Desporto

Federações querem pôr fim ao poder “vitalício” de João Costa Alegre no COSTP

Pela primeira vez nos últimos 20 anos, o cargo de Presidente do Comité Olímpico de São Tomé e Príncipe, vai ser disputado por duas candidaturas. Antes, só se verificava a candidatura única e sempre liderada por João Costa Alegre(na foto).

Desta vez a maioria das federações desportivas de São Tomé e Príncipe, decidiu avançar com uma candidatura independente para rivalizar-se com João Costa Alegre. Guilherme Neto, Presidente da Federação São-tomense de Basquetebol é o cabeça de lista. «Fui contactado pelas federações para avançar com esta candidatura, sobretudo para democratizar o Comité Olímpico e unir a família do desporto», declarou Guilherme Neto.

Acompanhado por um grupo de dirigentes desportivos são-tomenses, Guilherme Neto, depositou a candidatura na tarde de terça – feira na sede do comité olímpico são-tomense. Uma candidatura que encontrou dificuldades no momento da sua entrega no gabinete do COSTP. « Isso só demonstra o quão absurdo é alguém vir entregar uma candidatura, e o funcionário dizer que tem ordens para não receber a candidatura. Teve que haver intervenção de alguém para ele poder receber o documento. É por isso que existe a nossa candidatura, para democratizar o Comité Olímpico», desabafou Guilherme Neto. 

No dia anterior, segunda – feira, o Presidente Cessante do COSTP, João Costa Alegre, que procura prolongar o seu mandato para mais de 20 anos, disse a imprensa que já não havia hipóteses para a entrada de mais nenhuma candidatura. 

Os proponentes da primeira candidatura que pode trazer democracia para o COSTP, consideram que João Costa Alegre, quer manter o poder vitalício no COSTP, e para isso joga com os Estatutos que foram concebidos para assegurar tal objectivo.«Como é que alguém pode ser candidato sem ter conhecimento? Os Estatutos dizem que 20 dias antes da Assembleia Electiva os candidatos devem se manifestar. Agora quem teve conhecimento disto? Ninguém. 8 dias antes da realização das eleições é que se faz uma convocatória a anunciar que vai haver a Assembleia Electiva. É claro que os estatutos foram feitos para que houvesse uma continuidade do actual Presidente, para que não houvesse outras candidaturas», explicou Guilherme Neto. 

Uma história sigilosa de convocação da Assembleia Electiva do Comité Olímpico que se repete há 20 anos.

As Federações Desportivas insurgem-se contra outras alegadas anomalias. «Achamos que há necessidade de mudar as coisas. Por exemplo o presidente de qualquer federação se quiser fazer parte da estrutura do Comité Olímpico, não pode. Surgiram agora novas federações desportivas, que não podem ocupar o lugar da presidência do COSTP. Têm que aguardar pelo menos 4 anos para poderem candidatar à presidência do COSTP. Tudo isso é feito para manutenção do poder vitaliciamente», pontuou Guilherme Neto.

Esta sexta – feira será realizada a Assembleia Geral do Comité Olímpico são-tomense, pela primeira vez nos últimos 20 anos, com duas candidaturas concorrentes ao cargo de Presidente da Organização olímpica são-tomense.

No acto eleitoral, só os responsáveis das federações desportivas podem exercer direito de voto. O Téla Nón apurou que se a candidatura de Guilherme Neto prevalecer, terá o voto da maioria das federações desportivas do país, e desta forma o dia 16 de Dezembro poderá sentenciar o fim da omnipresença de João Costa Alegre no COSTP.

Abel Veiga

    17 comentários

17 comentários

  1. Blade

    14 de Dezembro de 2016 as 12:11

    Muito bem Guilherme…

    Abaixo o monopolio…Sao Tome e de todos nos…

    Ja comeu!!! deixa outro tambem comer um pouco…

    Bariga grande…

    • MIGBAI

      15 de Dezembro de 2016 as 12:57

      Minha gente vejam como é o nosso povo.
      Toda a gente a concordar com o “Blade”, quando este escreve “Ja comeu!!!! deixa outro também comer um pouco….”
      É assim a minha terra, todos devem comer, todos devem comer com a corrupção. Hoje comes tu, amanhã como eu!!
      Grande pais este.
      Pais de brincadeira é o que somos!
      ABAIXO os corruptos e os aprendizes a corruptos!

    • Visão

      15 de Dezembro de 2016 as 13:36

      Essa nossa mentalidade de já comeu deixa outro comer que fez stp deixar de ser stp para ser Dobai depois vai pedir para apertar cinto

  2. explicar sem complicar

    14 de Dezembro de 2016 as 15:14

    Querem maioria é querem tudo.
    Abaixo JOÃO CAVALO
    Abaixo ADI que está a destruir STP.
    Ladroes,bandidos.
    RA RÉ RI RÓ RUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA João cavalo.

  3. Força Guilherme

    14 de Dezembro de 2016 as 17:04

    Esse homem é igual à um ditador mesmo, no poder há 20 anos e não quer sair, no entanto, forja tudo para perpetuar no poder em detrimento de desenvolvimento do desporto em STP. Este homem não contribuiu nada para desenvolvimento de desporto no país. Por isso, saí. Está na hora….Força Guilherme. Pois tens espírito de líder, és comunicativo o que João Cavalo não tem. Ele é mau, muito falta de respeito, muito malcriado e rancoroso, portanto, não dá pra ser líder de Comité…Ele tem hábito de não deixar outras pessoas emitir opiniões e acha que sabe tudo e é mais inteligente que todos.

    Força Guilherme, és um comunicador e vais conseguir melhorar o nome do Comité Olímpico em STP que toda gente questiona a liderança de 20 anos do senhor ditador João Cavalo …!!!

    • realista

      15 de Dezembro de 2016 as 13:23

      O que vai acontecer no comité olímpico de stp é o que esta acontecendo no ADI
      Tira ditador mas que deixava o pais em movimento para colocar colocar o homem que fez presidente de comité olímpico de stp passar vergonha em roubar 80 euro da presidente de comité olímpico de Cabo Verde o João pode ser arrogante mas é mas fácil educar um homem arrogante que fazer um ladrão arrumado deixar de ser ladrão colocando ele onde tem coisas para roubar o João pode ser tudo que dizem mas ele que fez comité chegar onde esta e dói ver um rato a roer e destruir algo que levou 20 anos a construir.

  4. STPalerta

    14 de Dezembro de 2016 as 19:35

    Isso é que vai acontecer com Patrice quando os pensantes do ADI tirar o veu na cara.

  5. Vexado

    15 de Dezembro de 2016 as 1:12

    Coisa muitoeeee…dor de cotovelo. Se perder, o Sr. Joao costa alegre deve apresentar as licenciaturas dos desporto que alega possuir.
    Sem isso, não deve ser quadro do comitê olímpico. Vai regressar ao ensino.
    Costa alegre esta desorientado. Anda a bater certas portas para o acudir.

  6. Realista

    15 de Dezembro de 2016 as 12:04

    kkkkkk preferia senhor Antonio de Menezes para concorrer com senhor João em vez do Guilherme esse Guilherme não tem condições de fazer comité olímpico andar digo isso porque conheço o senhor Guilherme ele vai afundar comité em vez de dar continuidade ao trabalho do Sr. João Costa Alegre mas vejo que essa candidatura tem algo por de traz olho nas granas do comité olímpico e que nem sabem como essas granas chegam ao comité olímpico
    e também tem dedo politico e particular alguém que quer tirar o Sr. João costa alegre do comité olímpico o Guilherme Neto se ganhar vai encher a sua barriga afundar comité e depois vai sair ele não vai fazer nada ele já tem vicio currículo sujo perante comité internacional ele sabe do que se trata como que vão confiar nele depositando altos valores para comité de stp.
    Pergunta para ele o que ele fez a senhora presidente de Comité Olímpico de Cabo Verde ele vai explicar isso só já suja o comité olímpico de stp se ele for presidente

  7. pedro costa

    15 de Dezembro de 2016 as 15:34

    Porque é que as instituições nos nossos países não são democráticas. As pessoas perpetuam no poder longos e longos anos e não há rotatividade com eleições e eleições? Elas sabem que nestes cargos têm a possibilidade de “mamarem” tudo (as ofertas dos países amigos, as verbas das viagens, etc,etc.). Perder este tacho todo e tudo mais não é fácil.

  8. ponta bodon

    15 de Dezembro de 2016 as 17:57

    Pelo cenário qu sr desenha, o joso costa alegre tera que dizer adeus ao comitê olímpico. Mas o mais grave não e perder a presidência do comitê, mas sim quando chegar a hora dele ter que apresentar as contas. Ai e que a porca vai torcer o rabo. Duas das suas colaboradoras ja disseram que estão dispostas a contar tudo.

  9. 3 Macucu

    16 de Dezembro de 2016 as 7:55

    Mais meus senhores, queira-me disculpar, dimais é molestia ,como uma federaçao pode ter um prisidente quase toda vida, serà que nao existe pessoal copetente para subistituir esse Cavalo que pena o cavalo jà correu muito agora é a vez duma motorizada força

  10. Pedro Costa

    16 de Dezembro de 2016 as 10:45

    Sr. “Ponta Bodon”, neste país ninguém presta contas. Que contas vão apresentar? Há quem!? Este país é uma república das bananas; o primeiro ministro não apresenta contas e nem passa “cartão” a ninguém, não vejo ministros nenhum a se comprometerem com nada ou seja não apresentam um programa daquilo que pretendem fazer, etc, etc. Nestes país, desde 12 de Julho de 1975 que presumo, os responsáveis de cargos público, não apresentam contas. Uns 6 ou 7 anos depois daquela data a coisa ainda estava melhor. Os presidentes das federações ficam, ficam e ficam nos cargos até nunca mais; são como as pilhas Duracel, dura, dura, dura e não valem nada.
    É com base nestes cargos que vão subtraindo verbas e verbas. É com base nestes cargos que vão buscar mais bens e bens. Essas pessoas que ocupam estas funções, em saídas para o exterior tem havido sempre ofertas e ofertas para as instituições que elas encabeçam e muitas destas ofertas não são canalizadas para as referidas instituições ou para o uso da comunidade e passarão a ser os seus bens pessoais e assim vão fazendo as suas vidas.
    São todos assim

  11. Mamadou

    16 de Dezembro de 2016 as 21:39

    Que pouca vergonha!

    se persistirem em confundir um comité olimpico com a politica,
    é provavél que o CIO meta en causa a legitimidade du COMSTP.
    Ademais, não se esqueçam que o senhor Jõao COSTA ALEGRE é ainda
    membro da associação dos comités olimpicos africanos.
    Assim sendo, ele pode mesmo bloquiar iniciativas vindas de STP.

    Jõao COSTA ALEGRE é uma mais valia para o olimpismo santomense.
    Não é fazendo guerra que se avança.

    Acho que vocês devem ser realistas e colaborarem em vez de destruirem o que foi construido em 20 anos.
    Deixem o homem trabalhar. Acho que São Tomé precisa de muitos como o senhor Jõao COSTA ALEGRE.

    * José Maria Neves foi primeiro ministro de Cabo Verde de 2001 a 2016. Cabo Verde avançou.

    Sejamos solidarios.

  12. Pedro Costa

    17 de Dezembro de 2016 as 9:28

    Ninguém é insubstituível. Se alguém faz parte de qualquer associação internacional, outro que o substituir tem o direito de também fazer parte dela. Fazer parte é referente ao país e não é em relação a pessoa, penso eu.

  13. Mamadou

    17 de Dezembro de 2016 as 20:04

    Estou a vêr que o senhor Pedro Costa é leigo na matéria. O senhor acha mesmo que que São Tomé com federaçoes tão minusculas tem visibilidade ao nivel internacional sem o apoio de alguém que está no sistema?
    INOCECENTES. É evidente que ninguém é insubstituivel. Mas onde existe razão e maturidade deve haver um espirito colaborativo. Em vez de expulsarem, seria mais inteligente de usufruirem das experiencias adequeridas pelo senhor João Costa Alegre.
    COLABOREM-SE
    UNEM-SE
    Assim o vosso país só sairá a ganhar.

  14. Ponta a bodon

    21 de Dezembro de 2016 as 8:10

    Eu não entendo tanta inquietação das pessoas. As instituições desportivas internacionais têm regras. Elas não são iguais a nossa República onde fazemos o que queremos. É pena existir tanto iluminado a dar opiniões sobre uma matéria que não entendem.Nada mais depende de João Costa Alegre. Meus senhores está tudo entregue às outras instituições. Aguardam com paciência o desfecho. O comité olímpico não são partidos políticos em são Tomé. Aprendam a respeitar as leis. Elas foram feitas para serem cumpridas. João Costa Alegre não é Pachire. Ele navega bem nestas águas. Vocês pensam que ele está a agir sozinho. …enganam. Um país onde o Estado/governo não dá um tostão ao desporto devemos agir com prudência e deixar de caça ao homem. Que reine o bom senso e diálogo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo