Em Entrevista – Jordão Diogo descendente de são-tomenses que evolui no campeonato grego

Tela Nón descobriu nos campeonatos da Grecia, Jordão Diogo descendente de pais são tomenses e que tem a possibilidade de integrar a selecção de São Tomé e Príncipe se os responsáveis assim o entenderem. O atleta de 26 anos mostra abertura para essa situação.

Seria uma honra a selecção de São Tomé e Príncipe

Vasco Antão

Jordão Diogo fala me do teu percurso desde começaste ate agora?
Eu comecei a jogar no S.L.Benfica passei depois pelo Casa Pia e no meu ultimo ano de júnior fui para o F.C.Alverca
Este foi o meu percurso em camadas jovens, como sénior estive pelo F.C.Alverca emprestado ao Carregado e decidi sair de Portugal
Emigrei para Inglaterra onde representei Chelmsford, Aveley, Lewes, a Islândia onde me sagrei campeão por uma vez e conquistei duas taças islandesas ao serviço do KR Reykjavik, depois por empréstimo representei o clube que militava na super liga Grega Panserraikos F.C. Por duas épocas e neste momento estou no Panachaiki.

Onde te sentiste melhor?


Onde me senti melhor em camadas jovem sem duvida no F.C.Alverca, porque era mais que uma equipa de futebol era uma família da qual ate aos dias de hoje mantenho contacto com grande parte dos ex-colegas de equipa e amigos. Como sénior o Panserraikos foi a equipa que representei e que mas gostei por diversas razoes.

Como surgiu esta possibilidade de jogar futebol?


O futebol sempre foi um sonho para mim desde os tempos de criança, em que jogava com os meus irmãos amigos na zona onde vivia. Terminei quando o F.C.Alverca terminou a equipa senior decidi entao tentar o estrangeiro onde as coisas não foram fáceis, no inicio mas onde as mesmas abriram-me então as portas do campeonato Islandês onde tive a oportunidade de sagrar me campeão e jogar por três épocas consecutivas os play-offs da liga Europa onde me dei a conhecer em diversos países, e daí apareceu-me clubes gregos interessados.

O que esperas deste novo passo na tua carreira?


Espero em primeiro lugar ajudar a equipa a cumprir o objectivo que é a subida ao escalão principal. Depois a nível pessoal espero manter a regularidade de jogos e exibições e puder novamente jogar a super liga Grega ou mesmo super liga (1a divisao) num outro pais, estes são os meus objectivos para esta época desportiva.

Um defesa marca golos?
Como defesa e algo em que pouco penso, pudemos dizer que não sou jogador de muitos golos infelizmente deixo essa tarefa para os avançados  sou bastante ofensivo mas preocupo-me mais em fazer assistências ao invés de marcar golos, mas sempre que possível tanto em bolas paradas ou subidas onde se abrem espaço tento o golo.

Até onde pretendes chegar na tua carreira?


O objectivo na minha carreira e continuar a evoluir como tem acontecido ate hoje. E continuar a despertar o interesse das diversas equipas em mim. no passado por falta de acordo entre a minha equipa KR e alguns emblemas tanto Gregos como Suiços, Skoda Xanthi, Larisa, Panthrakikos e Veria (Grecia) e Basileia (Suica) nao ouve a possibilidade para minha transferência. Espero que no futuro próximo com bastante trabalho e dedicação possa alcançar um nível mais elevado o que acredito que ira acontecer com naturalidade uma vez que tenho 26 anos e tenho a ambição de continuar triunfar.

Como analisas o futebol actual em ST Principe?


Não tenho a oportunidade de acompanhar muito sobre o futebol em São Tome e Príncipe  Quando falo com o meu pai falamos sobre o futebol, e sei que o Sporting Praia Cruz é bastante forte em São Tome e Príncipe.

Gostavas de alinhar pela selecção de ST Principe?


Gostaria seria uma honra e claro motivo de bastante alegria para os meus pais verem-me a representar o seu país de origem. É algo que puderá acontecer no futuro, e que eu vejo com bons olhos, por ter sangue Saotomense e nunca poderia pensar de outra forma em relação a esse assunto.

Tens mantido contacto com o dia a dia de ST Príncipe?


O meu pai vive em Inglaterra quando acorda e acede a internet a primeira coisa que faz e manter-se informado sobre o quotidiano em Sao Tome uma vez que passo os meus períodos de ferias em Inglaterra o meu pai mantém me a par da vida diária e do desenvolvimento que o pais esta a ter. Embora não nos pudemos esquecer das muitas dificuldades nos diversos sectores.

NOME –  Jordão da Encarnaçao Tackey Diogo
IDADE – 12-11-1985 (26 anos)
NATURALIDADE – PORTUGAL / ST PRÍNCIPE
ALTURA-  1.84
PESO –  82
POSIÇÃO-  Defesa Esquerdo (preferência), Médio e Extremo esquerdo

  1. img
    José Vale Responder

    É interessante, pois, saber que S.Tomé e Príncipe tem vários talentos que actuam foram do país. Por outro lado, fico, de igual modo, satisfeito por constatar que Luís leal, filho de um antigo jogador do Sporting Clube de Praia Cruz ou seja talves alguns são-tomenses ainda se lembra dele, nomeadamente Pugueira, defesa esquerdo do Praia Cruz onde atctua craques como Aurélio, Jordão 1º, Ramos, etc…Luís leal siga o teu caminho e faça brilhar S.Tomé e Príncipe. Se também que quando foste para S.Tomé, tu não deixaste de deslocar – se ao Praia Cruz para conhecer a localidade dos teus pais e aquele pedaço de terra de S.Tomé situado atras do aeroporto internacional de S.Tomé que sempre produziu craques. E hoje, Deus fez justiça, é campeão de São Tomé e tudo aponta vai ganhar Sporting do Príncipe e tornar se campeão nacional e tomar parte, como tudo aponta, na Liga dos campeões de África. E , com esse feito, sinceramente, muitos vão calar a boca, pois, diziam que só quando outro grande filho de Praia Cruz : Manuel Dênde esteve na federação é que Praia cruz foi Campeão Nacional esquecendo campeonatos conquistados pela Praia Cruz nos anos 80 quando Manuel Dênde ainda miúdo estudava em Moçambique, pessoa com o qual cruzei em Harare na comitiva do falecido Presidente Samora Machel. A proposito, Dênde, deve lhe render uma homenagem por tudo quanto fiseste e tens feito para Futebol em S.Tomé e Príncipe.Aqui em Lisboa, muitas informações circulam, e hoje, já sabemos que a sede da Federação que tu lutaste e adquiriste, actual administração do Pachire que não sabe quanto custou está a preparar para vender para pagar dívidas que em 24 mesmes de gestão já contraiu e que não sabe como pagar. Pois, isto é que se chama gestão danosa. Talves hoje, aqueles que te criticaram já têm motivo para te pedir desculpas. A história dar-te-à razão muito, muito em breve. Viva Luís leal

    • img
      Maria Responder

      Força, Leal!!!

  2. img
    Vixx Responder

    É bom saber que Jordão Diogo tem interesse em vestir a camisola da seleção nacional…seja bemvindo…vamos ver o que faz os nossos governadores, porque falar é facil..

  3. img
    Edzander Afonso Responder

    Nós são-tomense precisamos de valorizar mais o fotebool. Só assim conseguimos ir longe. No entanto ja estamos próximo de ir longe, isto é, se iremos para can africano é um passo importante, imprescindivel para esta ilha maravilhosa.

  4. img
    Gilson Cravid Responder

    é iportante descubrir novos taletos como este e apostar neles

Deixe um comentario

*