Ivanilda Da Luz Leite vence a primeira edição do concurso de Miss São Tomé e Príncipe em Cabo Verde (2012-2013)

Foi realizado pela primeira vez o concurso de Miss São Tomé e Príncipe em Cabo Verde. Um concurso promovido pela associação dos santomenses em Cabo Verde, ASTP.

O mesmo foi realizado online, na rede social Facebook, entre os dias 17 á 21 de Dezembro de 2013, e a coroação da vencedora teve lugar no dia 23 de Dezembro, no âmbito dos festejos do dia de São Tomé Poderoso.

Para a apuração da vencedora, foram publicadas as fotos das candidatas na pagina da ASTP, e que seria vencedora aquela que obteve o maior número de votos (gostos) na foto.  É de salientar que esta foi uma das formas encontradas pela ASTP para realizar o concurso, tendo em conta que a mesma não dispunha de meios suficientes para realizar um evento dentro dos parâmetros normais.

Participaram do concurso, cinco candidatas, com idades compreendidas entre os 17 aos 24 anos, em que a vencedora foi a santomense Ivanilda Da Luz Leite, de 24 anos, Licenciada em Ciências Sociais. O título de 1º Dama de Honor, foi atribuído a segunda concorrente com o maior número de votos, Maísa Afonso de 24 anos, e a concorrente Dionise Adine de 17 anos conquistou o título de 2º Dama de Honor.

Para além de escolher a aquela que passaria a ser a representante da comunidade Santomense em Cabo Verde, este concurso tinha ainda como objectivo de criar uma maior interacção entre a comunidade santomense e cabo-verdiana, isto é, tornar mais visível e dinâmica a presença da comunidade santomense na sociedade cabo-verdiana.

O Concurso teve como principal patrocinador, a GreenStudio, uma empresa cabo-verdiana de Design Gráfico, Produção Multimédia e Televisiva e Consultoria em Marketing e Publicidade.

Tendo já conseguido embora com certas dificuldades, realizar este concurso, a ASTP, pretende dar continuidade a realização do mesmo para os anos seguintes.

Téla Nón- Cabo Verde

  1. img
    Fitxím di Flôgô. Responder

    Parabéns, Menina. Que Dêus lhe proteja, proteja as tuas companheiras do concurso,bem como a Sociedade Santomense que radica naquele País Irmão e o Patrocinador do mesmo concurso. Não pare por aí. O objectivo é cada vez mais divulgar o nome de São Tomé e Príncipe, em vários domínios de desenvolvimento. Um abraço.

  2. img
    Biboss Responder

    Bem haja…Parabéns Ivanilda.

  3. img
    Mario da Costa Responder

    Parabens, Ja tinha sido Miss em anos atras.
    Força.

  4. img
    ANCA Responder

    O País, tem necessidade de reconhecimento dos seus problemas reais internos, pelos Partidos Políticos Nacionais.

    Como é o caso do atraso Social, Cultural, Desportivo, Político, Ambiental, Económico e Financeiro, a Miséria, Fome e Pobreza extrema, que se encontra mais de metade da nosso Território/População.

    Tem sido uma escalada de aumentar de Fome, Miséria e Pobreza extrema desde 1975, até então, com o regredir Social, Cultural, Moral, Desportivo, Político, Ambiental, Económico e Financeiro.

    Andamos preocupadíssimos, a fazer polítiqueces, com o reconhecimentos das liberdades, garantias e bem estar social, cultural, desportivos, moral, político, ambiental, económico e financeiro dos outros, com intrigas políticas, ódio, persiguições políticas, negóciatas pessoais e política, com interesses pessoais e políticos, com intuito de somente ganhar eleições, e estabelecer as posses.

    Caros cidadãos, Sociedade civil, Intituições e Responsaveis Civis e Políticos.

    Basta prestarem atenção as estastíticas do País, (Território/População), para perceberem que;

    á falta de cobertura no, acesso á Água Potável, á grande parte do nosso Território/População – logo um Problema de saúde e salubridade Pública.

    a falta de cobertura no, acesso á Saneamento Básico – logo um problema de acesso á Habitação condigna, um problema de Infra-Estrutura e um Problema de Saúde Pública.Por exemplo; a falta de habitação condigna faz aumentar a promiscuição, á poligamia, a proliferação de famílias mono parentais, a proliferação de meninos de rua, á deresponsabilização Familiar á nível social, cultural da assunção da responsabilidade perante os filhos menores. Logo um problema social, cultural de desenvolvimento sustentável futuro, com á saúde e com á educação.

    a falta de cobertura, á eletricidade, no acesso luz electrica, a grande parte do Território/População, um problema de infra-estrutura. Logo um problema no acesso á equipamentos, como os Electrodomesticos(Fogão electrico ou á Gás, Frigoríficos, etc,etc) Televisão, Computadores, por exemplo, grande parte da população, ainda hoje para cozinhar, utiliza a lenha e o carvão, quando oterritório dispõe de Mar, Rios Petrólio, Gás, e nalgumas regiões de Vento. Logo um problema de acesso á informação e novas tecnologias, logo o subdesnvolvimento.

    Dentre outros tantos que aqui poderia enumerar.

    Em suma;

    Um problema sério de falta de Organização/Planeamento e Investimento Coordenado e Homogeneo no País- Território/População.

    Ainda está por resolver questões á problemas colocados atrás e outros tantos;

    As questões de;

    Porquê?

    Onde?

    Como?

    Quando?

    Quanto?

    Quem?

    O quê?

    Os cidadãos SãoTomenses e a Sociadade Civil, deve e pode ser capaz de resolver eresponder tais questões, de uma forma Organizada e Construtiva.

    É preciso mudanças nas intituições e nas Organizações da Sociedade civil, na forma como aqueles que têm responsabilidades, de coordenação, execução, legislativo, e Presidencial, exercem o seus Poderes, para com aqueles que são ou melhor que deveriam ser Orientados, Organizados e Coordenados para o crescimento e desenvolvimento social, cultural, moral desportivo, político, ambiental, económico e financeiro.

    Jamais deve ser uma varinha mágica de dois anos ou de quadro anos mas sim de compromisso de cada cidadão/ã SãoTomense por cada cidadão/ã SãoTomense, independentemente das suas paixões, credos, gostos, pelo desenvolvimento, deste belo País- Território/População.

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

    • img
      Diasporano.CV Responder

      ??? Estas interrogações iniciais simplesmente querem questionar ” o que este comentário tem a ver com a notícia ? Evidentemente que, quando se confunde uma notícia de uma realização da diáspora com a atitude dos partidos, com a direcção dos votos em este, isto ou aquilo, conclui-se que na verdade estamos mal. Não porque os votos legitimaram este ou aquele, mas porque ainda não sabemos ver,não sabemos decidir, não sabemos… que não sabemos. Daí todas as dificuldades , as incertezas, os votos mal direccionados, a sociedade submissa aos caprichos de alguns oportunistas que se fazem de políticos, etc, etc, mas sobretudo porque as instituições não funcionam porque assim é o desejo dos politicamente responsáveis pelo funcionamento, construindo , a partir da ignorância do povo, dos efeitos da colonização até então ainda não sarados, de… e de..
      Esta diáspora caboverdiana,contrariamente aos panfletos políticos de ambas as partes – São Tomé e Cabo Verde – tem funcionado com imensas dificuldades e , com esta mesma sina organizou este concurso.Fez o que podia!…
      Caro comentador! Centralize o comentário.Que na linguagem de comunicação efectiva diz-se ” Relevância” ou seja, o comentário alude à notícia? … NÃOOOOO!!!!!

  5. img
    Casca Pau 3 Responder

    Sao estas e outras realizaçoes que de uma forma ou de outra vao catapultar ou seja engrandecer o nome do pais e nao so.Parabens a todos intervenientes.

  6. img
    Lódoma Responder

    O mesmo foi realizado no line, na rede social Facebook, entre dia 27 a 21 de Dezembro de 2013? Por favor rever a mensagem.

  7. img
    Lódoma Responder

    17 a 21 acho que é o mesmo erro não 27 mas sim 17 como estou imaginando que não 2013 mas sim 2012.

  8. img
    CV Responder

    Que grande iniciativa!!!!!!!! Parabenizo a Direção da ASTP pela conquista!!!! Força nosso Presidente!!! Desde já gostaria muito de saber quem é o ou a Presidente?

  9. img
    Santosku Responder

    Que sacanice do Elias Diekum, se já comeste ou se já foste namorado dela,devias ser mais responsável, que mentalidade fraca.

  10. img
    Maria Responder

    Infelizmente é essa a mentalidade de muitos homens santomense, cuidada da sua querida mãe que te fez homem. E bem ao estilo santomense tinhas dois tempos para virar bol…, viverias só de recordações. Cresça e apareça. Querias tu ser MISTER, mas nunca chegarás lá.
    Parabéns fofa.

  11. img
    carlos Responder

    Dois idiotas, fizeram comentario de baixo nivel em relação a noticia em causa tratam-se dos senhores:Anca que é um desenquadrado e o senhor Elias Diekum este burro e estupido.

  12. img
    Gabon Responder

    Agradecemos aos comentários, e sobretudo aos que fortificam as iniciativas da Diáspora, talvez esquecida pelos nossos governantes, Graças os nossos camaradas, que promovendo eventos do tipo, demonstrando as nossas manifestações culturais, creio hoje São Tomé e Príncipe esta sendo mais acreditada, que “é possível”. Por isso, caros, não sejas pessimistas , vamos sempre, mas sempre dizer não à atitudes negativas, tão insignificante como de certos. Se hoje estamos assim, somos nós os principais culpados. Neste sentido, o tipo de comentário mostra, a nosso grau de sensibilização. A atitude no nosso colega (Elias Diekum), é repugnante que não sei mesmo o que fazer com essa população, mesmo os que dizem “ser intelectuais ”, são aqueles que mais nos surpreendem. Pois, diz o velho ditado “roupa suja lava-se me casa”, ninguém precisa saber de.. ou… se…. e…; muito obrigado.

  13. img
    Mimi Responder

    Nao sera a vida privada de cada um assunto privado a nao ser exposto num forum como este? Haverá maneira de eliminar comentários deste género a fim de preservar o respeito pelos leitores que muito respeitosamente lêem e comentam neste forum?

  14. img
    tikas Responder

    Para quando agora a realização da Miss Playboy São Tomé e Príncipe ?

    Nós homens estamos ansiosos

  15. img
    Adelaide ceita Responder

    Em primeiro lugar gostaria de felicitar a colega Ivanilda pelo 1º lugar conquistado e por outro lado pela sua contribuição na promoção e na divulgação da cultura santomense, não somente em Cabo Verde como também nas outras diásporas. Tenho visto de perto a sua participação em vários concursos de moda, e sempre deu a conhecer de onde é mostrando sempre um pouco de São Tomé e Príncipe.
    O Sr.Elias Diekun Deixa de ser maldoso e vê se faz alguma coisa de útil, começando pela sua vida, e não de palpites na vida alheia.

  16. img
    gilson leite Responder

    Muito lindo primota q n conheço

  17. img
    Folha Micocó Responder

    Parabéns!

Deixe um comentario

*