Resumo da prestação dos são-tomenses que evoluem nos campeonatos de Futebol em Portugal

Através da colaboração exemplar do jornalista desportivo português, Vasco Antão, o Téla Nón tem seguido os passos dos futebolistas são-tomenses que evoluem nos diferentes escalões do campeonato português de futebol.

Dadá marca pelo Pelariga

O avançado São tomense, Dadá, marcou o golo do Pelariga dos Campeonatos Distritais de Leiria, frente ao Meirinhas. Dadá marcou pela sua equipa aos sete minutos, mas seria depois insuficiente, pois o Meirinhas deu a volta ao marcador e venceu por 3-1. Ambas as equipas ocupam os lugares cimeiros da competição e ambicionam subir á divisão de Honra de Leiria.  Dada é um avançado possante e oportuno de 25 anos que se transferiu  esta temporada do Arcuda para o Pelariga.

Heitor Leitão assina pelo Luz Fanhões

O jovem natural de São Tomé e Príncipe,  Heitor Leitão foi promovido á equipa sénior do Luz Fanhões dos Campeonatos Distritais de Lisboa e tem um vinculo contratual valido até final da temporada com o clube do concelho de Loures. Assim o ex: júnior do clube, alinha na posição de avançado e tem ajudado a colectividade de Fanhões que regressou esta temporada ao futebol sénior. Aos 19 anos o atleta está a competir na sua primeira época de sénior.

Danilson Mata no Algueirão

Mais um atleta natural de São Tomé e Príncipe alinha nos campeonatos distritais de Lisboa. Danilson Mata representa o Algueirão (Concelho de Sintra) alinha na posição de médio. Este jogador na temporada passada representou o Império Anços e deu um salto para o Algueirão, clube com maiores pergaminhos nos Distritais da Capital de Portugal.

Estarreja de Bonfim perde

O Estarreja dos campeonatos distritais de Aveiro onde alinha o são-tomense, Bonfim, perdeu na deslocação ao recinto do Carregosense por uma bola a zero. O avançado Bonfim representa vai para cinco temporadas o clube e  ambiciona os lugares cimeiros para poder subir aos nacionais. Com esta derrota o Estarreja foi apanhado na terceira posição pelo Carregosense, ambos com 27 pontos a cinco do histórico Sanjoanense que agora anda pelos distritais.

Vasco Antão

  1. img
    João Gomes Ferreira Responder

    Muitos atletas do nosso país não só em futebol como também noutras modalidades desportivas poderiam estar a evoluir noutros países se houvesse uma política desportiva em São Tomé e Príncipe. O desenvolvimento de um país e a sua projecção internacional faz-se também através do Desporto. Nunca um governo santomense se interessou por isso. O futebol é como se diz o Desporto Rei no Mundo inteiro. Como é possível termos à frente da Federação Santomense de Futebol um homem neste caso Idalécio Pachire que é ao mesmo tempo Chefe do Estado Maior General das Forças Armadas? Isto é compatível? Isto existe em mais algum país do Mundo? Como é que um Comandante Geral das Forças Armadas tem tempo para cuidar de toda a estrutura nacional e internacional do futebol santomense e aos mesmo tempo dar conta das suas obrigações militares ao mais alto nível? Como vão sentir os outros presidentes das federações de futebol de África e de mundo em geral todos eles são civis quando souberem que ao seu lado está um homem militar em pleno exercício das suas funções? Alguém sabe dar-me respostas a estas questões?

  2. img
    viegas Responder

    muito boa tarde, tenho visot o atracante santomense que joga nos destrital de leiria “Dadá”, ele ja foi melhor jogador desse campeonato dois anos seguido, nem se quer falaram nele. hoje vejo que alguem se entereçou em fazer isso. um dois melhores jogador desse campeonato. seguem esse jove avançado que ele ta fruto.

  3. img
    PJ Responder

    Boas, finalmente é dado algum valor aos jogadores santomenses, não o merecido, mas algum, o que já é um príncipio. Também sou jogador de futebol e sou santomense residente em Portugal. E afirmo que nós santomenses temos muitas competências não só no futebol como noutras modalidades mas o nosso país infelizmente não investe na dignificação de São Tomé, soube que a federação tem novo presidente, o General Idalécio Pachire, desejo-lhe as boas vindas, muitos criticam por este ainda exercer funções no exército, mas temos que que lhe dar a oportunidade de provar que mereço, visto que outros tiveram a sua oportunidade e estamos como estamos.

    Eu teria um enorme orgulho de um dia vestir as cores do meu país, mas infelizmente é difícil pois o que nós move é o “verdinho”, por inúmeras vezes a selecção participou em torneios em Portugal que tive a oportunidade de presenciar e vejo sempre as mesmas caras acho que devia de ser dada a oportunidade a outros de mostrar o seu valor, não falo só por mim, falo por “n” jovens santomenses de enorme talento e amor pelo país que não lhes é dada tal oportunidade, enquanto outros representam a selecção em Futsal e Futebol que caso não saibam são modalidades distintas.
    Espero que agora com nova direcção, nova mentalidade, novos métodos e principalmente novas oportunidades.

    Não estou aqui a pedir nada concretamente para mim, tenho 19 anos e sei que lá chegarei, mas estou a pedir por todos os santomenses que acreditam que podem ajudar a dignificar o nome de São pelo menos a nível desportivo.

    Obrigadoooo

    • img
      vasco antão Responder

      Bom dia caro amigo Jp. Continuo a actualizar a minha base de dados de atletas de São Tomé e Principe, embora esteja com alguma dificuldade. Teremos todo o gosto em divulgar as actividades e os anseios de toda uma comunidade que merecer pelo que tem desenvolvido ser divulgada. Existem exelentes jogadores sãotomenses pelos campos europeus. O meu contacto para poderes enviar me os teus dados é vasco145@msn.com.

      Abraço

Deixe um comentario

*