Noites da Roça: As Mulheres da Ilha do Cacau | 12 de outubro – Centro Interculturacidade|

19:30 – Olinda Beja – Conversa de mulheres Poesia e prosa com acompanhamento musical por Filipe Santo
Com a colaboração da Associação Mén Non

20:30 – Jantar Tradicional de São Tomé e Príncipe
Prato: Feijão à moda da terra
Sobremesa: Arroz doce de coco
Para acompanhar o café: Bolinhos de gengibre / Bolinhos de coco
Bebidas: Vinho tinto/branco/sumo/cerveja e água
Preço por pessoa: 15 Crioulos

Ednilze Luíz falará do seu Livro SABORES DA MINHA TERRA/ As mãos da mulheres

Marcações para os jantares:
centro.interculturacidade@gmail.com | 21 820 76 57
Lotação limitada. É necessário efetuar marcação até dia 11/09/12

LOCALCentro InterculturaCidade
Travessa do Convento de Jesus, 16 A – 1200-126 Lisboa (ao fundo da Calçada do Combro na primeira à direita e próximo ao Parlamento)

  1. img
    Mario da Costa Responder

    boa iniciativa

  2. img
    fuzileiro.......... Responder

    axemem sanguem tlaba so cu cada te…

  3. img
    Gil Responder

    São umas guerreiras estas mulheres!
    Já participei em alguns eventos organizado por elas, não são apenas caras bonitas…Parece-me que sabem o que querem
    Parabéns!

    • img
      ÔSSÔBÔ Responder

      É verdade meu amigo! Elas só precisam de mais espaços e vez para poderem mostrar ao mundo o quanto elas valham!
      Amo as mulheres santomenses porque a minha também é!!
      Fui!!

    • img
      Mén Non Responder

      As dificuldades que enfrentamos e os desafios que se nos apresentam, ajudam-nos a crescer! As vossas críticas e opiniões têm sido de grande valia!
      Bem-haja
      M.Smith

  4. img
    pomba branca Responder

    sinto -me feliz com as mulheres de sào tomè

  5. img
    Graça Francisco Responder

    A PLANTA MAIS UTIL DE S.TOMÉ

    A vovó Fanim acende diariamente o lume

    com o canvi. Sabes donde se extrai o canvi ?

    Ela coze a banana e come-a depois de molhada no

    azeite de palma .Sabes donde se

    extrai esse precioso azeite?

    Quando assa a fruta-pão utiliza sempre o clêclê.

    Donde vem esse clêclê?

    A vovó Fanim com frequência parte caroço.

    Vende sementes ou fabrica com elas um

    óleo e utiliza a casca no lume.De que planta

    obtemos esse tão útil caroço?

    Nas suas refeições bebe

    sempre uma caneca de vinho da palma.Donde se

    extrai esse vinho?

    No dia de Ramos, todos vão á missa com um dombó.

    Donde se extrai esse dombó?

    Sabias que todos esses produtos

    nos são dados pela mesma planta? Vê lá se

    consegues descobrir de que planta se trata.

    sou francisco logo sou ético

Deixe um comentario

*