Desporto

São Tomé e Príncipe a um passo de recuperar o direito de voto na FIFA

São Tomé e Príncipe prepara-se para participar nas eliminatórias do mundial de futebol de 2014 que começam em Setembro próximo. A participação da selecção nacional nas competições internacionais dá direito a federação são-tomense de futebol de votar nas assembleias da FIFA. A boa nova é o resultado do encontro que a nova direcção da federação santomense de futebol teve em Zurique com o representante máximo da FIFA.

Com a visita da nova direcção da federação santomense de futebol a sede da FIFA em Zurique, em finais de Janeiro, São Tomé e Príncipe poderá recuperar, oito anos depois, o seu direito de voto junto a este organismo que gere o futebol mundial. O que vai abrir portas para a participação do país nas eliminatórias de qualificação para o mundial de 2014.“Este é um dos objectivos nossos, é uma das promessas da nossa campanha antes que chegarmos a direcção da federação” sublinhou Ildalecio Pachire, presidente da federação são-tomense de futebol em conferência de imprensa.

Pachire pediu o apoio do governo com qual disse ter boas relações para poder atingir este objectivo. A última participação internacional da selecção nacional nas competições da FIFA foi em 2003. Numa altura São Tomé e Príncipe perdeu o jogo frente a Líbia por (8 0).

Oito anos depois o país prepara-se para regressar as competições de alto nível. A federação são-tomense de futebol parte este desafio tem a garantia de 300 mil dólares. O envelope financeiro de apoio ao desenvolvimento de futebol no arquipélago inscreve-se no quadro da realização do mundial de futebol de 2010 que teve lugar na África do sul.

Idalecio Pachire assegurou que 250 mil dólares garante o apoio anual de 250 mil dólares, o dinheiro destinar-se a ao pagamento da divida contraída pela anterior direcção que esteve a frente da federação de Futebol nos últimos 13 anos.

Ramusel Graça

    5 comentários

5 comentários

  1. Olhos Vivos

    22 de Fevereiro de 2011 as 20:00

    Olhos Vivos – 22-Fev.2011. Comandante pachire, congratulo-me com esta iniciativa e pessoalmente dou-lhe os meus parabens pelo emppenhamento que actual Direcção da FSF,tem vindo a demonstrar para o bem do futebol nacional, o que é de louvar e, em nome da instituição que eu represento fica desde já a promessa do meu incondiicional apoio.Dou-lhe assim, o meu voto de confiança.O desporto é vida,é cultura, é produção,arrasta as multidões e sobretudo é uma forma de comunicar,ligar e de promover os contactos entre os povos da subregião, da Costa Africana e não só.Daí que a modalidade de futebol 11 não pode ficar a mercê da sua sorte por que o desenvolvimento também faz-se com o desporto de alta competição, de modo a levar o nome do País ao mais alto pódium dos certames Continental.Por isso,do ponto de vista social é necessário que a modalidade rei não fique de fora.Força que os amantes de futebol rei estão consigo.Bem haja S.Tomé e principe.

  2. benavides pires sousa

    22 de Fevereiro de 2011 as 20:15

    voto de escravo silencioso? que voto?

  3. leidy rocha pachire

    28 de Fevereiro de 2011 as 11:08

    parabens por ser presidente da fifa

  4. leidy rocha pachie

    28 de Fevereiro de 2011 as 11:10

    es o maior

  5. Djemilla Vangente

    4 de Março de 2011 as 21:22

    Aproveito para felicitar a todos os membros da nova direção, pelo trabalho encansavel. Que consigam levar o desporto Saontomense a novas clorias.Parabens a todos (……)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo