00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

São Tomé e Príncipe e a Gothia cup

Anualmente, tem lugar, em Gotemburgo, na Suécia, o maior festival mundial do futebol juvenil: a Gothia Cup.

Durante uma semana, rapazes e raparigas de mais de 70 países, representando as maiores escolas de futebol e os maiores clubes de todo o planeta, convivem numa competição cuja marca atingiu um nível tão elevado que já foi, inclusivamente, exportada, tendo-se organizado já; a China Gothia Cup  e a Indonésia Gothia Cup (quantos milhões não devem ter pago estes países aos suecos!).

A Gothia Cup  poderia sem favor ser apelidada de Campeonato do Mundo.

Estarão presentes todos os grandes actores do futebol: Patrocinadores como a Coca-Cola ou a Adidas e candidatos a patrocinadores; Olheiros dos maiores clubes como:  Real Madrid,  Barcelona, Juventus, Manchester United, SL Benfica ou AC Milan; empresários de jogadores, como Jorge Mendes; Treinadores: O homem da casa, o lendário Sven Goran Erickson que já venceu a Taça UEFA/LIGA EUROPA, precisamente ao serviço do IFK Gotemburgo e que orientou, com enorme sucesso, entre outros, o Benfica de Portugal, a Sampdória de Itália e a Seleção Inglesa, José Mourinho ou Pep Guardiola;

As maiores estações de televisão e rádio; jornais, revistas e plataformas on-line estarão em força.

Os jogos de abertura e as finais disputam-se no mítico Estádio Ulliv, casa do IFK Gotemburgo com capacidade para 43.000 espectadores, que já acolheu jogos tão importantes como finais dos Campeonatos do Mundo e da Europa e da Taça UEFA (actual Liga Europa).

Jogadores de renome mundial tais como:  Carlos Mozer (SL Benfica, Olympic Marselha, Seleção Brasileira); Xabi Alonso (Real Madrid CF,  FC Bayern de Munique, Seleção Espanhola); Ronaldinho Gaúcho (FC Barcelona, AC Milan, Seleção Brasileira), entre outros, foram descobertos na Gothia Cup .

Não é por caridade que a Escola Santomense de Futebol, recebe pela segunda vez, o convite para participar neste mega-evento.

Na Suécia é profundo o conhecimento do excelente trabalho desenvolvido por Gustave Clement e pelo seu staff bem como o enorme potencial e o futebol de alto nível, artístico e perfumado da equipa principal da escola que actua pelo Sporting de S. Tomé.

Os Suecos acreditam que a presença dos Santomenses será uma mais-valia e um trunfo que lhes proporcionará elevar ainda mais e projectar o nome da  Gothia Cup. A presença no torneio, trará, inevitavelmente, dividendos ao nível da promoção do nosso país, nomeadamente: Uma imagem de excelência que pode e deve ser aproveitada.

São Tomé e Príncipe deverá olhar para este assunto como um investimento seguro. Os Suecos acreditam em nós e convidam-nos uma segunda vez, apesar de termos falhado a primeira, eles conhecem o nosso valor e sabem  que representamos algo de muito importante e valioso para o seu projecto, por isso insistem.

Uma grande porta está aberta para STP entrar. Não comparecer será hipotecar uma boa parcela do nosso futuro.

Além das oportunidades no sector do turismo, existem possibilidades reais de vermos jogadores nossos a actuarem, futuramente, nos grandes palcos do futebol mundial porque estes  jovens têm uma qualidade muito acima da média.

A equação é clara: jogadores do mais alto gabarito  a jogarem na nossa seleção, logo, os olhares do mundo virados para STP.

Os cidadãos, a auto-estima, a economia,  o desporto e a imagem santomenses exigem o nosso apoio a esta causa.

Gil Vaz

 

 

Notícias relacionadas

  1. img
    RAMMAN Responder

    Que os nossos jogadores tenham sorte e demonstrem competências, para que no futuro possam ter sucessos no desporto ao nível internacional e vir um dia a apoiar a nossa selecção.

  2. img
    Preto Responder

    Sr. Gil Vaz, menos por favor! Todos sabemos que seria bom se STP participasse mas o sr. é um exagerado. Bastava um paragrafo neste artigo e não tanta “babozeira”. Eu também vejo futebol e digo-te já que o nosso não é nada extraordinario. Cuidado com o que anda a beber!

Deixe um comentario

*