Atletas de Sâo Tomé e Príncipe nos melhores também em juniores

Os  rankings dos melhores resultados obtidos na presente temporada  de atletismo no escalão de juniores masculinos, em Portugal, surgem um lote alargado de atletas naturais de São Tomé e Príncipe. Paulo Leitão, jovem de 19 anos, conseguiu 11,23 nos cem metros e alinha com a camisola do SL Benfica, com mais dois segundos aparece João Barros, na mesma prova dos cem metros, embora este atleta do Sporting tenha apenas 18 anos. Homilzio Santos conseguiu nos 3000 metros obstáculos  obteve 10.08,5. Este atleta do SL Benfica de 19 anos é internacional  e foi o porta-estandarte de São Tomé e Príncipe nos jogos olímpicos. A Escola Básica Mestre Domingos Saraiva de Guimarães mostra que o desporto escolar está cada vez mais activo com o jovem Daviney Ponces de apenas 18 anos a surgir com 1,80 cm no salto em altura. No mesmo salto em altura, Ivan Santos da Associação Desportiva Leões Apelaconenses de apenas 17 anos e conseguiu igualmente 1.80 cm. Um dos atletas que mais se tem distinguido em Portugal, é Frederico Eusébio ainda com idade júnior mas que surge já em muitas provas de renome com a camisola da JOMA. Mesmo assim no seu escalão aparece na lista dos melhores em juniores nos saltos em comprimento com 6,77 cm, no triplo salto 14,68 e no lançamento do Dardo com 41,96. Por último na marcha atlética, Carlos Lopes do SL Benfica, nos dez mil quilómetros marcha atlética conseguiu 1 hora, dois minutos e 18 centésimos. Estes são mais sete atletas naturais de São Tomé e Príncipe, para alem daqueles que se tem mostrado nos escalões seniores, precisam de ser acompanhados e apoiados pela Federação de Atletismo de São Tomé e Príncipe e pelo comité Olímpico, pois se representam alguns dos melhores clubes de Portugal é porque tem valor e qualidade.

  1. img
    liquiety lima Responder

    quero saber porque que não temos celma como nossa atleta.

Deixe um comentario

*