Cuba e África – Relações com cumplicidade / Fidel um africano nascido em Cuba

A Casa Internacional de São Tomé e Príncipe, em Lisboa – Portugal / Rua da Assunção nº 40 – 3º direito convida todos a estarem presentes na homenagem ” Cuba e África – Relações com cumplicidade / Fidel um africano nascido em Cuba ” no dia 28 de Maio pelas 19 horas.

  1. img
    Atento Responder

    Minha gente vejamos então quem se pretende homenagear na casa de STP.
    Um africano nascido em Cuba???? desde quando??
    Vamos consultar a WIKIPÉDIA.
    ” Castro nasceu fora do casamento na fazenda de seu pai em 13 de agosto de 1926. Seu pai, Ángel Castro y Argiz, foi um migrante de Cuba a partir da Galiza, noroeste da Espanha. Ele tinha se tornado um bem sucedido produtor de cana-de-açúcar na fazenda de Las Manacas, em Birán, Província do Oriente, e depois do colapso do seu primeiro casamento, ele tomou sua serva doméstica, Lina Ruz González, como sua amante e mais tarde sua segunda esposa; juntos eles tiveram sete filhos, entre eles Fidel. Com 6 anos de idade, Castro foi enviado para viver com seu professor, em Santiago de Cuba, antes de ser batizado na Igreja Católica Romana aos 8 anos.
    Castro nunca foi eleito através de eleições diretas, não permitiu a criação de partidos de oposição, nem liberdade de imprensa – Cuba é considerado um dos países com menor liberdade de imprensa do mundo – durante o período em que esteve como líder do regime ditatorial cubano. Seu governo foi e continua sendo amplamente criticado pela comunidade internacional por violações aos direitos humanos.
    Em 2005 a revista Forbes especulou que o patrimônio de Fidel Castro atingiria aproximadamente 550 milhões de dólares. A Forbes chegou a esse número pela soma do patrimônio das empresas estatais do governo de Cuba. Com essa fortuna acumulada, especulou a revista, ele teria alcançado o décimo lugar na categoria “governantes e membros da realeza mais ricos do mundo”
    Fonte : WIKIPÉDIA a Enciclopédia Livre.
    Enfim meus caros é esta homenagem ” Cuba e África – Relações com cumplicidade / Fidel um africano nascido em Cuba ” que se pretende fazer!!
    Um Africano nascido em Cuba???????
    Que tristeza minha gente!
    Não estou em Portugal, mas caso estivesse, nem morto iria homenagear tal ditador!
    Quem tiver um pingo de vergonha na cara, ou, ainda lhe restar alguma vergonha, não deve pactuar com estas homenagens.

    • img
      Atento Responder

      Meus caros.
      Ficou faltando mais este apontamento para sabermos quem é esse Fidel de Castro.
      Claro que a fonte é a WIKIPÉDIA A Enciclopédia Livre.
      Vejamos então:
      “Segundo o livro “A vida Secreta de Fidel”, escrito por um de seus ex-guarda-costas, entre os bens de Fidel estariam uma ilha particular, uma reserva pessoal de caça, uma marina com quatro iates de alto luxo, um barco de pesca e pelo menos 20 residências, igualmente recheadas de conforto. O livro ainda afirma que Fidel teria um enorme aquário cheio de golfinhos, que gostava de exibr a familiares e a amigos mais próximos.”
      Pronto, eu fiz a minha parte, para não nos julgarem de burros.

  2. img
    seabra Responder

    Li atentamente, os 2comentários. Adiro inteiramente aos dois,especialmente ao primeiro
    Fidel Castro é um homem politico com duas faces e fases :
    - foi revolucionário carismático,solidário e amigo dos injusticiados,dos povos oprimidos. Fidel foi muito eficaz nos primeiros actos ,de apoio,de decisao, do bem colectivo partilhado (ao menos tentou e conseguiu nos primeiros anos,após à revolução da Moncada ,em 26 de julho de 1959) . Deu direito a todos de terem a proteção à nivel da saúde gratuita,de instrução,de habitação, de trabalho…um bem estar confortável,natural,à todo o ser humano.
    - foi de curta dura,porque, o PODER comecou à agir como um veneno perigoso e mesmo MORTAL para a sociedade cubana…começou com rivalidades,contra-espionagem,intrigas entre os “guérilleros”,seguido de execucoes primarias e gravíssimas…os amigos de ontem tornaram-se inimigos depois da revolução . O exemplo conhecido de todos,foi a ruptura entre Ernesto de CHE Guevara,que foi escandalosamente afastado do cerco do PODER …cujo fim fatal e triste, conhecemos todos.
    Fidel Castro, mudou de tudo a todo de política,cometendo o mesmo erro que lhe levou a luta armada…a DITADURA,o TOTALITARISMO, interdição da liberdade de expressão,censura atroz contra os médias,a imprensa,à outros partidos políticos,a divergência de pensar etc,etc. Daí, ele perdeu toda à credibilidade e toda a estima dos seus “semblables”..À partir dessa posição radical de AUTORITÁRIO, Fidel Castro, fez “fugir” muita massa cinzenta de CUBA. E muitas + coisas negativas que ele contra o povo cubano.
    O que o FIDEL CASTRO fez de bem,ficará na HISTÓRIA,o que ele fez de mal também fica.
    A conclusão é que para os nossos países africanos, Fidel Castro teve muita importância,dando apoio aos nossos homens políticos que desencadearam a luta armada para à libertação da colonização,com apoio logístico,formação militar, e mais tarde com bolsas de estudos.
    Mas o revés da medalha,foi o mau exemplo que tambem deu aos países africanos da ex.colônia portuguesa …execuções arbitrárias,partido único,bufos da JOTA etc.
    Tudo tem o seu tempo…homenagear Fidel Castro,não é mais da atualidade,porque hoje conhecemos as duas facetas do “CARA” Fidel C.
    O investimento material devia ser empregue para algo de + útil…é o que falta para STP,que tem muita urgência em muitos domínios.
    Eis o meu ponto de vista!

  3. img
    Male Possom Responder

    Não estou em Portugal, mas se estivesse, iria. Por gratidão para com Cuba. Nenhum país no mundo fez mais por São Tomé e Príncipe do que Cuba em termos de formação de quadros. E sem os médicos cubanos, muita gente morreria hoje ainda em São Tomé. Ficam cá, trabalham cá, vivem cá e ganham uma ninharia. Não as fortunas que certos médicos ambulantes ganham em missões de uma semana. FUI!

  4. img
    Titus Andronicus Responder

    Vê-se bem que o Atento não é santomense nem africano. Muita coisa do que disse sobre Fidel Castro ou quase tudo é verdade. Mas os africanos têm razões suas, razões africanas, para serem gratos a Cuba e a Fidel. Formação de quadros santomenses e africanos como nenhum outro país. Mas também a ajuda contra o regime racista minoritário branco da África do Sul e a independência da Namíbia. Sem as tropas cubanas, não sei o que teria sido de Angola e ninguém sabe quando a Namíbia teria ficado independente e o apartheid chegado ao fim. Cuíto Cuanavale, a grande e decisiva batalha para Angola e para a África. Diz-lhe alguma coisa, amigo Atento? Aos africanos, diz e muito. Passar bem.

    • img
      Atento Responder

      Nem vou comentar as suas afirmações.
      Pior que cego é quem pode e não quer ver.
      Sabe quantos carros roubados de Angola circulam ainda hoje em Cuba???.
      Sabe quantos Kilos de ouro roubado do banco central em Angola foram parar a Cuba.
      Sabe quantos angolanos ( crianças, velhos, mulheres e homens) foram crivados de balas pelos cubanos?
      Sabe quantas mulheres foram violadas pelos cubanos?
      Não vamos entrar em grandes discussões a minha ideia é a minha ideia e o meu saber a mim pertence.
      Sobre a sua afirmação de que “vê-se bem” que eu não sou santomense ou africano, só me apetece rir da sua visão muito fraquinha e deturpada.
      Deixe-me por fim dizer-lhe meu caro Titus Andronicus, eu adoro falar com gente de mente aberta e não extactica e o sr. pertence ao segundo grupo, que nem repara que a questão principal é a pessoa do ditador Fidel Castro ser considerado um africano nascido em Cuba.
      Vamos ficar por aqui.

  5. img
    Angolano e Santomense Responder

    Obrigado, Titus. A gratidão é um sentimento nobre. Milhares de cubanos morreram a defender Angola das investidas do regime branco e racista da África do Sul. Quem trata dos doentes de SIDA nos bairros negros da África do Sul são médicos cubanos senão a mortalidade seria inimaginável. Quem garantiu os serviços médicos em STP depois da independencia foram médicos cubanos e, mais tarde, médicos santomenses formados em Cuba. GRATOS PARA SEMPRE!

    • img
      Atento Responder

      Angolano e Santomense
      Se realmente és Angolano, com toda a certeza que não viveste a guerra civil!
      Não sabes o que os cubanos fizeram á nossa gente, não sabes e nem imaginas um pouco do que eles fizeram, porque para o saber, foi preciso viver esses momentos como eu os vivi!
      Não sabes e nunca saberás porque os políticos que estão hoje no poder em Angola e os anteriores não estão interessados em que se divulgue o que os cubanos nos fizeram.
      Continua grato aos cubanos que nos matavam enquanto gozavam das nossas mulheres e filhas, só te fica bem como angolano e santomense!

  6. img
    Comandante Gika Responder

    Ãs empresas estatais cubanas pertencem ao Estado cubano, não a Fidel Castro. E isso dos golfinhos….heheh!

  7. img
    Vumvum Responder

    E é preciso acrescentar os contingentes de médicos e pessoal clínico cubanos que foram enviados para os países africanos atingidos pelo Ébola, muito recentemente. Até os Estados Unidos felicitaram Cuba por isso. Quem mais fez isso?

Deixe um comentario

*