“O Percurso da ilha do Príncipe”

É o título do livro do engenheiro agrónomo Silvestre Umbelina, publicado em São Tomé. Uma obra que pretende perpetuar o passado histórico da ilha do Príncipe, para se entender o presente e perspectivar o futuro.

Descoberta pelos navegadores portugueses João de Santarém e Pedro Escobar, no ano 1471, o percurso da ilha do Príncipe, até o no  2013, está detalhado no livro de Silvestre Umbelina.  Nara os factos históricos, indica o ano 1485 como sendo do início do povoamento da ilha do Príncipe, por ordem do Rei de Portugal Dom João II. Mas não só. «Ele aborda questões muito claras que tem a ver com a família, a poítica, e a parte económica e social da ilha do Príncipe», explicou o professor Lúcio Amado, presente na apresentação da obra.

Natália umbelina, cidadã natural da ilha do Príncipe, com ligações de parentesco com o autor do livro, é ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação. Marcou presença na cerimónia de lançamento do livro, na companhia de outros naturais da ilha que residem em São Tomé. «Fazemos da história dos outros a nosa história, quando não conhecemos a nossa própria história, e este livro chama-nos atenção para este facto», opiniou a ministra.

O conhecimento profundo da história e das gentes da ilha do Príncipe, são relatados por um homem de 71 anos, que se formou em engenharia agronómica desde 1988. Silvestre Umbelina, foi por duas vezes membro do Governo Regional da ilha do Príncipe e foi um dos activistas da emancipação da ilha como região política, administrativa e financeiramente autónoma em relação a São Tomé. «O pasado, está esquecido. Há muita gente que não conhece o passado. Havia necessidade de expor o passado, para que as pessoas através do passado, possam reflectir melhor o presente e traçar o futuro», sublinhou o autor do livro.

Tudo aconteceu na última semana na mediateca do BISTP, instituição financeira que apoiou a publicação do livro que mostra o percurso da ilha do Príncipe.

Abel Veiga

  1. img
    Mina Zequentxi Responder

    Parabens e que tenha muita saude!

Deixe um comentario

*