Celebrar a poesia de Alda do Espírito Santo

Vida, obra, e leitura de poemas de Alda Graça do Espírito Santo, no dia 12 de Maio, sábado as 16 horas, na Associação Poética de Todas as Artes, em Lisboa – Portugal, Rua Queirós Ribeiro número 11-15- 4920 – 289 Vila Nova de Cerveira. Testemunhos de Laura Cavalcante Padilha da Universidade Federal Fluminense e de José Luandino Vieira – Porta XIII, marcarão o evento cultural que terá também como convidada Inocência Mata professora da Universidade Clássica de Lisboa.

  1. img
    Pinto Responder

    D.Alda merece todo tipo de homenagem, todo tipo de reconhecimento pela sua dedicacao a STP,pelos seus valores que eram muito nobres e merece ser recordada,pelas sua obras literarias.Foi uma nacionalista de verdade, seria e das poucas pessoa que mesmo com o poder nas maos nao pos os seus interesses pessoais acima dos interesses da nacao, o que em STP se pode contar a dedos.

  2. img
    dPires Responder

    Vamos dar o nosso contributo com a nossa presença, e de viva voz, elevar o nome d´aquela que escreveu um dos mais lindos Hinos do mundo (HINO DE STP) – Alda do Espírito Santo. Mãe da Cultura!

  3. img
    Adelino Lucas Responder

    Todos nós, os santomenses, devemos sempre render homanagem à Alda do Espirito Santo.
    Que o seu nome seja sempre vivificado!

  4. img
    cabo verde Responder

    A grande referência de todos nós, merecedora de todas as homenagens!!!

    Nós os jovens de São Tomé e Principe temos que assumir as nossas responsabilidades para lutarmos em todas as frentes neste País para resgatarmos os verdadeiros ideais da nosssa liberdade, da nossa independência,suberania e da nossa democracia. Deste modo estaríamos a dignificar aqueles que lutaram por estes ideais como é o caso da ALDA DE ESPÍRITO SANTO.sertamente ela e muitos outros acreditaram em um stp melhor daquele que temos hoje. de facto:

    “De nada serve a independência, a liberdade e a democracia, se não é acompanhada de condições que proporcione aos cidadãos a possibilidade real de dela tirarem profeito. e essas condições que são tanto de natureza política, jurídica, bem como económico, social e cultural, é que prossupõe a contínuidade da luta. as democracias constroi-se todos os dias e todos os dias devem ser aperfeiçoadas, porque a ambição do perfeito leva o homem a contestar em permanência as suas próprias conquistas”.

    DEIXO ESTA REFLEXÃO A TODOS OS SANTOMENSES.

    BEM AJA.

    • img
      Fruta-Fruta Responder

      Bravo! È este o verdadeiro espírito do Futuro e dos JOVENS. Foi por este ideal que a D. Alda lutou. Servir e não servir-se.
      Parabéns pelo pensamento

  5. img
    Fruta Pão Responder

    Alda do Espirito Santo não morre,ela percorrerá gerações inteiras e sua memória será lembrada como aquela que soube servir e não servir-se, como muitos teimam fazer da vida política santomense.
    Glória eterna, Alda Espirito Santo.

  6. img
    Maria Rosamonte(imigrante) Responder

    Grande e bela iniciativa,para esta grande Senhora que foi D.Alda Espirito Santo,é de louvar,as pessoas que tomaram esta iniciativa.
    Uma vez mais nao poderemos esquecer esta poetisa de renome,e de uma grande Cultura.
    O meu bem Haja as organizadoras

  7. img
    fernando Afonso Responder

    ó adorada senhora, vós que tende

    no seu pensamento a inteligência,

    tão rara, como não vê a tamanha essência

    do meu amor, de enorme bondade?

    Se morte por bem findar me a vida,

    … não poderei em vida algum cantá-la de jeito,

    o seu gesto de grande contentamento,

    que vossa mãe parira com dor desmerecida…

    Enfim, eu que no mundo ando

    por si, atrapalhado, chorado,

    quem por bem me pergunta

    porque assim ando respondo

    que vossa senhora, que me canta e lamenta

    me deixou assim; atrapalhado e chorado.

Deixe um comentario

*