeza da alma humana o assumir dos nossos erros e fracassos!

        Aguardarei por esse pedido!

        Abraços,

      • img
        Chimberlingue Responder

        Antes de tecer as minhas consederacoes gostaria de felicitar a todos os intervenientes que me antecederam.A vida e mesmo assim; só não e falado quem já não fãs parte do mundo dos vivos,mas a sua memoria prevalece.Eu tenho dito que a literatura e a arte de usar a linguagem como meio de expressão.Conjunto de obras que tratam de determinados tema de um Pais e de um povo;E a teoria de estudo de composição literária. Esta contribuição já frisei quando o SR AITO proclamou o lançamento do seu livro na Ilha do Príncipe. Meus irmãos,por favor deixe a vingança politica de lado e vamos apoiar mais uma obra literária que funcionara como pilar o sustenta-colo bibliográfico.Dr Manuel Pinto da Costa segue em frente, terás o meu voto de confiança.Se for questões politica,nem um dos teus sucessores PRESTARAM, SÓ FIZERAM FIGURAS TRISTE NO PODER, GRAÇAS A BÚZIOS MOLUSCOS GASTRÓPODE enviado Divinamente como tábua de salvação para muitas famílias de STP.Dr Pinto já és Galo,levanta a cabeça e canta em alta VOZ,faz como CRISTO mesmo na cruz pediu ao Pai que perdoassem os que lhe crucificavam. SÃO TOME E PRÍNCIPE TEM FALTA DE ESCRITORES E DE UM PRESIDENTE COMO Sr.

    • img
      Pintinho Responder

      E não só.
      Tém que trabalhar.

  4. img
    Cara Podre!! Responder

    Eu tenho muitas duvidas sobre o autor deste livro!! Sera que o foi o Sr. Pinto?? Para ser sincero nesta corrida para presidencial nao vejo carisma nos candidatos..mas n votaria para alguem deixado no tempo e que nunca fez exactamente nada durante estes ultimos 20 anos.. pinto da costa esta fora de questao

  5. img
    quebra osso Responder

    Esta iniciativa é louvavel! Ha um ditado celebre africano que diz: cada idoso que morre em africa é uma biblioteca que queima!

    Este ditado espelha a nossa carrencia em documentos escritos para compreendermos o nosso passado, compreender os nossos erros e nao voltar a cometê-los! So a escrita libera as geraçoes futuras de cometer os erros dos nossos avos! compreender os seus feitos e defeitos!

    Convido todas as almas vivas da senda politica santomense a fazer o mesmo: Miguel trovoada, Filinti,Evaristo, Rafael, Maraia das neves…

    Escrevam sobre o vosso percurso, a vossa visao, sobre a economia, sociologia, historia, politica, arte do povo santomense!

    • img
      Afinal Responder

      Neste caso, irmão Quebra osso, eu quero que essa biblioteca seja queimada! Não importa a muitos os seus livros!!!!

      • img
        quebra osso Responder

        Disseste e bem nao importa a muitos, mas ha outros muitos que importa, estamos ou nao estamos numa democracia?

        A sua liberdade de negar nao pode infringir a minha liberdade de aceitar!

        Como diz alguem repetidamente…FUI!

  6. img
    Neutro Responder

    Acho bem que este livro seja uma boa iniciativa, desejo e realização pessoal do Pinto da Costa. Mas, de longe isso não lhe garante valência a presidência da república nem sequer lhe garante um lugar na candidatura. Este já teve o seu tempo, fez o que pôde e o que não pôde… o que foi feito, foi feito e tudo hoje é parte da história e do passado… é crucial compreendermos que hoje Manuel Pinto da Costa é parte da história e do passado de S.Tomé e Príncipe e não dos santomenses.

    • img
      Blutu Responder

      Acredito levou tanto tempo pra escrever uma pagina num total de 61dias por pagina não sei por quanto tempo escreveria o seu percurso de deixar essa terra como deixou

  7. img
    zémé Responder

    Pese embora a lacuna do passado, alias, que tb pela veracidade conta com paticipaçao da maioria dos
    Camaleões politicos, Em que muitos enriqueceram a custa da genuidade na altura do camarada Dr. Manuel Pinto da Costa, em que os seus filhos foram formados em melhores universidades, em que muitos depois de exaurir cofres de estado puseram – se em fuga a prova disso são os seus filhos que não nascerão no Pais e nem sequer fizeram a infância aqui, em que muitos burraldos ocuparão grandes cargos no pais. E hoje pela ingratidão aprecem na arena pública criticando o passado quando o passado teve um contributo destroçado por eles. Meus carros amigos, na minha forma de pensar o maior culpado é aquele que não reconhece o seu erro, porque enquanto cidadão, enquanto homem só podemos crescer como pessoa reconhecendo os nossos erros e só assim os corrigir, nesta conjuntura meus compatriotas o camarada Pinto nunca fugiu das suas responsabilidades, nunca ausentou do pais, este pelo sinal faz-me acreditar que os seus erros não erram apenas por caprichos ou má fé, mais sim mais a força do destino e falta de bons colaboradores. Por isso, não resta dúvida a ninguém que este se vier a confirmar sua candidatura é o que revela a maior responsabilidade, a maior capacidade, a maior criatividade, em síntese é o que desfila com maior cabaz.

  8. img
    Ramos Neto Responder

    Bom dia estimados leitores do Téla Nón! É de louvar essa iniciativa do antigo presidente, reclamamos a tempos de que o ex presidente não escreveu nem escreve um livro, como surpresa eis que nos chega a boa notícia de que ele vai lançar o seu primeiro livro em Junho, essa tecnologia nos permite guardarmos espontaneamente uma massa enorme de registo dos que passaram.
    Manuel Pinto da Costa escreve dizendo que: “Quase quatro décadas depois da proclamação da independência falta concluir o ciclo iniciado pela libertação. Libertámos a terra do domínio colonial. Ainda não libertámos o homem do subdesenvolvimento (…) ainda não ganhámos a luta contra a pobreza “. Realmente a houve a libertação da terra… e ainda o homem não foi livre do subdesenvolvimento, isto por que não houve uma verdadeira transformação contínua da liberdade. Quando se fala da liberdade fala-se do amor, que só pode ser uma questão de verdade, neste âmbito a liberdade fica condicionada pela, saúde, temperança, a situação social, cultural, económica e familiar, não existe a liberdade fora destes condicionamentos. É urgente a libertação, não a do o homem do subdesenvolvido, mas a nós mesmos, porque a grande liberdade se dá dentro de cada um de nós. Tudo isso exige de nós um grande esforço e coragem, para que isso seja possível teremos que amar o nosso povo. Só assim o homem será liberto do subdesenvolvimento. Um bom fim de semana a todos

  9. img
    santa catarina Responder

    Era preciso ser candidato para depois publicar um livre. Será este o pontapé de saida para a campanha. Foram 20 anos de um silencio total. Esta é a minha e de certeza de muitos compatriotas meus. Esta reflexão deveria ser partilhada durante o tempo de travessia do deserto.
    Há um ditado que diz “antes tarde que nunca” mais é demasiado tarde o silencio foi muitolongo.Nestas circustancia fica a suspeita.É publicado o livro devido a campanha?
    Agora o que queremos é estabilidade não queremos mais ter a sombra do passado.

    • img
      Kundu Muala Vé Responder

      Não vejo qualquer dúvida. O livro é apenas para campanha.

      • img
        Maria do Ceu Responder

        só que em S.Tomé há muita gente q n sabe ler nem escrever. E consequentemente o lançamento do livro foi um péssimo investimento para campanha. Acorda para a vida!!!

  10. img
    MALDINHA Responder

    acho bem S. Pinto, com erros aprendemos na vida,por isso é que si diz o inteligente não é aquele que não comete erros,mas sim aquele que comete erros e aprende um vez por todos e que tem a capacidade de reconhecer a sua falha.

  11. img
    MALDINHA Responder

    MALDINHA diz:
    O seu comentário aguarda moderação.
    20 de Maio de 2011 às 9:20
    acho bem S. Pinto,é com erros que aprendemos na vida,por isso é que si diz o inteligente não é aquele que não comete erros,mas sim aquele que comete erros e aprende uma vez por todas e que tem a capacidade de reconhecer a sua falha.
    00 Avaliação

  12. img
    keblancana Responder

    Meus caros,
    Rezemos todos por este Sr. Afinal o homem está vivo. Esteve vinte anos hibernado, apenas dando espreitadelas nos anos em que há eleições e finalmente nos brinda com um livro. Livros são sempre bem vindos. Afinal o sr Trabalha? Se nós tivessemos um centro de emprego a sua candidatura a emprego, já estava caducada a muito tempo.
    Este seu emprego de Presidente da Republica já não lhe fica bem. O Sr esteve tanto tempo hibernado,k ao acordar não reparou k o mundo mudou. Parece k estou a ver aquele filme ” regresso ao futuro”. Só aparece quanto há eleições. Ser PR é a única coisa k o sr acha k sabe fazer na vida? Eu candidato este Sr. para o Guiness como o homem mais tempo desempregado do mundo.
    Esta nossa terra… Ainda há pessoas k apoiam essa gente. Adoram mesmo viver na miséria. Este povo adora pobreza. De contrario reagia. Vejam o k se passa no mundo Árabe. Luta-se por melhores condições de vida. O nosso povo continua a querer sempre do mesmo. Adoram mesmo a pobreza… francamente.

  13. img
    madalena Responder

    Valeram os comentarios sobre a preguiça mental. Deve ser obra da malograda Alda Graça. Eu pago para ver!
    São Lima prepara os comentarios, a não ser que Pinto a mande fazer revisão dos textos antecipada.Drª Inocencia Mata, vai te matar com o neologismos, senhor Pinto.
    Agua mole em pedra dura, bate até furar.
    PCA do Embov escreveu livro, com 121 paginas. Ficou por dizer muita coisa!!!
    Bolo, bolo… ua ua ua ua .

  14. img
    This book belong to me Responder

    Vai ser o livro mais vendido de todos os tempos em STP.
    Não pode ser mais que 10 euros estes retratos no Afrontamentos.
    Fatela, Pinto. So Agora!!
    Muito fatela.
    Badiu diz em criolo Fatéla!!

  15. img
    Digno de Respeito Responder

    Finalmente, valeu sucessivas reclamações surgidas pelos comentários no Tela Non para que o seu resultado viesse à superfície.

    Afinal, nem sempre o “cão ladra e caravana passa”. O enquadramento dos dizeres popular é circunstancial, tal como se diz na giria popular a ” praga do burro não chega ao Céu” desta vez, chegou e últrapassou o Céu (Universo).

    Caso para dizer e confirmar ao caro amigo Abel Veigas que o Tela Non, vem desenvolvendo um papel bastante importante para a nossa sociedade. Ai sim, digo existe sempre um olhar atento dos que (des)dizem não visitarem esta página virtual. Baseados em diversos comentários (postivos e negativos) constados no Tela Non, acredito que surgirão mais resultados positivos para o nosso STP. quem nos dera atingirmos a verdadeira liberdade de expressão emt todos os órgãos de comunicação social do nosso País….. Espero que este livro contenha verdades que estamos todos à espera. Desde a entrada do PC na arena política, a sua relação com os irmãos “desavindos” (se alguma vez existiu ou existe), a causa das sucessivas derrotas, e a mutação mental face a actualidade…. Terei toda a atenção na leitura do livro e depois farei a minha futura analogia. Tudo que seja para o desenvolvimento cultural santomense, é benvido….

    • img
      Celsio Junqueira Responder

      Meu Caro,

      O papel do Jornal Digital Tela Non é deveras importante no processo democrático de STP.

      Concordo consigo!

      O que aqui se escreve, a critica, construtiva ou não, tem de ser tida em conta. Todos somos Santomenses, e é dever dos que ocupam e também dos que querem ocupar cargos politicos e públicos levar em consideração a voz do cidadão.

      O exercicio da cidadania atraves das novas ferramentas de comunicação é louvavel e deve ser alargado a todos.

      Saudações a todos os participantes, os leitores, ao Abel e a sua equipa, um Agradecimento.

    • img
      António Veiga Costa Responder

      É, em um mês de reclamação no Téla Non o Pinto correu e escreveu um livro. Ligeirinho ele, não?

  16. img
    Roberto Carlos Gomes ( Guadalupe) Responder

    É bom saber que passados estes anos, o Sr Manuel Pinto da Costa decida partilhar com todos, algumas ideias, alguns conhecimentos que certamente capitalizou durante o tempo em que foi Presidente de São Tomé e Príncipe.
    Esta é uma forma muito útil de ajudar os saotomenses, a reflectirem e a tentarem encontrar soluções para os problemas que o nosso País enfrenta.
    Espero que esta seja, uma das muitas iniciativas, que o Sr Manuel Pinto da Costa faça e venha a fazer para o bem do debate e confronto de ideias entre as diferentes sensibilidades da sociedade saotomense.
    Força Sr Manuel Pinto da Costa, ESCREVA LIVROS, PROMOVA DEBATES E CONFERÊRENCIAS, para ajudar a pensar STP.
    Não se esqueça que o seu nome cria um misto de paixão e ódio, e que N´GUÊ TAMÉM SÁ DÊÇU MUNDO.
    Um bem haja a todos.
    RCG

    • img
      Leoter Viegas Responder

      Caro Roberto,
      Goste ou não do Dr. Manuel Pinto da Costa, acho que a iniciativa de escrever um livro e expor as suas ideias é louvável.
      Espero que outros políticos que tiveram a responsabilidade no País, principalmente aqueles que lutaram para independência do País, sigam o mesmo exemplo.

      Leoter Viegas

      • img
        Kundu Muala Vé Responder

        Não está em causa a importãncia (sempre relativa) do livro, mas sim (isso sim é importante) o “timing”.

        É demasiado óbvio e muito em cima do acontecimento.

        Cheira a expediente eleitoral.

  17. img
    Moçu Cata Responder

    É livro para campanha. Não conta.

    Pelo teor de algumas passagens/ideias constata-se que é mais do mesmo.

    40 anos depois continuamos a pensar da mesma maneira, embora com uma ou outra palavra diferente.

    Esse não dá mesmo! Está “flipado”. É carta fora do baralho.

  18. img
    Gigolo Responder

    Vinte anos depois, escreveu um livro. O livro contém 121 páginas, para um preguiçoso isto siguinifica 6 pág por ano. Nada mau a nivel da preguiça.
    Sr. Pinto esperava mais de si apesar de saber k não iria nem irá longe.

  19. img
    Gigolo Responder

    Puxa Abel, será k o Pinto não tem outra foto? É k nesta ele parace mesmo um vampiro.

    • img
      Gigolo Responder

      Sorry, só depois notei k ´´e a capa do livro.

      • img
        lucas Responder

        Ridículo!
        Há tantas coisas interessantes em discussão e vc só prestou atenção na foto.
        É assim que vc está dando sua contribuição neste Site?
        Gente como vc é a vergonha da nação.

        • img
          Marta Responder

          Desculpa Lucas, mas o Gigolo tem razão.

          A foto é estranha e o homem parece um morto enterrado sentado (como é tradição nos países do Sul de África).

          Será que ele já morreu e não sabemos?

  20. img
    london Responder

    Sinceramente, pensei que este homem fosse mais esperto! devia aparecer uns anos antes, mostrar aos santomenses, que ainda esta vivo.

    Agora aparece com uma revista para nos enganar.

  21. img
    guedes Responder

    San tomé tela ô!

  22. img
    Lucileide Lima ( GIBELA) Responder

    Sim Sim Dr. Pinto da Costa. Tenho muito respeito por si. Isso me leva a felicitá lo por ter impresso as suas ideias.Nós somos assim, quano se faz criticamos quando não se faz criticamos. Dr. Pinto da Costa o Senhor é PAI GRANDE perdoe os inocentes eles não sabem o que dizem. Pai precisamos de ti para unir a família sãotomense.

    • img
      Lagaia Responder

      É o PAI da miséria e da Corrupção em STP.

      • img
        Maria leva leva Responder

        O pai da miséria da Corrupção chama-se Miguel dos Anjos Lisboa Trovoada… Desde que senhor entrou em STP que país ficou bandalha juntamente com senhores do PCD e o cúmulo chegou com aparecimento dos Nigerianos em STP, desde lá ficou tudo loco em STP.

        Tudo estragou mesmo quando Trovoada pai colocou Fradique a força toda na Presidência da Republica… 10 anos mais de 10 governos.
        A desgraça piorou ainda mais depois de Delfim Neves ter chegado a Ministro…

        • img
          Lagaia Responder

          tens razão, mas esses são os filhos.
          lol

    • img
      António Veiga Costa Responder

      Lucileide, decida-se. Em outra página vc estava votado no Aurélio.

      • img
        E.Santos Responder

        Até as eleições, ela ainda tem tempo de mudar de ideias quantas vezes entender. Só não pode mudar de ideias depois das eleições porque já será facto consumado. Até lá, vai ouvindo e avaliando para formar a sua própria opção. Tomara que todos fossem assim, e não de ideias fixas, faça sol ou faça chuva.

  23. img
    Lucileide Lima ( GIBELA) Responder

    Queria dizer: Quando se faz criticamos. Quando não se faz criticamos. Afinal o que queremos?

    • img
      Blutu Responder

      Tas a usar nome gibela haja haja kua ca da cu bô Pinto não gosta dessa empresa

  24. img
    Deus é Grande e Seja Louvado Responder

    Ó ambrosio, quem não tem VERGONHA és tu….
    Seja Construtivo a bem do nosso S.tomé e Principe……………………..
    Viva S.tomé e Principe
    Viva Tela non

  25. img
    Deus é Grande e Seja Louvado Responder

    Obrigado Sr. Pedro Oliveira………..
    Faço das suas Palavras as Minhas……..
    Somos uma Nação de Gente Inteligêntes…..
    Obrigado…….
    Viva S.tomé e Principe
    Viva Tela non

  26. img
    J. Maria Cardoso Responder

    Vale mais tarde k nunca!
    Prezo k seja um começo e não um fim para k os outros acendam a luz dos caminhos a percorrermos pensando no tão desejoso desenvolvimento do país.
    O momento é oportuno para testar o manifesto eleitoral ao acreditar no tempo k ainda temos de leitura, de pensar, de refinar e no fim de direcionar o tão precioso voto democrático.
    Bem-vindo!

  27. img
    macabeu Responder

    sinceramente sr. PC, isto é uma livro ou uma revista publicitário para ganha vantagem na presidencial. fracamente, o senhor deveria ser mais inteligente, mas pronto, felicito pelo feito,mas acreditas que não terá vantagens nenhuma. continua a fazer livros e esquece o cadeirão do palacio. pelo menos assim alguma coisa de bom fará nesta vida.

  28. img
    Lagaia Responder

    É preciso muita lata, é mesmo sem vergonha, mas burro não é.
    “Este não é nem pretende ser um livro de memórias. Muito menos um acerto de contas com o passado”
    Claro que não.
    Se fosse um livro de memórias não haveria nada de bom para escrever, bem pelo contrário. Seria um manual de técnicas de destruição massiva de um país, e manobras de desvios de fundos.
    E um acerto de contas é o que deveria ter sido feito quando da abertura ao multipartidarismo de modo a ser aniquilado politica e socialmente.
    Assim não teríamos de correr riscos de ele voltar ao poder, e de opinar (pq alguém escreveu por ele) sobre o que não sabe, tentando enganar os esquecidos e os mais jovens.
    Biliué povo

    • img
      Paterson Responder

      Todos esses Senhores desde Ambrosio, Lagaia e outros que maldizem do Sr Pinto da Costa, de certeza sao aqueles que desviaram, roubaram e saquiaram bens do povo e estao com medo para que com a vinda do Pinto sentirao ameacados. O problema e que o Pinto da Costa so com a sua presenca poe ordem. Todo tipo de desvio e roubo que tem assolado o pais se fosse o Pinto na Presidencia ele exerceria a sua magistratura para que os infratores pagassem por tudo que cometeram. De certeza se o Pinto fosse presidente nao existiria o STP training, nao existiria tantos GGAs, porque os seus actores estariam presos. Por isso todos que nao querem pinto da Costa sao os bandidos , ladroes e gatunos. Desde que o Pinto deixou a presidencia que a desordem, desrespeito, insultos na via publica, aumento de criminalidade, etc,etc tomou conta da nossa terra. Desde que o Miguel Trovada entrou e deixou para Fradique que o pais tornou Republica das bananas. O Presidente tem que ser alguem, que ajude o Governo a por ordem no pais. Ordem ao todo nivel. Esses manda bocas contra o pinto querem essa desordem para sobreviverem.
      Vces conhecem o tal problema de senso? Sabem quem estava por detras do senso? Sabem porque que algumas pessoas tomaram borracha? Perguntem o Miguel Trovoada? Eu sei um pouco da historia porque vivi isso.
      Na altura o Sr Miguel Trovoada disse ao povo que recenciamento (senso) era contrato. Ele convenceu muitos analfabetos que hoje venhem pedir indimnizacao. E aquilo que Instituto de Estatistica faz para saber o numero da populacao e de habitacao e o que? Francamente. Deus que venha ao mundo. Mesmo assim o Pinto da Costa e que tem que carregar todo esse fardo.
      O Pinto da Costa e o candidato ideal para S.Tome e para os Santomenses. Segundo a sondagem feita no pais e no estrangeiro o Pinto da Costa e o candidato favorito. Podem crer que ele vai mesmo regressar ao palacio do POVO.
      Viva Dr Manuel Pinto da COsta

      • img
        H. A. Azimute Responder

        Os árabes actualmente, querem a liberdade e a democracia, para os seus respectivos países, e você infelizmente, quer a ditadura do passado. Não vez que estás ultrapassado no tempo?
        “TOMARAM BORRACHA”, se tivesses tomado a tal borracha, já não escreverias assim. “Piri-piri nos olhos dos outros, é reconfortante para o nosso ego”. Justifique-me os rendimentos do seu candidato, provando que não tirou proveito (financeiro) na altura da sua malfadada governação.
        Fim do comentário.

    • img
      Rosa Porcelana Responder

      Que pena o Sr. Lagaia anda muito lerdo das ideias ou mesmo com uma amnésia não assumida

  29. img
    Petroleo Bruto Responder

    Deixem o homem escrever.
    Mesmo sabendo que em materia de novidades,pouco ou nada se espera.
    Espero que me elucide sobre a sua profissão!
    Experiencia profissional!!
    Tem?
    Estamos a viver num país em Paz mas que parece estar em guerra. Os edificios a cairem, ruas esburacadas, paredes sem pintura nas principais ruas, etc, etc.
    Não temos governo!
    Mesmo assim ha quem teme uma intervenção estrangeira?
    Não é preciso sangue para intervir, ja é hora!
    Justiça para todos!!

  30. img
    JOSE TORRES Responder

    Quem nunca cometeu erros tambem nunca tentou nada de novo. Quanto mais se critica o Pinto mais forca lhe estarao dando para melhorar a sua qualidade de DIRIGENTE. Nos deveriamos ter a coragem de aprender com ele o que nao sabemos. Obrigado SR Pinto.

    • img
      Observador Responder

      Parabéns ao Tela Non por este furo jornalístico que surpreendeu muita gente. Assim se faz jornalismo de qualidade!Quanto ao livro propriamente dito é inegável que se trata de uma iniciativa a merecer aplauso e leitura atenta.

      • img
        Pintinho Responder

        Mu caro observador eu já sabia dessa manobra.
        As informações deste corrupto e dos seus lacaios chegam-me em primeira mão.

  31. img
    Raimundo Lopes Responder

    Dr. Manuel Pinto da Costa
    Uma eleição se ganha com projectos (propostas), e não com críticas e baixarias, atitudes que caracterizam a maioria dos santomenses que aí colocam as suas contribuições.
    DR. Manuel Pinto da Costa não se preocupa, que não se joga pedras em mangueiras que não produzem boas mangas… o Sr. é a Solução de momento;
    A verdade tem que ser dita: de todos os candidatos o Sr. é o melhor porque além de apresentar propostas, tem experiência e não é Corrupto.
    Nós os santomenses não sabemos fazer outra coisa se não criticar.
    Meus caros santomenses: As críticas quando são positivas identificando os pontos fracos e fortes, expressando o desempenho e propostas satisfatórias de acordo com o juízo do crítico é sempre bem vindo.
    Porém as críticas quando são negativas acambam avaliando as fraquezas e os erros dos proporios críticos, que muitas das vezes não fazem idéia de quão ignorantes são e deveriam reconhecer as suas debilidades e começar a tomar medidas para superá-las. Ao fim e ao cabo, não podemos nos fortalecer se ignoramos que relamente somos fracos e continuarmos na tamanha ignorancia.
    Por isso Pinto Costa, Bem vindo a publicação do seu livro, que tanto os santomenses esperavam; só aqueles aqueles que não conseguem conter a inveja e nunca reconhecer o mérito e sucesso dos outros é que estão a criticar.
    Parabéns Pinto.

    • img
      Kundu Muala Vé Responder

      Não é mangueira de bons frutos. Trata-se de esmagar ovos da cobra antes que eles possam eclodir e infestar o país de cobrinhas. É disso que se trata Raimundo.

      • img
        Paterson Responder

        Es um grande ignarante….O pais esta assim por vossa causa

        • img
          moçu cata Responder

          Errado.
          Por culapa de todos nós que insistimos em apostar em gente errada.

  32. img
    Safú de gravana Responder

    Afinal!
    Ja perdemos muito tempo. O atraso que tivemos tem um rosto.
    Escrever um livro durante 20 anos e lançà-lo em vespera das eleições presidenciais? O seu manifesto como será e quando?
    Se calhar ja ouviu o conselho de não recandidatar. Se assim é damos o nosso louvor e continua a escrever as verdades, são como azeite de palma.

    • img
      Lauder Barros Responder

      Para o bem de todos é bom que o Pinto se candidate é o único que pode orientar o País.

  33. img
    Safú de gravana Responder

    Será verdade? Livro?
    Quero ver se vem a estoria da frente,7 de MArço de 1989/ 1990, bem como os dolares do Afonso, lider, que dizem a segurança ter apropriado aquando da chegada em Santana.
    Muita coisa será dita!!!

  34. img
    Lucileide Lima ( GIBELA) Responder

    Marta eu sei quem és tu.
    põe te a pau. De séria não tens nada.Vou abrir o teu fundá. Pinto merece respeito de todos modere a sua linguagem.

    • img
      moçu cata Responder

      Se ele merecesse repeito de certeza que o tinha.

      Por alguma razão as pessoas não o respeitam. Pense nisso.

      • img
        António Veiga Costa Responder

        Moçu cata, não respeitam ou têm muito medo dele????
        Penso que muitos dos que aqui o criticam ferozmente devem ser aqueles que foram punidos (ou os filhos daqueles) no governo do Pinto por andar fora da linha….

        • img
          Marta Responder

          Realmente todos devemos ter medo dos ditadores. “O medo é o pai da coragem” temos que ter medo para nos prevenir.

          Temos também que ter medo de cachorrinhos como tu que acham que os ditadores põem todos na linha.

          Em minha opinião o que põem o país na linha é sim, uma democracia em que os cidadãos são tratados como tal, em que têm obrigações e direitos, com instituições do estado que funcionem e um eficiente e eficaz sistema de justiça.

          O que achas?

    • img
      Verdade Responder

      Para todos
      Estou seguro e aviso a todos de que o fundá da Lucileide Lima traz má fé e mentiras. Parece ser alguém que faz jogos sem alma, sem se preocupar com os resultados para a própria terra.

  35. img
    H. A. Azimute Responder

    Espero bem que, este livro, não seja um “afrontamento” à memória de muitos compatriotas que sofreram na famijerada governação deste ditador encalhado. O passado que ele quer, que os São Tomenses esqueçam, quer tornar-se o presente em forma de Presidênte da República outra vez “para mal dos nossos pecados”.
    Espero também encontrar, sinceramente, neste livro à terrível via sacra do povo São Tomense, na fase da desgovernação deste cidadão e como tem conseguido se manter “já que nada cai do céu” a sua vidinha folgada que leva, quando não lhe reconhecemos nenhuma ocupação laboral de relevo.
    “TERRA FIRME” na rejeição desta candidatura.

    • img
      Neutro Responder

      S.Tomé e Príncipe, “TERRA FIRME”
      “TERRA FIRM”
      “TERRA FIR”
      “TERRA FI”
      “TERRA F”
      “TERRA ”
      “TERRA”
      “TERR”
      “TER”
      “TE”
      “T”
      “”

      … Até a exaustão!

  36. img
    Roberto Carlos Responder

    Com este livro é a prova que o Sr. Pinto esta caduco.
    Vinte anos para preparar um livro?
    Em questões de livro de certeza que não é sua inspiração. De inspiração o Pinto da Costa não tem nada. Antes melhor Carlos Béné.
    E porquê so agora justamente na pré-campanha?
    Precisa-se de um presidente novo. Devemos tirar experiências com o EUA,Brasil, França, e outros por ai que têm presidentes novos e dinámicos.

    Não queremos preguiçosos…. Pela sua falta de capacidade empreendedora, não admito ter licenciatura em economia.

    Ja deu o que pra dar….
    Apostemos na Drª Maria das Neves, 18ª mulher mais influente do mundo.

    • img
      Roberto Carlos Gomes ( Guadalupe) Responder

      Caro Roberto Carlos, meu homónino
      Acho que vivemos num país democrático e todos os cidadãos, inclusive o Sr pode ser candidato as eleições presidenciais se achar que vale a pena, e se reunir as condições legais para efeito.
      Agora se o meu amigo pretende apoiar qualquer candidato, pode fazer a vontade.
      E não se esqueça, vá votar no dia 17/7/2011.
      Abraços
      RCG

  37. img
    maria chora muito Responder

    Viva Pinto da Costa. Pergunte aos Trovoadas e ao Fradique se eles que trabalham muito neste mundo de terra bem firme se escreveram algum livro?

  38. img
    Zugu-zugu Responder

    Caros compatriotas.
    Ë de louvar a iniciativa do Dr. Manuel Pinto da Costa, uma vez que penso naquele livro revelará quem realmente é.
    Mas penso que este livro deveria começar com uma desculpa a toda a naçao Santomense pelos erros que ele e seus compatriotas cometeram.
    Viva STP e os Santolas

  39. img
    Rio de Ouro Responder

    O Pnto da Costa não estava só. Havia uma vintena de pessoas à volta dele que sustentaram o funcionamento do regime e, na minha opinião, foram mais carrascos. Hoje essas pessoas andam por aí armados em justos e democratas mas, sabemos quem são.
    Viva a democracia.

    • img
      Pintinho Responder

      Ja começou a luta dentro de casa.
      Credo MLSTP.

  40. img
    Pumbu fresco Responder

    Eu gostaria, com todo o respeito, convidar-vos, compatriotas, a fazer uma reflexao justa e cautelosa sobre a governacao de Pinto da Costa com base no contexto historico mundial, que se vivia no periodo de seu mandato. Naqueles tempos o mundo estava dividido em 2 grandes blocos, socialista e comunista. Pinto da Сosta teve que fazer a sua escolha de modo a resolver a dificil situacao socio-economica que o pais vivia depois da saida dos especialistas portugueses (medicos, professores …). Assim que surgiram medicos e professores cubanos … presenca militar angolana etc e em troca ele (Pinto da Costa) tinha que governar STP a maneira aconcelhada ou mesmo imposta. Naquela altura a “democracia” tinha um significado diferente em STP. E se algum de nos estivesse no lugar de Pinto da Costa naqueles tempos fariamos o mesmo que ele fez se nao mesmo pior! Presidentes (contemporaneos de Pinto da C.)de muitissimos paises do terceiro mundo fizeram historia semelhante a dele. E muitos foram mesmo horriveis. Acho que para sairmos da miseria em que nos encontramos temos que ter muito mais amor e dedicacao pelo trabalho, cada um no seu sector e todos presentes na agricultura, pesca e pecuaria, independentemente do PR que for eleito. Viva STP!

  41. img
    GOMES GOMES Responder

    OH OH SENHOR CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO. SÓ AGORA? CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO CREDO.

  42. img
    Lucumy Responder

    É sabido que este foi influenciado à escrever porque não é o seu estilo.Ele como é mundialmente conhecido, não sabe fazer mais nada se não ser se presidente.Foi péssimo aluno de Economista, reservista, caduco distruidor e que até a flor de hibisco foi alvo da sua má natureza,que de forma maquiavélica acabou com este, deixando apenas os canteiros que todos têm espezinhado na nossa praça.

  43. img
    Bom leitor Responder

    Meus carros camaradas, vamos deixar de fazer comentários hipócritas e dar o nosso contributos para um STP melhor. Dês que nasce ouvir os mais velhos a dizer que quando o Sr. Pinto da Costa foi presidente foi um momento de muitos terror e sacrifícios para os nossos avôs porque o mesmo obrigava os trabalhadores fazerem trabalhos duros e com muita carga de horário. Logo pergunto qual dos outros presidentes que empenhou tanto para que o povo trabalharem para o desenvolvimento do País? Nenhum, porque sabemos mais do que ninguém que os Santomenses não gostam de trabalhar e só ficam a espera que as coisas vão cair do céu para eles, porém aqueles que exigem o sacrifício do povo são visto como triturador da nação porque não queremos fazer é nada, mais não esquecemos para que um País possa conhecer o caminho do desenvolvimento tem que começar com trabalhos duros e rigorosos. Por isso temos que ter um líder com este perfil capaz de por todos a trabalharem arduamente para repara os erros cometidos por anteriores governos e fazer com que muitos ministros e directores trabalhem a sério em vez de ir passear no seus gabinetes e aferir um ordenados chorudo sem mover uma palha se quer, sei que muitos de vos e como eu somos filhos dos pais que na era do Sr. Pinto da Costa e que não tinham condições nenhuma de estudar e formarem em doutores e hoje em dia são graça a essa figura, coisa que já não acontece no nosso tempo. Um bem aja para Dr. Pinto da Costa.

    • img
      H. A. Azimute Responder

      Se és de facto um “bom leitor”, já deverias ter lido que trabalhos forçados, em lado nenhum trouxeram prosperidade a algum país. A liberdade e a democracia são os pilares fundamentais para uma sociedade sã.
      Se de facto queres viver numa ditadura, tens o caminho livre para ires viver na Coreia do Norte, Cuba, Bielorrúcia… Esta sua infeliz reflexão, extemporânia, é uma aberracão à memória dos serviçais e contratados, que deram o melhor das suas vidas nesta terra, bem como a luta dos nacionalistas para a nossa libertação da escravatura. Meu caro, um líder que se preze, dá exemplos e mostra (gostar) de trabalhar, porquê que nunca se quis candidatar-se ao cargo de 1º ministro, que é de facto quem tem o poder e governa o país?
      Fim do comentário

      • img
        Rosa Porcelana Responder

        Olá meu caro os outros que não foram ditadores o que fizeram de STP o País esta prestes a arder .

  44. img
    Só visto Responder

    Temos que mudar de mentalidade, so sabemos criticar,criticar e criticar, mas elogiar quase ninguem faz e uma critica construtiva nada.

  45. img
    Paterson Responder

    O Dr Pinto da Costa vai regressar sim para mostrar todos aqueles que estao contra ele de que nao foi ele o causador de todos esses males. Desde o Trovoada, Evaristo Carvalho que hoje esta arrumado em Santinho, Fradique e mtos outros nao faziam parte da governacao da epoca de Pinto? Eles nao cometeram erros?
    Deixa vir o livro do homem. De certeza que ha novidades nesse livro.

  46. img
    Anca Responder

    Atenção,Atenção na analise do artigo.

    Uma coisa é o candidato Manuel Pinto da Costa.

    Outra coisa bem diferente é o pensamentos e ideias uma visão, de um Ex.Presidente da República, materializada num livro.

    Devemos respeitar a liberdade de ideias e pensamento pois vivemos, noutro regime político, livre e democrático.

    Temos que dar mãos a palmatória vivemos neste regime graças também ao contributo de abertura ao regime democrático do Dr.Manuel Pinto da Costa.

    Na minha modesta opinião pecou por ser, um pouco tarde,e sem transição de valores democráticos,Sem respeito pela soberania,Sem respeito pelos direitos do homem,sem respeito pela dignidade humana.

    E ainda não conseguimos assentar as bases de um Estado Democrático em São Tomé e Príncipe para o mal dos nossos pecados,pela falta da nossa humildade colectiva e individual,pelo nosso egoísmo colectivo e individual, pela nossa inveja colectiva e individual,pela nossa incapacidade de gerar consensos nacionais,pela falta de visão ambiciosa daquilo que deve ser um estado de direito democrático.

    Temos que saber perdoar os erros cometidos durante os processos da nossa História de Libertação.

    Todos nós cometemos erros,
    mas se não soubemos perdoar,
    nunca mais encontramos o caminho da prosperidade porque estamos magoados.

    Por outro lado qual de Vós nunca cometeu erros na vida?
    Sobretudo na adolescência, na vossa idade Jovem, erros que por vezes vos custou carro.
    Mas o importante é saber olhar para esses erros, e apreender algo com eles,para traçar um caminho diferente.

    Apreendamos a perdoar
    Podemos não querer mais o Dr.Manuel Pinto da Costa como Presidente ou fazendo parte da vida Política São Tomense,

    Mas acreditem,melhor pessoa para nos aconselhar sobre erros futuros a evitar.
    Porque vai continuar a pagar caro pelos mesmos,embora na minha opinião não deva ser só ele.

    No fundo fizeram aquilo que a Geo- Estratégia-Política mundial,aclamava na altura(como sabem o mundo estava dividido em dois blocos), até a queda do murro de Berlim,e não se aperceberam quão depressa estava o mundo em mutação,assim como também não percebemos hoje ainda que o mundo está em mudança rápida e profunda.
    Não sabemos enquadrar ainda neste mundo.

    O que não tem perdão, foi fazerem e continuarem a fazer aproveitamento pessoal da coisa pública em proveito próprio,distorcendo os valores e violando direitos fundamentais do homem(e não esquecer o homem não tem só direito tem também deveres).

    Isso não tem perdão nos tempos de hoje.

    Cometeu-se muitos erros na altura,

    mas havia respeito uns pelos outros

    havia ordem,havia vários hospitais(não com todas as condições do mundo, mas havia)

    Havia escola, não com computadores,internet, e etc…mais havia

    Reparem,
    nos anos pós independência, aqueles que assumiram poder,eram aqueles estavam ligados, duma forma ou de outra ao regime Português, beberam da administração Portuguesa, por isso que herdamos as leis coloniais,muitos delas,alteradas a bem pouco tempo em São Tomé e Príncipe.

    Essa falta de preparação e entendimento do mundo na altura, e falta de visão estratégica na altura para o futuro.

    Falta de preparação e formação nos países com valores( na altura) diferentes daqueles que é o mundo Ocidental(a URSS)e diferentes daqueles que constituem hole o homem São Tomé e Príncipe.

  47. img
    Costa Afredo Responder

    Este livro pensado escrito, pelos os seus colaboradores que querem o poder a todo custo.
    Pinto da costa basta, escreve mais livros fassa comoo Fdel Castro.
    Presidente deve passar para história.

  48. img
    Anca Responder

    Reparem a História, deve ser a melhor,esclarecedora dos factos, daquilo que somos hoje como País e como Cidadãos SâoTomenses.

    Quando começa há existir de facto São Tomé e Príncipe?

    Quando três Navegadores Portugueses descobrem duas Ilhas no Atlântico,numa hora certa,num ano certo,num dia certo.

    O que fizeram a seguir, como andavam a procura de terras e povos que pudessem conquistar/expandir o seu território de influência e garantir o comércio marítimo.
    Começaram investigar as ilhas,mas tarde com conhecimentos obtidos sobre a rentabilidade e rendibilidade das Ilhas do Equador,numa data certa,num ano certo começaram por povoar as Ilhas com povos vindo de diversas partes da África e também da Europa.

    Quem eram esses povos vindo do Continente Africano?

    De onde vinham?

    Que Costumes (valores sociais)tinham?

    Como era vista a justiça,a pratica do bem por esses povos, o sentido de igualdade e oportunidade?

    Conheciam o alfabeto e a matemática?

    Que alfabeto conheciam,que tipo de matemática conheciam?

    E os povos vindo da Europa(Portugal),que costumes(valores Sociais)tinham?

    Que alfabeto,que matemática?

    Que sentido de igualdade e oportunidade tinham,como encaravam a pratica do bem entre seus iguais, que sentido de justiça tinham?

    Pois esses povos vinham de Portugal,Angola,Moçambique,Cabo Verde.

    Como era a base etnológica e social destes povos, de que região concretamente,desses países vinham,pertenciam a alguma tribo que tinham os seus próprios costumes?

    E que costumes eram esses?

    Voltando atrás,essas Ilhas do Equador,precisavam de mão de obra para exploração do território (plantações de cana de açúcar,de cacau e café),então tiveram que criar uma forma de manter esses povos,subjugados criando um método que era conhecido como (Dividir para reinar,estratificando a população em várias camadas numa fase mais avançada da colonização e exploração.

    A Medida que os anos, Séculos iam passando,esses povos vinda a África,iam-se revoltando exigindo a integração.
    De revolta em revolta(e como o mundo ia mudando),de vez quando viam satisfeita a sua revolta com a integração de alguns que tinham comportamentos ideal para o regime os assimilados.

    Com o passar do tempo os assimilados iam reclamando mais direitos de integração,e como o mundo estava em transformação,e a pátria mãe não queria perder os seus territórios,iam concedendo alguns privilégios a alguns, como por exemplo estudar em Portugal ou trabalhar na administração colonial.

    Com passar do tempo,mas e mais privilégios,alguns começaram a ler a estudar a ouvir a criticar,no fundo a tentar perceber o mundo da altura,juntado todos os acontecimentos que iam tomando contacto,(despertar da consciência negra(LUTHER KING,GHANDI,libertação de alguns Países Africanos).

    Tudo isso vai conduzir muito, muito mais tarde as negociação com um grupo de indivíduos em Argel,em prol da valor Independência sem saber de facto o que isso significava,ou com que bases podia ser feita essa independência, em que bases solidas podia sentar essa independência, muito também a custa da revolução interna sentida em Portugal.

    Como só percebiam um Mundo daqueles que os apoiavam para tirar o seu quinhão da parte do mundo,(reparem que nesta altura o mundo está em guerra fria)mundo dividido em dois Blocos e por consequência aquele Bloco(EX URSS) vivia o Regime Socialista Soviético,tudo o que estes senhores fizeram foram importar, tudo que foram os princípios do regime Soviético em contradição com aquilo que era o regime colonial Português.

    Que contradição?

    Herdou-se assim as leis e costumes coloniais adaptou-se com uma visão importada do Regime Socialista Soviético,sem ter em conta a etnografia social interna dos povos que constítuiam a sociedade São Tomense na altura.

    Desculpem escrever assim tão apressadamente,sem cronologia dos acontecimentos e também porque seria demasiado extenso se tivesse que datar e ditar com pormenor todos os factos e acontecimentos,que marcaram as transições,deste solo que se chama hoje São Tomé e Príncipe.

    Chegamos a independência, em 12 Julho,de 1975,herdando assim as bases e leis administração colonial Portuguesas,juntamente com visões Utópicas daquilo que era verdadeiramente Socialismo Soviético.

    Isso por falta de percepção daquilo que se estava a passar verdadeiramente no mundo a nossa volta(assim como hoje não percebemos o que se está a transformar no mundo a nossa volta,temos uma visão utópica daquele que são as bases do Regime Democrático vindo do ocidente, sem ainda percebemos bem a nossa etnografia, valores e costumes.

    Por isso ainda invocamos aos santos(espíritos).

    Não para fazer o bem

    Mas sim para fazer o mal a outro como nós.

    Porque se pudessem ser invocados para fazer o bem outros como nós, estaríamos de certeza mais desenvolvidos e avançados.

    Em todas as áreas.

    Mais grave é quando se dá,a abertura democrática, confundimos valores mais uma vez,com o agravante de alguns tirarem proveito pessoal com isso.

    Hoje estamos a entrar noutra fase

    É preciso saber Perdoar,
    É preciso saber Ponderar,
    É preciso saber Respeitar,
    É preciso saber tolerar,
    É preciso saber o sentido da Justiça,
    É preciso escrever a nossa História
    para que outros não escrevam por nós.
    É preciso Praticar o bem
    Porque o bem
    Fica-nos bem como São Tomense que somos com todas as nossas diferenças etnográficas.

    Deus Abençoe São Tomé e Príncipe

  49. img
    Marta Responder

    António Veiga Costa,

    Realmente todos devemos ter medo dos ditadores. “O medo é o pai da coragem” temos que ter medo para nos prevenir.

    Temos também que ter medo de cachorrinhos como tu que acham que os ditadores põem todos na linha.

    Em minha opinião o que põem o país na linha é sim, uma democracia em que os cidadãos são tratados como tal, em que têm obrigações e direitos, com instituições do estado que funcionem e um eficiente e eficaz sistema de justiça.

    O que achas?

  50. img
    zeca diabo Responder

    So tenho a dizer que e tarde mas tarde de mais para o Sr Pinto da Costa aparecer agora com um Livro da sua autoria!!!
    Mas como diz o velho ditado ”MAIS VALE TARDE DO QUE NUNCA”…mas acho que Sr Pinto da Costa deveria escrever um bocadinhozinho, pois ja la vao 20 anos e so tem detalhes deste anos para 121 paginas, ficou muita coisa por escrever…no meu ver isto e uma campanha politica cultural, para inteiramos no que Sr e CAPAZ!!!
    No meu ver nao sei o que Sr ira fazer se for eleito Presidente da Republica! Mai suma vez quero lhe alerta que estamos na DEMOCRACIA, presidente nao GOVERNA O PAIS, isto e funcao para Primeiro Ministro e seus membros que compoem o elenco governativa!!! Se esta a espera de tirar proveitosdo seu prestigio, acho quem e bastande tarde, porque os tempos mudam, e na democracia as mudancas sao constantes nao creio que alguem do seu tempo ainda continuam no Poder, se nao for so Eduardo do Santos Presidente da Republica Popular de Angola!!!

    Forca Povo STP…

  51. img
    Menezes Responder

    S.T.P. Nossa Terra, enquanto cidadão continua a dizer que nunca é tarde, independentimente do senhor Pinto da Costa ter ficado durante 20 anos sem vir ao Público nos momentos mas deficil defender os grandes interresse do País, mas não nos compete jungar seja ele quem for porque antes de julgar eu tenho que mi perguntar qual tem sido a minha contribuição neste processo de Desenvolvimento do meu belo e lindo País, Pinto da Costa pode ter seus erros mas quem não tem pecado que atira a primeira pedra, meste momento é bom que se diga que este nosso País só pode chegar a bom porto se ajuntarmos esforço no icensial que é encontra um Camidato que possa congregar uma e unica linguagem de unidade, responsabilidade, idonia e que possa engajar fundos a nivel Internacional para que o País atinja um patamar desejado é o mas importante de que fazermos qumentarios que não nos leva a lado nenhum, na minha opinião tinha que se parte para um referendo para que seja claro o tipo do regime que se quer dá o País da forma como esta a nossa Constituição corremos o risco de inperar o futuro dos nossos filhos e do País devido varios interresse em jogo, mesmo em Democracias de ponta como é o caso dos EUA e França os Presidentes é onde esta concentrado o Poder, o País tem que ter um Lider, sem liderança estamos perdidos como sempre, bem vindo Pinto da Costa não tenho nada contra a sua camidatura mas infelizmente não é facil encontra um Camidato que possa reunir a vontade popular depois dos 20 anos de uma Democracia falhada onde os interresses pessoais e de grupos estão a cima dos interresse Nacional, espero que a maoria que tenha idade para votar saiba dá mas uma lição a classe politica, votando na conciencia e não por uma sntice ou dinheiro.

  52. img
    Stpense Responder

    OHHH CREDO POVO
    Nunca vi um povo como esse nosso KEKUA…So sabem criticar. criticar so que vida de saotomense…deixa senhor manuel pinto da costa em paz. KEIIIIII….sempre a criticar…se homem lança livro é porque ele e ditador, preguiçoso, se ele nao escrevesse nada é porque é preguiçoso bue de bobo…ALAPA suicidem…

  53. img
    O Próprio Responder

    Compremos o livro e fiquemos a conhecer melhor o Dr PC. Para além disso é uma grande oportunidade de enriquecermos a nossa mente. O próximo presidente de S.Tomé devera ser bem escolhido, sob pena de continuarmos durante muitos e muitos anos sem grandes perspectivas. Estamos na expectativa da riqueza do petróleo, mas pelo andar das coisas se calhar só os nossos bisnetos poderão vir a usufruir da mesma. A nossa economia, praticamente, não cria emprego. Somos milhares a formar por este mundo fora,mas, em S.Tomé os sectores aonde os quadros podem encontrar colocoção reduzem cada vez mais, para não dizer quase inexistentes (Finanças, Banco Central, alfandegas!) Maria das Neves, Elsa Pinto embora reconhecendo algumas qualidades pessoais, no momento actual, não reune os requisitos para servir S.Tomé como PR. Aurelio Martins fora conseguir canalizar investimento de angolanos para S.T.P tb não vejo nada mais. Evaristo Carvalho, antes de ser candidado era apenas um politico reonhecido em S.Tome, sem Patrice Trovoada não tem quase nada em termos de imagem internacional e mesmo ao nivel nacional deixa muitas dúvidas. Pinto da Costa é conhecido ingternacionalmente e tem capacidade de canalizar ajuda externa de todos o horizontes, que é o que nós precisamos mais nesta altura do campeonato. Para além disso ao nível interno, vesse que é um homem preocupado em deixar uma boa imagem em S.Tomé e por isso considero que é a melhor opção

  54. img
    Fia Luxinga Responder

    Boa tarde meus compatriotas, acho que estamos num país democratico e todos possuem direitos de opiniar e é bom que respeitemos, porque a gloria que vivi, e inferno que também cheguei mas ninguém por isso cada momento é um momento assim como cada minuto é apenas um minuto tão pouco como a sorte é somente uma vez na vida

  55. img
    Helves Santola Responder

    Minha gente, vamos olhar para frente, vamos fazer críticas construtivas…..!!!! Quem ta a criticar faria melhor??????

    • img
      Confuso Responder

      Crítica é crítica!! seja ela construrivas ou Destrutiva! acho que cada um tem que expor o que acha certo ou errado!

  56. img
    Digno de Respeito Responder

    Bem meus caros,

    Pela minha analogia existem aqui duas figuras que mutivam uma forte afluência de comentários. O facto é para mim o indicador dos possíveis potenciais candidatos. Refiro-me a pessoa de Pinto da Costa e Liberato Moniz. Ao de reparar, que em cada informação postada em relação a esses ditos pré-cadidatos, qual é o tempo de resposta de comentários em relação aos mesmos.

    Para mim esse aspecto é importante. Pois, trata-se de um “caso de estudo”. Se Pinto da Costa utiliza a estratégia de publicação dum livro que em tão pouco tempo provoca um total de 117 comentários perante Liberato Moniz, que numa simples intervensão pública, aparece com mais de 220 comentários em menos de uma semana, tudo leva a dizer que estamos perante uma balança que vai dar muito que “dançar”. Logo veremos qual será o peso (bruto ou útil) final…

    Acho que um deles se fez lançar por paço (in)oportuno. Veremos a sorte futura.

    É preciso que estudem o marketing político (MKTg P) ou vão ao encontro de profissionais nessa área específica (algures entre Ciências Sociais e Políticas) afim de garantir-vos o resultado mais favorável possível. De contrário, a pratica do “banho” será a prática cultural desse povo que parece-me ter se despertado para a realidade. Ainda bem que isto acontece.

    As estratégias estuda-se, não é em vão que os poucos conhecedores na área do saber, se junta a equipa mais coesa para ajudar na tarefa da oratória. Espero que os políticos santomenses se preparem para a realidade do mundo globalizado. Tirem o exemplo claro de OBAMA, Nelson Mandela que ficam sempre bem na “fotografia”. Quando se estuda as obras desses homens da política internacional ou quando se fala deles,cresce a vontade de ir cada vez mais ao pormenor da profundeza realidade com orgulho de saber mais sobre as boas práticas socioeconómicas e política. Em relação aos nossos políticos, qual o motivo nos move em saber sobre eles?! Apenas, na praça da “má-língua” porque ainda se confundem a memória com a escrita. Pois, o filósofo Aristóteles tinha toda a razão, quando nos fala da retórica e o seu efeito…. Anseia-me conhecer o conteúdo da primeira obra do autor PC. Será que fala das várias situações desde o ano 1978 até 1990? Pode lá conter novidades, não?!

  57. img
    Digno de Respeito Responder

    Digo: “Hão-de reparar”(…)

  58. img
    Digno de Respeito Responder

    Correcto: “passo”

  59. img
    Piá cû uê txilá Responder

    Senhor lagaia e o senhor pintinho
    tenha um pouco de don e respeito, quando comentam algo sobre este senhor.
    o senhor lagaia tem muita idade sim; mais deve estar a sofrer ja de ausaimer,ou se me perdoe tem memória muito curta.comparar-me agriculturua dos anos 70,80, com actual? diga-me por favor, honde esta a sua maior fonte da riquesa? o cacau? as Empresas agrículas honde param? conheces-te a EMAVE,ENDIPROL,EMPESCAS, OS BARCOS? OLEOGINOSA,DCC OBRAS PÚBLICAS,O NOSSO TRANSCOLMAR,OS NOSSOS HOSPITAIS ÁGUA-IZÉ,DIOGO VAZ,AGOSTINHO NETO,etc,hoje quantos tens? honde para os nossos aosfalte nossas estradas,honde esta a dignidade desse povo as nossas mulheres que não se misturavam actoa, e a cidade que era tão limpa, se não es assim tão novo recordas quando se lavavam as ruas? então o Pinto da costa levou o sistema todo a casa? gostaria que me disses-te o que ja fizes-te para o pais como mais velho que és? e te digo mais naquela altura não se houvia falar de roubo dos derigentes, sabes muito bem honde foi parar os comerciantes que geriram mal o plafon do Estado? e caso da ECOMIM? não queres comparar o roubo na altura e a actual estado? para terminar quero lhe informar sou um cidadão Santomense e apartidário,e o pior cego é aquele que não quer ver…

  60. img
    O Próprio Responder

    Precisamos de um presidente com capacidade de conseguir manter a estabilidade política e sobretudo de atrair investimento externo para o país, de forma a desenvolver mais o setor privado e consequentemente criar emprego. É verdade que a nossa constituição limita os poderes de um PR, mas ao nível da política externa o reconhecimento internacional e uma boa agenda de contactos é uma grande mais-valia. Uma grande parcela do orçamento do estado de S.Tomé é financiada por dinheiro “dado” por países amigos porque a nossa economia não tem conseguido gerar receita suficiente. O dinheiro do petróleo é melhor esquecermos. A prova é o resultado do último leilão (companhias com nomes desconhecidos no mundo e os tristes resultados da licitação). A nossa economia não cria emprego, e em resultado são estes muitos dos nossos quadros que regressam e simplesmente não têm aonde trabalhar, porque as possíveis entidades empregadoras (mais de 90% estatais) têm cada vez menos capacidade de absorção, para não dizer não têm (Banco Central, Finanças, Tribunal de Contas, Alfandegas, EMAE e mais umas poucas). Existe um grande lote de casas no país abandonadas, inacabadas, penhoradas, porque muitos construíram na expectativa de arrendamento (mais para os estrangeiros), mas não surgem locatários (porque o sector do turismo está fraquíssimo) e os proprietários estão em apuros (muitos com as casas penhoradas porque recorreram a empréstimos). Dos políticos de actualidade na nossa terra, só vejo dois com os requisitos para PR que o país precisa: o homem do momento o Dr Patrice Trovoada (PT) e o inevitável Dr. Pinto da Costa (com grande agenda de contactos por este mundo fora, em Portugal, Angola, USA etc, e com grande vontade de mostrar serviço), sobretudo num contexto em que o “homem do momento” perdeu muita capacidade de angariação de fundos com o desaparecimento da fonte “Líbia”. Se estes dois pudessem se entender era a melhor dupla que poderíamos encontrar, para levar o nosso país ao progresso desejado. Quanto ao exmo Evaristo de Carvalho nada de relevante a acrescentar, será apenas para sobreviver na sombra do PT e ser mais um peso a carregar do que uma ajuda para o país (é apenas um candidato do ADI, que per si nada trará para S.Tomé). Quanto aos restantes candidatos devem é fazer mais trabalho de casa e procurar enriquecer mais a mente la fora, para ver se trazem algo de mais para o país.

  61. img
    Bom leitor Responder

    Meu carro compatriota “H. A. Azimute” para alem de interpretar mal o meu comentário também es aquele que não quer fazer nada; pelo facto de eu defender que o povo deve esforçar mais para que possamos conseguir atingir um patamar mais elevado, isso não implica a ditadura para esse êxito. Porque é muito fácil tira exemplo com o nosso povo e com o povo cabo verdiano, se tu reparares para as nossas antigas empresas e agricultura praticado em STP são explorado na maioria pelos descendente de cabo verde, isso quer dizer que nos não gostamos de trabalhar e é por isso que estamos na situação que estamos e eles estão a frente devido os esforços e vontade de trabalhar sem receio nenhum e podemos dizer que são povos trabalhador,e se tu achas isso de ditadura ou escravidão eu não acho! disseste me que não conheces nenhuma País de mundo que se desenvolveu com a escravidão, estou de acordo contigo porque eu também sou contra isso, mais também defendo a política de trabalho exigente. agora responde me qual País que conheces que não é produtor de petróleo ou outros recursos naturais que encontrou a luz de desenvolvimento sem o poder de trabalho na devasta áreas como por exemplo na agricultura, pesca e outros recursos como hídricos etc, que exigem um esforço enorme do povo? aguardo a tua resposta.

  62. img
    Bom leitor Responder

    Para muitos que acham essa figura como o ditador na primeira república do nosso País, acho que não devemos julgar tanto a essa questão porque custa me crer porque se o mesmo fosse tão ruim assim não seriamos um País democrático sem violência, como podemos verificar no norte de África pela revolta do seu povo que zelam pela democracia que conseguimos graça ao Sr. PC sem a tal violência. Portanto vamos deixar de ser pessimista e ser mais optimista na hora de eleger novo presidente.

  63. img
    Humberto Responder

    Recentemente, o povo de S.Tomé e Príncipe assistiu a mais vergonhosa e humilhante procissão com um ícone cerâmico vindo de Portugal alegadamente para afastar os ditos demónios que interferem no nosso desenvolvimente! Não era necessário tanta coisa e sobretudo a adoração de pedra condenáveis aos olhos de Deus, os mesmos ídolos que o colonialismo trouxe para contribuir para o nosso atraso como povo, como se não bastasse o obscurantismo interno e o vudú trazido por esse mundo fora e um insulto de Portugal a todo povo das ilhas.
    A moral da história tem como objectivo chamar atenção a todo povo de S.Tomé para que deixem de ódio, reservas e rancores em relação ao Pinto da Costa! Porque por essas e por outras, razões mais que suficiente para contribuir para a nossa desgraça.
    Não se esqueçam que embora a sua governação foi de ferro e fogo, foram momentos de respeito e boa educação que este povo viveu. Não se esqueçam que o Pinto da Costa é filho da terra! Não é bom crucificá-lo porque por ele ter crucificado alguns , eis a razão do seu calvário! Então deixem de o crucificar para que não sejamos também crucificado.A cada um a sua cruz e cada um deve pegar nas sua e seguir em frente!
    Disse alguém há 2 nil anos! Se há alguém neste meio que nunca cometeu um erro, que atire a primeira pedra!
    Então deixe o Pinto em paz e se preocupem mais com os problemas do país como por exemplo os nossos cimitérios que eram autênticos jardins e hoje autênticas florestas! e louve-no por tardia do seu livro e deixem de o crucificar. Todos nós merecemos na vida um momento de clemência e um momento de perdão e um momento de mais uma oportunidade.O país neste momento tem muito com que se preocupar e não se virem a vossa atenção para só um homem. Deixem de ser sociopatas porque a vossa ira, o vosso ódio, a vossa raiva só contribui para mal estar e divisão de um povo tão pequeno que não merece estas mesquinhices.Agradeço que não me acusem de sectário porque não o sou e nem de partidário porque nunca tive cartão de nenhum partido político durante a minha existência! Sou sim pela justiça e pelo trabalho e pela preocupação com o que devo fazer para melhorar o meu país sem se preocupar com a vida de terceiros.
    Um bem haja Pinto. Quando sair o seu livro, terei muito gosto em o ler:

  64. img
    fijalatao Responder

    Deixem de se preocupar com a vida deste homem e preocupem-se mais com o país.
    Mais vale tarde do que nunca!
    Lançar o livro em Portugal ou em S.Tomé, pouco importa. O importante mesmo é sabermos o conteudo do livro.
    Vamos trabalhar para o país e deixe os políticos lutarem entre eles!

  65. img
    kwatela Responder

    comentarios ????!!!!! so depois de lr o livro. bem haja a todos

  66. img
    vava Responder

    no dia 17/07/2011. vam todo votar em massa no candidato serio Sr.Dt.Manuel Pinto da Costa

  67. img
    vava Responder

    vamos todos votar em massa, a conjuntura actual obriga-nos a escolher um candidato que ja é conhecido internacional, só o pinto
    pode Salvar esse pais,
    obrigado a todus

  68. img
    Original Responder

    Advinha,qual período em que bens do Estado
    foram lapidados na época de Pinto da Costa ou há 20 anos com mudança?

  69. img
    ney.M Responder

    Para criticar todos nós sabemos fazer mais apresentar as possíveis soluções apenas poucos são contemplados com esta proeza.
    De todos os possíveis candidatos podemos ver que cada um tem a sua ideologia mais que no fundo podemos constatar que esta ideologia não é mais do que um denominador comum entre todos eles cujo resultado é a falta de perfil e corrupção
    Mais de uma coisa é certa o senhor Pinto da Costa pouco ou nada fez para STP, mais temos que ser realista o país não estava no estado em que actualmente se encontra. Após a saída deste STP tornou-se numa “selvajaria” onde tudo é permitido pois é a tão aplaudida anarquia que muitos fazem questão de fomentar a sua globalização.
    Ora vejamos, deu-se a distribuição das roças pelo país inteiro como resposta o que temos hoje? As antigas roças agrárias estão entregues as “bichanadas” onde o processo de erosão e degradação cada vez é mais notória. A famosa capital por assim dizer a nossa baixa-santomense não é mais do que uma lixeira pública, as escolas sem comentários, o sistema de educação esquece, o sistema de saúde deste então enfim só temos mesmo que agradecer a Deus pelos milagres que nos concede. Digam-me qual é o país na sua essência da palavra tem apenas um hospital para responder as necessidades da sua população inteira?
    Só espero (seja já lá quem for eleita) que coloque os interesses do país em primeiro lugar, que faça uma auto-analise sobre que país queremos deixar para nossos netos porque antes de viver o presente temos que projectar o nosso futuro não se vive o presente sem pensar no futuro…

  70. img
    mariana salvaterra Responder

    A prepósito de livros tenho o privilegio de estar a ler neste momento o livro do saudoso caetano da costa alegre escrito 1887,aqui vai um extracto dum verso “A vida …é uma onda o interior lhe alaga… Ouvem-se gritos maldizendo a sorte.. e…como a barca a vida assim naufraga”.Costa alegre morreu em 22 de abril de 1890 no 3. ano de medicina com apenas 26 de idade com tb.Devemos incentivar a práticar da leitura desde crianca e contar histórias as nossas criancas .escrever deve ser forma de vida,por isso devemos honrar o ex-presidente P. da Costa.Mas o que nao entendo é com ventos de mudanca a soprar em todo mundo,sendo S.T.e P. com quadros formados a altura.porque que já nao há um constituicao que dá direito a dois mandatos,limites.criar uma sociedade civil forte,acabar com era dos homens fortes.para lidarmos com a pobreza enfermidades,que foram extintas,nos outros paises… com educacao latrinas,agua potável habitacao para todos e alfabetizacao obrigatória e o planiamento familiar e fim da poligamia sem isso os meninos de ruas nao teram fim. e nós nao seremos respeitados.Eles dizem que nós somos a única a raca que nunca formou uma civilizacao avancada!?..

  71. img
    Confuso Responder

    Viva Obama!! opsss…..
    Enganei viva Fradiqueeeeee……….
    Outra vez??? Tem erros que não devemos cometer duas vezes!!! Para um entendedor pouca palavra basta!!

  72. img
    Tomé dias Responder

    Ao tomar conhecimento deste livro, fiquei a refletir o seguinte: Pinto da Costa não escreveu o livro das suas peripécias da Santa Izabel, história mal cintada por todos. O que se diz Pnto não foi fundador do MLSTP, foi chamado para pasiguar o clima entre os antigos camaradas que desviavam dinheiro da organização e poligarmia.
    Entra o Pinto no meio do grupo, faz das suas, passa por todos assume a presidência, manda preder todos os seus colaboradores, manda mantar alguns. Governa os 15 anos de fome e persiguissao de todo tipo, muitos emigraram para Portugal, Gabão angola e outros países europeus. Passado 20 depois de ser derrotados em três eleições. Quer despedir do povo com mais uma humilhação. Escreve livro, para falar de desenvolvimento, um desenvolvimento, que bem sabe que não lhe vai servir porque tem 75 anos, deve lhe restar se calhar mais 3 anos de vida. De certeza o que. Homem pensosu nesta cabeça grande, arranjar algum dinheiro para dar a filha que esta nos EUA passando vida muito deficil, dinheiro para o seu irmão Henrique Costa doente da próstata , dinheiro para Irma Maria e outras numa miséria absoluta.
    Protexto

    • img
      gomes de sá Responder

      Olha que inveja é um dos pecados capitais. si o pinto candidatar tu vais votar nele pois os outros são piores do k ele. Mos tu fizeste-me pensar um pouco melhor o k só mostra que o pinto tem espírito de líder isso é bom muito bom para a altura que estamos a atravessar UM BEM HAJA A PINTO Força ai o meu voto e teu como tb o de tome dias.

    • img
      Alberto Nobre Responder

      Antes de mais peço desculpas aos responsáveis do jornal telanom, mas vou ser que ser grosseiro com Tomé dias, que aliás considero que teve um discurso que não deveria passar pela vossa censura. Serviu apenas para baixar o nível deste fórum de discussão, porque não vejo diferenças entre o conteúdo e o mais grosseiro dos palavrões. Dirigindo-me agora a pessoa de Tomé dias, que reconheço perfeitamente: Você sabe por acaso de que doença padece? Quanto tempo lhe falta para viver? Nunca se sabe ainda morre muito antes que Pinto da Costa, por atropelamento ou mesmo de sida, o que não me admira pela vida que leva. Muitas das suas doenças podem ainda não se ter manifestado, mas toda gente sabe que você padece de insuficiência de neurónios, e aqueles poucos que tem funcionam bastante mal. Por acaso, desconhecia que Pinto da Costa tinha familiares na miséria! Acho que estas a delirar! Só pode ser mais um pensamento deturpado pelos teus neurónios, pois isto revelaria que estes familiares vivem como a maioria dos santomenses e que o homem enquanto esteve no poder não foi como muitos que andaram ao seu redor, apenas preocupados em encher os seus bolsos e dos seus familiares. Vou investigar esta situação e a confirmar-se acho que vou votar nele.

  73. img
    Ené Responder

    Caramba! Sr.Tomé Dias,já que é detento destes dados, porque razão não arregaça as mangas e publique um livro da sua autoria narrando os factos, evitando que nós, coitadinhos de nós, continuemos a ler essas babuzeiras. Mãos a obra. Dê o seu sangue!

  74. img
    Sanches borges Responder

    Seguimos o exemplo de Cabo verde não estar a maldizer do outro mas sim trabalhar para um são tome e príncipe melhor onde todos possa ter vontade de viver todos que tenham vontade de trabalhar para ajudar o nosso pais que de boa vontade que trabalhe ser um presidente para stp na situação que encontra não é qualquer pessoa povo estamos com problema serio tanto trocar a mascara o pais aumenta mas problema porque não devemos ter alguém forte?

  75. img
    keblancana Responder

    Meus caros Santomenses!
    A iniciativa do Jornal Tela-nom em abrir este espaço, é louvável. Contudo, constacto k ele tem sido aproveitado apenas para: criticar por criticar, continuamente a criticar tudo e todos, apenas por terem a oportunidade de criticar, sinceramente k isto farta.

    Os sucessivos responsáveis deste País e infelizmente a maioria dos actuais candidatos Presidenciais, já deram provas mais do k suficientes da sua incompetência.
    O País está na situação caótica k está , graças a estes candidatos presidenciais e não só.
    Acho k é altura de se apresentarem e discutirem soluções para podermos sonhar futuramente com um País melhor.É momento de agir positivamente. Continuamente apenas a criticar…também não nos leva a lado nenhum.
    Reflictam Santomenses.

  76. img
    frutinho Responder

    os dias ja estão a chegar reflen bem stp

Deixe um comentario

*