Desporto

Taça de STP: Sporting sem preferência

Vladimir Viegas, treinador do Sporting do Príncipe, numa entrevista ao jornal Tela non, mostrou-se tranquilo quanto o embate da Grande Final da Taça de São Tomé e Príncipe, que se avizinha frente a UDRA ou Trindade, representante de São Tomé, numa altura em que falta por disputar a final no arquipélago.

Uma semana depois de ter conquistado de forma brilhante a Taça do Príncipe ao serviço do Sporting do Príncipe, com o triunfo por 2×1 após o prolongamento sobre os Operários, apurando de imediato para a Grande Final da competição, que será frente ao representante de São Tomé, UDRA ou Trindade, o treinador dos “Leões Regionais” Vladimir Viegas quebrou o silêncio e falou ao nosso jornal, dizendo que está tranquilo quanto ao jogo da final. 

“Estamos tranquilos, porque só o facto de estamos na final já é uma conquista para nós. Vamos continuar a trabalhar a espera da data deste embate decisivo. Quero afastar qualquer pressão no seio dos meus jogadores, e seja qual for o resultado os meus miúdos serão sempre lembrados pela família sportinguista do Príncipe”.

Viegas, que já ganhou esta competição em 2012, no comando do seu Sporting, batendo na final o Desportivo de Guadalupe por 1×0, revelou nesta conversa não ter preferência quanto ao adversário a encontrar nesta fase.

“Para ser franco eu não tenho preferência, porque qualquer uma destas duas equipas, irão nos criar grandes dificuldades, porque para chegarem a esta fase, é porque são boas, caso não, poderiam ficar pelo caminho.

Estão lá por mérito. Quando se está num lugar por mérito, temos que prova-lo, então é isso que uma ou outra irá fazer na Grande Final, por isso eu não tenho preferência.

O mais importante é estar aqui, de resto acaba por ser secundário. Espero que a minha equipa esteja na sua tarde e que possamos erguer o troféu, mesmo sabendo que será uma tarefa muito difícil. Mas ninguém pode nos tirar este direito de sonhar”. 

Enquanto não se conhece a data, nem o adversário, os “Leões Regionais” continuarão a trabalhar como vinham a fazer até aqui, rematou o técnico.

Gil Vaz

    1 comentário

1 comentário

  1. olandinho

    23 de Novembro de 2014 as 21:30

    Eu não sek no que isso vai dar. até porque no campeonato santomense esta todo a corre como deve ser. Mas sejamos francos, o país tem equias capazes de todo. Então se fazem de todo para que futebol Sãotome evolua msm assim não vão poderpraticipar em campeonato internacional etc. quero vê. Como isso se vai resolver sabendo que o país tem dividas para pagar a fifa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo