Para Alda E. Santo / Hoje completaria 89 anos de vida

Esvazias o saco das palavras como quem se
entrega ao vento
é tua a leveza do infinito, a redondeza da luz

semeias os sobejos do saco
esperas a monção
e o mundo recebe teus poemas no pólen
das tuas acácias rubras

cada ano repetes o gesto mágico da reprodução
das palavras
e em cada tronco de ôká guardas a noite
e o mar
e o infinito

Olinda Beja in “Aromas de Cajamanga” (2009)

Os meus agradecimentos

Atenciosamente

Notícias relacionadas

  1. img
    HERMENEGILDO COSTA DE SOUSA CARVALHO Responder

    Os sentimentos e as histórias nunca será passado! A mágoa e dores das dores terríveis e incomparável serão sempre a marca do destino e das torturas . Incomparável jamais tornará a ser igual! Mais pela nossa liberdade ti morreste com uma marca que só a dor já foi a morte quanto mais viver todo este ano com esta marca na corrente nos pés!!!!!!!! Eu lamento a incompreensão dos seres humanos que nos fizeram sofrer!!! Tudo ok(((( DEUS te tenha muito bem guardada assim como o ar que o mundo respira. Por causa da liberdade dos teus irmãos assim ficaste! Bem haja mais ídolos assim. Sem mais do ( Hermenegildo Carvalho.

  2. img
    ANCA Responder

    Para o bem da memoria cultura e homenagem à AlDA ESPIRITO SANTO

    As obras da Poetisa ALDA ESPIRITO SANTO, devem fazer parte do curriculo Ensino em São Tomé e no Príncipe, a todos os niveis de ensino.

    Ruas devem conter seu nome

    Monumentos devem ser erguidos

    Praquitemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

Deixe um comentario

*