Cultura

“A Verdade da História”

Francisco Pires, ex-Presidente da Assembleia Nacional e do Tribunal de Contas, foi o apresentador da Verdade da História. Um livro de 442 páginas, que revela factos da vida política são-tomense, vividos e descritos por Delfim Neves.

Vice-Presidente do partido PCD, Delfim Neves, diz que o livro tem luz, para eliminar as trevas da mentira que ofuscam a sociedade são-tomense. «A verdade da história porque ela narra apenas a verdade. Eu já assisti pessoas a narrar histórias minhas que destorcem os factos. Então temos que repor a verdade contando a história com a verdade», declarou o autor do livro.

No lançamento do livro que decorreu na capital São Tomé, diversas figuras políticas e da sociedade civil, marcaram presença na cerimónia. Destacando-se membros do Governo, líderes dos partidos políticos e o ex-Presidente da República Manuel Pinto da Costa.

publico livroSegundo Delfim Neves só a leitura atenta do livro, pode colocar cada cidadão no caminho da verdade. «E preciso ler o livro para entender realmente quem é quem? Quem faz política com seriedade neste país? Quem anda a passar pernas aos outros? Quem não cumpre os seus compromissos escritos e verbais? Quem não cumpre a palavra dada? Então vamos ver no livro quem efectivamente não quer o bem para este país. O livro esclarece tudo», frisou.

A verdade da história é segundo Delfim Neves, um contributo para o renascimento da nação e do país. «Para criação de um clima mais propício para fazermos política com ais seriedade, para que o país retome o caminho que tinha antes, em termos de respeito, disciplina, ordem mas sem arrogância, sem perseguição e pensando sempre que uma só pessoa não consegue desenvolver este país», pontuou.

O livro que está disponível ao público, pretende separar a verdade da mentira, e libertar a mente são-tomense da escravidão que a mentira impõe.

Abel Veiga

    2 comentários

2 comentários

  1. Seabra

    9 de Fevereiro de 2017 as 23:25

    O Afonso Varela está em todas.Até quando?

  2. MIGBAI

    10 de Fevereiro de 2017 as 11:49

    Minha gente.
    Estou desejoso que um dos meus filhos me compre o livro e que me o traga aqui a casa, pois a minha idade quase não me permite sair da mesma.
    Contudo estou cheio de interesse em verificar se o livro tem o título correto “A verdade da história”.
    Porque quando na primeira foto vejo o velho pinto da costa, que fez questão por interesses políticos de esconder a verdade da historia ao povo de STP, que fez questão de destruir estas ilhas com as suas ideias comunistas, que criou ídolos á medida das suas necessidades, estou a acreditar que o Livro é mais um no meio de tantos outros que nunca deviam ter sido escritos.
    Mas cá estou eu desejoso de ler o Livro, para ver se realmente é “A verdade da história” ou se é simplesmente mais uma história á medida de interesses, fugindo da verdade/realidade.
    Espero que o livro aborde:
    O problema das ocupações selvagens das roças;
    Das meninas a serem violadas pelos políticos e militares de alta patente;
    Das meninas que ficaram mães após as violações que sofreram;
    Das casas roubadas aos seus donos;
    Da destruição dos meios rodoviários;
    Da glorificação de criaturas medíocres;
    Do inventar de figuras históricas;
    Dos que foram mortos em virtude da ditadura que nos foi imposta pelo MLSTP durante 10 anos;
    Etc.etc.etc..
    Quero ver que história nos quer ser contada agora.
    Aquele abraço sincero para todos os colegas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo