Exposição documental no arquivo histórico

O Arquivo Histórico acolhe até ao dia 4 de Janeiro uma exposição documental para assinalar os 45 anos da sua fundação. Inaugurou a exposição o ministro da Educação, Cultura e Ciência, Olinto Daio, acompanhado da nova directora, Sónia Carvalho, e de Alfredo Caldeira, Presidente da Fundação Mário Soares, instituição que organizou tecnicamente a exposição.

Estão expostos 14 painéis que percorrem a trajectória histórica do arquipélago, subordinados aos temas ‘’Preservação da memória e identidade cultural’’, ‘’Principais fundos documentais do AHSTP’’, ´´Início da colonização das ilhas’’, ‘’A População’’, ‘’Ciclos Económicos’’ ‘’Escravos e contratados’’, ‘’Contratados’’, ‘’património arquitectónico’’, ‘’Administração colonial’’, ‘’Resistência anti-colonial’’, ‘’Tradições‘’, ‘’Afirmação cultural’’ e ‘’Arquivo, memória e futuro’’.

Personalidades ligadas à Educação e à Cultura destacaram-se no acto inaugural, que contou também com a presença de vários estudantes. A exposição mostra vários documentos inéditos.

O Tela Non soube ainda que o Arquivo Histórico e a Fundação Mário Soares atribuem grande importância à documentação da antiga Curadoria dos Serviçais e Contratados e que consideram urgente a necessidade de se dar início ao tratamento desse acervo.

Tela Non

Notícias relacionadas

  1. img
    BH Responder

    As escolas deveriam organizar visitas de estudo a essa exposição. A nossa história não é ensinada nas escolas e essa seria uma boa oportunidade para ensinar alguma coisa aos miúdos.

  2. img
    Juvelina Responder

    Espero que com o ministro Olinto Daio, que é um homem da cultura, se acelere esse processo de tratamento da documentação da antiga Curadoria. É um acervo fundamental.

  3. img
    Cautela Responder

    …este indivíduo foi um padre CAPETA ! E por cima roubou a namorada de um camarada dele, que tinha confiança nele. Olinto Daio, merece confiança? Será ele um homem honesto?

Deixe um comentario

*