Santo Tomé la Isla del Diablo

É tema de um artigo da imprensa espanhola, sobre o fenómeno transe que ocorreu na Escola Secundária de Guadalupe no ano 2011. A equipa de jornalistas da rádio e televisão espanholas que acompanhou o fenómeno na escola de Guadalupe através do Téla Nón, deslocou-se a São Tomé e produziu um documentário sobre o fenómeno. Para além da exibição na televisão espanhola, o documentário deu corpo ao artigo que está a correr mundo.

Pode ler o artigo na íntegra CLIQUE – La Isla del Diablo-1

  1. img
    mina di Célivi Responder

    Quem trouxe este fenomeno pra Sao Tomé foi o Patrice, aprendeu no Gabão e espalhou no seu distrito de residência.

    • img
      peter Responder

      O’ Mina Di Silivi ou mina di servisal,!como que sabes que Patrice e que trouxe este fenomeno e que trouche do gabao?? e porque tamben tens ido buscar o fenomeno em gabao,
      voce chama o outro de liambero se nao fumas? como que provas que sou surumeiro, es um yani, sabis o que yani???

      • img
        mina di Célivi Responder

        este Peter deve ser o PET ou mais um “creep” do “muata”!

    • img
      peter Responder

      estes fenomenos fazen parte das mudacas de climasantopolikimalukisse.
      muitas igrejas e religioes na terra

  2. img
    transe Responder

    é como crocodilo come pessoa a chorar

  3. img
    Lede di alame ça ua Responder

    A gravidade, e que isso de uma certa parte, prejudica o pais, defama, isso pode talvez ter implicacoes com os nossos dirigentes, enquanto os pobres recorrem, a medicina tradicional e oculta, para saude e pequenas coisas, os dirigentes do nosso governo recorrem a esses actos, com finalidades de permanecer no poder, tirar outro do poder, enganar o povo, fazem contractos com actos diabolicos nas eleicoes, isto desta forma pode se facto afectar a sociedade, “tudo que tem nome existe”

  4. img
    Féde ká Dóxi Responder

    Realmente o transe acertou. O PT está comendo o povo com lágrima nos olhos.
    Ele é democrata e quem o critica vai pra rua.
    O caso do Deputado, da São Deus Lima e agora do Américo, são o que vimos e que saiu à rua. Existem outros que não sairam à rua.
    Sabem do que aconteceu ao jovem do PCD na Inspecção de Finanças, o que lhe aconteceu, quando leu o comunicadodo PCD? No dia seguyinte o Raúl Viana chamou-o para o gabinete, deu-lhe uma lavagem e um regulamento que deveria ter sido implementado há mto tempo, só depois disso foi levado em conta. Este é de mto entre outros casos que tem passado por aí mto despercebido.

  5. img
    Cobra Responder

    Ó “Tela Non”, o Espanhol não é lingua de STP. Não entendemos bem o Português quanto mais o Espanhol. Cresça mais um pouco!

  6. img
    gikitinhonha Responder

    mtos de nos em vez de acreditar em Deus, acreditamos no curandeirismo e djambi.

  7. img
    ÔSSÔBÔ Responder

    Caracas!! Caracas!! caracas!!
    Para além de chamarem de Burros e inocentes, agora somos diabos?
    Qidaleôôôõ!!
    Fui!!

  8. img
    Mayker Responder

    O que mais me comove nisto tudo é a postura de alguns santolas( nao podemos generalizar)face a presença dos ditos brancos. Acredito que certos valores de uma sociedade é pura e simplesmente desta sociedade e nao para ser exposto da maneira como muitos expoem. Muito falou-se deste fenomeno transe, e ficou como sendo uma historia mal explicada. Agora muitos dos nossos aceitam os espanhois aproveitarem nesta base do fenomeno, entrarem nos seus quintais para filmarem e tirarem fotos, para depois sairem pelo mundo nos ridicularizando e comprometendo o turismo do arquipelago.É realmente vergonhoso quando antes de termos a nossa casa arrumada, preferimos abri-la aos estranhos.

  9. img
    Mayker Responder

    queria dizer abrir-la

  10. img
    bomba Responder

    mais uma vez a nossa má imagem está sendo levada para lá fora,,,,é muito triste quando um país com fortes potenciais turísticos põe tudo a perder.
    O turismo é uma ponte para desenvolvimento do País mas é de se lamentar, sabendo que ainda não somos conhecidos internacionalmente e já somos conhecidos como “DIABOS” até aonde vamos chegar com a nossa ignorância.
    Esses espnhóis não são culpados, nós vendemo-nos a qualquer preço e resultado são essas coisas muito negativas.
    Se nós formos vê não é só turismo que sai prejudicado, a nossa imagem la fora. Não equecendo que temos São-tomenses lá fora a estudarem, trabalharem e a exercendo a sua função e defendendo o seu Pão que poderão ser descriminados e excluidos da sociedade.Será que já pensamos nas consequências que isto trará? expondo a imagem do País dessa forma.

  11. img
    Binibone Responder

    O Binibone não gostou do título do artigo, esse cabeçalho está chumbado.
    S.Tomé é terra de Santo de nome Santo.
    Há muito outros títulos que enquadraria melhor como: S. Tomé terra de mistério,
    Transe em S. Tomé, S. Tomé, alunos em transe, etc.

Deixe um comentario

*