Desporto

Jornada Mundial de Atletismo Celebrada em STP

Cerca de trezentas crianças, e atletas dos centros de treinos de atletismo, participaram nas provas de velocidade e meio fundo que marcaram as celebrações da décima sexta jornada mundial de atletismo.

As altas temperaturas do calor que se fizeram sentiram este sábado na capital são-tomense; não influenciaram, as festividades das jornadas mundiais de atletismo. Estudantes de 8 escolas juntaram aos atletas dos centros de treino nesta manifestação desportiva. A federação são-tomense de atletismo voltou a provar que o atletismo é a segunda modalidade desportiva individual mais praticada no país.

Nós estamos empenhados que o desporto em São-Tomé, volte a arrancar e prova disto é que a federação são-tomense de atletismo e a direcção geral dos preocupados realizam este tipo de actividade para o bem do desporto em São Tomé e Príncipe”, disse Joaquim Dias, Director Geral dos Desportos, durante as comemorações das jornadas mundiais de atletismo.

Com apoio da IAAF (Federação Internacional de Atletismo), são Tomé e Príncipe, aposta na camada juvenil, com a vista ao relançamento do atletismo. Os dirigentes desta federação já têm os olhos postos nos jogos Juvenis da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa), a ter lugar em Portugal.

Esta prova tem um carácter de identificação de valores, por quanto preconizámos atletas que não estão vinculados directamente na federação, é uma oportunidade deles medirem testarem as suas capacidades competitivas”, destacou o Presidente da Federação São-Tomense de Atletismo, António de Menezes.

Jornada Mundial de Atletismo, se de um lado, é uma ocasião para a federação avaliar o impacto da massificação do atletismo em São Tomé, é também uma oportunidade que os atletas dão tudo por tudo, para e mostrarem as suas qualidades e merecerem confiança do seleccionador nacional e dos mínimos exigidos para as competições internacionais.

Sidney Vaz, vencedor da prova de 3 mil metros, disse estar pronto para representar São-Tomé e Príncipe, nas competições internacionais. “Estou a espera de oportunidade, eu e o meu treinador temos estado a trabalhar todos os dias visando melhorar a minha o meu tempo, isto tem estado a acontecer estou satisfeito” pontuo o jovem fundista.

Em quase todas as categorias da competição, os atletas do centro de treino de Monte, conquistaram o maior número de medalhas, um sinal positivo para a federação que tem em carteira projectos para manter em funcionamento a evolução dos atletas daquela antiga empresa agrícola de São Tomé.

Estádio Nacional 12 de Julho palco central da jornada mundial de atletismo, com a participação expressiva de estudantes de diversos estabelecimentos de ensino; a competição regressa, em Maio de 2012.

Ramusel Graça

    5 comentários

5 comentários

  1. Anca

    17 de Maio de 2011 as 17:14

    Muito boa iniciativa,o caminho é longo,é necessário dar condições de treino a estes futuros atletas, bem como uma elevada promoção de cultura e desporto Sãotomense.
    Bem Haja
    Deus Abençoe São Tomé e Príncipe

  2. Lia

    17 de Maio de 2011 as 17:48

    Muito bem, parabéns!
    O desporto também é um ponto importante no desenvolvimento de um país.
    Fizeram muito bem em ir em busca de novos talentos, bom para o país e bom para esses adolescentes.

  3. a bem do desporto

    18 de Maio de 2011 as 9:34

    Isso não basta, . Para que o desporto se revitalize não basta onda da vitoria, não basta estes eventos, ja foi e ja esta provado que o stp tem atletas de todas as modalidades, de futebol a atletismo.. Falta-nos melhorias de governação, falta-nos infra-estruturas desportivas centros de treino qualificados, ginasios e um pouco de tudo para que o atleta se sinta acomodado. Me estranha quando vejo nos campionatos eropeus principalmente o de portugal jogadores dos PALOP na 1º divisão e que nenhum jogador de stp consegue afirmar. iso é como se diz na escola TPC trabalho de casa. Quando construir-mos infra-estruturas desportivas com capacidade ai sim vamos ter resultados grandes a todos os niveis.

  4. Adriano Fernandes

    4 de Fevereiro de 2015 as 13:07

    Bom dia, os treinadores, atletas de todos os escalões deverão praticar e apoiar a modalidade do atletismo regularmente.
    Mas também, os sócios, os dirigentes e os pais dos atletas, têm um papel muito importante a desempenhar e também, que seja de maneira a alcançarem, os melhores objectivos, para que possam no presente ter de bons resultados.
    Porque só, assim no futuro poderão adquerir e aumentarem de bons resultados.
    Os meus melhores cumprimentos, para toda a massa associativa do atletismo em Portugal.
    * Treinador de Atletismo e sócio do ACvermoil do Concelho de Pombal.
    * Adriano Fernandes…

  5. Adriano Fernandes

    14 de Fevereiro de 2015 as 19:59

    Para mim o atletismo, têm boas vantagens no geral, que um bom treinador deverá saber por em prática e também, executar, organizar e sendo um bom lider: Por exemplo; vou citar dez bons critérios a praticar no
    dia – a – dia, que são os seguites:
    1º. O bem estar pessoal.
    2º. Amar o que está fazendo.
    3º. Saber transmitir os seus conhecimentos aos atletas.
    4º. Acançar os melhores objectivos.
    5º. Controlar bem a sua equipa.
    6º. Saber orientar o seu planing de treino.
    7º. Saber planear o treino dos seus atletas.
    8º. Saber seleccionar os escalões dos atletas.
    9º. Estar sempre atento á evolução dos atletas.
    10º. Saber diferenciar o bon do mau resultado.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo