Embaixada de Angola promove actividades desportivas e culturais para assinalar o 4 de Fevereiro

4 de Fevereiro é um dia histórico para o povo angolano. Há 51 anos, começava a luta armada de Libertação de Angola. Numa nota enviada a redacção do Téla Nón, o embaixador Alfredo Manuel Mingas(na foto), anuncia a realização de várias actividades culturais e desportivas e pede a participação do público.

No próximo dia 4 de Fevereiro a Embaixada de Angola em São Tomé e Príncipe, que criou uma comissão para organizadora das festividades do dia do início da Luta Armada de Libertação Nacional de Angola, dá conta que as 7 horas será realizada uma prova de atletismo, denominada “ Corrida dos Heróis”. Prova aberta a todas as pessoas interessadas em participar.

A Nota da embaixada de Angola, assinada pelo embaixador Alfredo Mingas, diz que os interessados poderão se inscrever no dia 27 de Janeiro das 9 às 12 horas na representação diplomática, cita na Avenida Kwame N´Kruma na capital são-tomense. «No acto da inscrição o concorrente deve apresentar um documento seu com fotografia. Não serão aceites corredores com menos de 18 anos», explica a nota.

Ainda no dia 4 de Fevereiro, será realizada uma palestra subordinada ao tema “ a importância do 4 de Fevereiro de 1961 na Independência de Angola”. Segundo a embaixada de Angola em São Tomé, o historiador angolano Simão Souindoula será o orador da palestra e a audiência deverá juntar académicos, políticos, governantes, diplomatas e representantes da sociedade civil são-tomense.

Abel Veiga

  1. img
    bunzu.com.pena Responder

    budo só nón mecê

  2. img
    marcos bastos Responder

    Trata-se duma iniciativa louvavel no ambito da celebridade desta data

  3. img
    Diz a Verdade Responder

    Não escondo a minha origem angolana, independentemente de ser cidadão sãotomense. São poucos os momentos da história que estes dois povos (Sãotomense e Angolanos) se juntam, para celebrarem momentos tão importantes da sua nacionalidade, como países e como Estados independentes. Parceiros de longa data, os contornos políticos absorveram, quase por completo, uma amizade e cooperação da grandeza das suas almas, infelizmente. Senhor Embaixador, seja bem-vindo, estaremos disponíveis para, no âmbito das nossas capacidades intelectuais, ajudar-lhe a fazer desta data a mais marcante na história das nossas relações quer diplomáticas, quer sociais ou económica e culturais.
    Bem-haja..!

  4. img
    Diz a Verdade Responder

    Ao contrário, de alguns possam pensar, como muitas vezes é costume vermos nos comentários dos nossos jornais online, esta minha intervenção é apenas e tão-sómente, ajudar naquilo que seja possível afim de engradecermos as festividades nesta data. Pessoalmente, tenho uma história de vida particular e saudável com Angola, por isso e, mais uma vez, peço a moderação dos próximos comentadores face ao artigo. Pois, a nossa liberdade termina onde começa a do outro. Bem-haja..!

    julioholand24@gmail.com

Deixe um comentario

*