Desporto

Príncipe tem Centro de Estágio de Futebol

Um investimento da Federação São-tomense de Futebol com o financiamento da FIFA no valor de 400 mil dólares. O Centro de Estágio inaugurado pelo Presidente da Federação de Futebol Idalécio Pachire, o Presidente do Governo Regional, José Cassandra, e o representante da FIFA, tem capacidade para acolher 30 atletas.

Composto por um camarote para jogadores com 24 camas, um camarote para os dirigentes, um balneário com 6 chuveiros, 5 sanitas e 5 orinários, o centro de estágios do Príncipe conta ainda com uma sala de reunião, uma cozinha e 3 gabinetes para os dirigentes.

Para além da infraestrutura a FIFA apetrechou o centro com cadeiras, fugão, talheres, geleiras, etc.  O responsável pela região africana da FIFA Sampo Kablan, esteve presente no acto e garantiu que a FIFA irá apoiar o futebol santomense através do projecto goal. « A FIFA está disposta em contribuir para o futebol santomense», garantiu Sampo Kablan.

O presidente da federaçãode fuebol,  Idalécio Pachire  apelou a federação da região Autónima do Príncipe a fazer bom uso, da infraestrutura. « Contamos e esperemos que a federação faça bom uso deste empreendimento e não só», frisou.

Bendsaizon Lima

    12 comentários

12 comentários

  1. Fernando

    9 de Agosto de 2013 as 10:25

    Boas notícias! O jornalista necessita de mais cuidado. O texto está repleto de erros. Alguns exemplos: “futebol” e não”fotebol”;”chuveiros” e não “choveiros”, entre outros.

  2. loqueto iambongo

    9 de Agosto de 2013 as 13:00

    erros demais! lamentável, de facto!
    mas tudo vale pela boa notícia que nos tras.
    bem haja!

  3. Jornalista Amador

    9 de Agosto de 2013 as 15:03

    Nesse tipo de noticia, como já existe o centro de estagio, é fundamental mostrar o edifício, e descrever a localização.

  4. Jornalista Amador

    9 de Agosto de 2013 as 15:14

    Sr. Abel, não aceita este tipo de noticia ser publicada, sem reunir requisitos básicos, o que fica em causa é seu jornal.
    Falar de um centro de estagio, sem pelo menos descrever a localização, não é aceitável. Se edifício é uma realidade, porque não mostrar a imagem do edifício…. pode parecer que não, mas valoriza muito mais a noticia. Quanto ao Sr. Bendsaizon Lima, não basta escrever, é preciso saber o que esta a escrever e ver antes de publicar, quais são os possíveis leitores.
    Ser edifício existe mesmo? Será que esta localizado no sul ou norte da ilha? Cuidado Sr. candidato Jornalista.

  5. Pléto Lúlúlú

    9 de Agosto de 2013 as 19:03

    Sr. Bendsaizon Lima : —- Um ‘camarote’ para 24 jogadores, um ‘orinário’ ????…etc,etc… Penso que queria e deveria dizer … Uma ‘Camarata’ para …. e ‘urinóis’… . Como Jornalista deve procurar ter mais ‘cuidado’ na maneira como escreve em Português, ou em qualquer outra língua. Informar sim, mas com o mínimo de ‘qualidade’….. Cpts.

  6. amigoprincipe

    9 de Agosto de 2013 as 21:43

    Realmente meus irmãos os erros gramaticais não tem qualquer relevo, face à natureza do tema que o artigo jornalístico versa. É uma pena que, não importa de onde veio o dinheiro, mas será que o hipotético centro de estágios, e mais importante, que investir numa qualquer melhoria das condições de vida de todos, ou daqueles que mais necessitam. Já sei ninguém no Príncipe tem fome, nem tem doença e muito menos precisa de ir ao médico ou à escola. isto parece mais uma propaganda de promoção face à proximidade das eleições. Meus manos acordem, Eu sei que são felizes com pouco, mas não se deixem enganar por fatos e gravatas de seda. Gosto demais de vocês e fico triste ao ver estas noticias
    Bem Hajam

    • pumbú

      10 de Agosto de 2013 as 0:39

      Carissimo “amigodoPrincipe”, … não é so do pão que vive o Homem! O Centro de que se fala nesta notícia também é necessário.

      • amigoprincipe

        10 de Agosto de 2013 as 13:17

        Mano “pumbú” eu percebo o quer dizer, mas este projeto já tem tantas barbas, eu percebo que seja necessário,e que já de 2010, mas temos tantas coisas para fazer é necessário olhar para as prioridades do povo. E já agora porque não nos mostram afinal essa obra é importante também o povo sonhar.

  7. amigoprincipe

    9 de Agosto de 2013 as 22:06

    Onde para afinal o pescador Filipe, será que quizé Cassandra já lhe fez uma casinha, ou ele ainda anda na gruta dele…

    • Filipe

      10 de Agosto de 2013 as 20:54

      Deixam por favor de politiquices baratas. O senhor Tozé Cassandra tem feito muito por aquela vossa terra. Dêem graças a Deus por terem um presidente com fibra, caráter, personalidade e que está sempre na defesa da sua terra. Se todos os políticos de S.Tomé e Príncipe fossem assim o país estaria bem melhor. Vocês são muitos mesquinhos, nmalvados e ignorantes. Se os dirigentes fazem obras e defendem o seu povo como este senhor faz vocês reclamam. O que é que vocês querem? Querem o tempo do senhor Damião de Almeida? Querem o tempo de um tal senhor Umbelina Osório? Deviam mas é fazer uma estátua para este vosso presidente. Eu estive no Príncipe na década de oitenta e só lá voltei no ano passado. Só não vê o desenvolvimento daquela terra aqueles que querem tacho nas próximas eleições. O Príncipe cresceu bastante. Só não vê que não quer ver. Eu nunca vi nada assim. Se o homem faz obras vocês criticam. Xiê. Eu esperava que criticassem por falta de obras e de desenvolvimento. Esta obra é boa para o desporto da vossa terra. Ou não? Criticam o homem porque ele faz obras… Isto é demais minha gente. Se me dissessem que ele não faz nada ainda eu compreenderia. Agora a pessoa faz coisas e ainda por cima é criticada. Enfim. Este país está desgraçado.

  8. Odair Costa

    11 de Agosto de 2013 as 18:04

    Uma obra de grande interesse para o nosso país certas pessoas tenta aproveitar e fazer politica,deixem de política,vamos elogiar o que é bom,o nosso país ganhou mais uma infraestrutura é de agradecer,o que podemos apelar é o bom uso e a conservação do mesmo.

  9. CAUE-A-PAGUEÇAGINON

    12 de Agosto de 2013 as 16:33

    Mas o jornal não tem editores? Não se revê antes tudo o que é publicado?
    Para envergadura e prestígio deste jornal, e não só pelo facto de ser jornal e escrito, estes erros são simplesmente inadmissíveis!
    Sr Abel, onde vamos com isto? Por favor: é a sua credibilidade como jornalista senior em STP que está a ficar também em causa com estas notícias pouco cuidadas!
    Um bem-haja, e estamos juntos!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo