00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

 Kwame Sousa mostra “Reino Angolar” ao país e ao mundo

Reino angolar é tema de uma exposição de pintura que Kwame Sousa, apresenta ao público no espaço CACAU em São Tomé.

16 anos a reflectir e questionar sobre vários aspectos da realidade são-tomense, através das telas, o pintor acabou por ser atraído pela peculiaridade do povo angolar. «Eles são pessoas muito particulares. Nunca tinha convivido com um povo que tivesse uma filosofia e uma forma de ser muito própria. Os angolares são pessoas muito peculiares», explicou o artista plástico.

quadro-vermelhoO povo angolar habita principalmente as regiões costeiras da ilha de São Tomé. Kwame confessa que tem um afecto especial pelos angolares, e foi conhecendo este povo, através da sua participação na residência artística no sul da ilha de São Tomé, mais concretamente na Roça São João, localizada nas redondezas da cidade dos Angolares. «Muitas pessoas me questionaram se era o mesmo artista, porque as técnicas estão diferentes. Isso é bom. Sinal de que consigo fazer várias coisas e bem», afirmou Kwame Sousa.

quadroA passagem pela residência artística permitiu explorar novas técnicas de pintura, e descobrir a alma do povo angolar, agora exposta em tela.

Kwame Sousa é um dos poucos artistas plásticos são-tomenses, que conquistou o mercado nacional, e tem despertado atenção na praça internacional de arte contemporânea.

Versatilidade e criatividade, são s armas de sucesso do artista que valoriza bastante o apoio moral e técnico de pelo menos 2 mecenas que o acompanha.

No dia 20 de Outubro vai expor as suas obras no Museu de Portimão – Portugal. Até o final do ano a sua agenda está preenchida.

Em Novembro mostrará cultura e identidade são-tomenses numa exposição em Amesterdão –Holanda e em Dezembro as suas cores e mensagens identitárias são-tomenses, marcarão presença no museu de Viena.

Para já o Reino Angolar, está aberto ao público no espaço Cacau em São Tomé, e vai ser tema da Oitava edição da Bienal de Arte e Cultura de São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Vexado Responder

    Muito bem e muita força

Deixe um comentario

*