Cultura

Homenagem merecida

Toda a diáspora santomense fervilhou com imensas actividades culturais, na semana da independência nacional. Mas um dos acontecimentos mais marcantes aconteceu com a homenagem feita a escritora Olinda Beja.

Um dos acontecimentos mais marcantes aconteceu durante a feira do livro de S. Tomé e Príncipe, organizada pela Mén Non no dia 6, no IPJ de Lisboa. Finalmente Olinda Beja foi devidamente homenageada pelo estado santomense, através da atribuição de uma Menção Honrosa, entregue pelas mãos do Embaixador Luís d’ Oliveira Viegas.

Olinda Beja é talvez a maior escritora santomense da atualidade, tem sido incansável na promoção da cultura de STP, através das suas poesias, prosas, recitais e da sua disponibilidade de ajudar o seu próximo. Esta menção honrosa atribuída pelo do estado de STP, vem juntar-se ao reconhecimento que Olinda Beja tem granjeado internacionalmente, através de prémios e presenças em inúmeros eventos literários.

Durante a cerimónia os amigos da escritora presentearam-na com a leitura dos seus mais notáveis poemas, transformando a cerimónia num acontecimento de uma riqueza afetiva enorme, tal como Olinda Beja merece.

    3 comentários

3 comentários

  1. Pliguito

    30 de Julho de 2013 as 8:11

    Parabéns a Mén Non e a Olinda Beja!

    • Estanislau Afonso

      30 de Julho de 2013 as 13:58

      Meus parabéns, ainda lembro os meus tempos de UNEAS com a Dona Alda Do Espirito Santo, quando a escritora Olinda Beja publicou os seus primeiros livros Bô tendé e o Leve Leve.

  2. w.Salomao

    30 de Julho de 2013 as 14:01

    Venho hoje felicitar a escritora Olinda Beja pelo trabalho que tem feito em prol da cultura santomense. Uma homenagem bem merecida e reconhecida pelos santomenses e nao so.
    O povo santomense agradece.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo