Três atletas São-tomenses preparam a qualificação para Jogos Olímpicos na Europa e no Brasil

Os atletas são-tomenses iniciam no final deste mês, os treinos com objectivo de se qualificarem para os Jogos Olímpicos de Inglaterra em 2012, em Portugal, França e Brasil. A bolsa olímpica foi concedida pela Solidariedade Olímpica.

Os responsáveis das federações de Atletismo, Canoagem e Taekondow, e os atletas beneficiários da bolsa olímpica, assinaram o termo de compromisso com o Comité Olímpico de São Tomé e Príncipe, que permite os bolseiros frequentarem os centros de alto de rendimento. O país, tem agora boas possibilidades para qualificar-se para os Jogos Olímpicos de 2012 a ter lugar na Inglaterra.

“Agora vamos acompanhar muito de perto esses atletas, temos possibilidades de estarmos nos jogos Olímpicos por mérito próprio”, disse João Costa, Presidente do Comité Olímpico de São Tomé e Príncipe.

Lecabela Quaresmas de 21 anos, especialista em triplo salto e cem metros plano que milita no Desportivo de Joma em Portugal, vai preparar para os Jogos Olímpicos, no centro de alto rendimento de Rowen em França; Eloy Joy Pereira, do Taekondow mantém-se em Portugal, enquanto que o canoista Alcino Gomes, vai para o Brasil.

“Eu estou a treinar a um ano para campeonato Africano em Maputo, para poder qualificar para os Jogos Olímpicos agora vou trabalhar nas melhores condições para conseguir, Diz o canoista

A Solidariedade Olímpica vai pagar a cada atleta 1000 dólares mensais durante um ano e sete meses; e para cada jogo de qualificação que os atletas e os seus treinadores vierem a eleger, a Solidariedade Olímpica vai disponibilizar 5 mil dólares.

“De certeza que nós o Taekondow faremos tudo que estiver no nosso alcance para podermos dignificar São Tomé e Príncipe” declarações de Rui Duarte Presidente da Federação de Taekondow.

A viagem de Alcino Gomes para o Brasil e Lecabela para França deverá acontecer no final deste mês. È pela segunda vez que os atletas são-tomenses que os atletas são-tomenses beneficiam da bolsa.

Ramusel Graça

  1. img
    antonino Neto Responder

    Desejo boa sorte aos atletas nacionais na preparacao visando o evento em causa. So espero que nao se registe a situacao recambolesca ocorrida com a ida do Deker (jovem residente no Brsail) para o Mundial por falta de verbas.Apenas uma ressalva, pois, para dizer que com essa ultima bomba de carro que ronda a mais de 45.000 dolares, certamente, que, o Sr. Joa Costa Alegre (presidente do Comite Olimpico ha mais de 20 anos)Deker tinha que se sujeitar a um peditorio publico para ir ao Mundial na Bosnia.E ja agora, quando e que as Federacoes despertam para mandar esse Sr. para casa.Partiu o carro dado pelo Comite oLIMPICO iNTERNACIONAL E AGORA… MEUS AMIGOS TEM OUTRO DE ALTA CILINDRADA. E as federacoes continuam pauperimos e objecto de insulto quando reclamam ao COSTP dinheiro para comprar apenas sapatinhas, tabelas de tabua e/ ou para comprar um saco de cimento para minimizar a situacao periclitante do parque de ex-senecia. Isto e um abuso.

  2. img
    PIADA Responder

    estou seguro que como de quase costume,o governo nao financiará e elas nao passarao da caixa de fósforos que é o dito aeroporto internacional.

    quem dúvida? esperemos pra ver.

  3. img
    boca suja Responder

    é sempre assim…
    mais uma vez esqueceram-se do atleta de Principe que tem dado bons resultados quer nas competições internas quer fora do pais.Em minha opinião um atleta que quase sem preparação da resultado com preparação daria muito mais.
    Fuuuuiiiiii

  4. img
    suspeito de sempre Responder

    um pais em que nada apoia,mas deus aide lhe ajudar ha vencer os obstaculo força…

  5. img
    Digno de Respeito Responder

    Acreto que se essa bolsa fosse extensível aos demais qualificados possívelmente abriria-se caminhos para maior numero de medalhas. em relação a Tkdo, temos no Brasil o jovem N’Deker Baptista que deveria também beneficiar de uma bolsa dessas. O rapaz farta-se de lutar nas competições internacionais nunca desistindo do nome STP. Acredito que considerações ainda existem na nossa terra. Pensem nisso.

  6. img
    Cubana Responder

    Podem ir fazer a mesma coisa que senhor Odair e a senhora sortilina fizeram em Espanha…

    Sortina teve uma bolsa idêntica, mais preferiu chegar em Barcelona e dedicar-se ao frete e o senhor Odair começou a dar palmada nos espanhóis.. E já agora porquê que jovens de Príncipe nunca beneficiam dessas bolsas, sou da ilha de ST, mais acho muito injusto o que fazem com pessoal do Príncipe…. Sempre a mesma coisa.

    Quando íamos para Cuba no grupo de 200 bolseiro só 10 eram do Príncipe se na opinião deviam ir pelo menos 20..
    Enfim o país é feito e reconhecido como ST e Príncipe..

Deixe um comentario

*