Gripe aviária H5N1 pode afetar milhões na África Ocidental

PARCERIA – Téla Nón / Rádio ONU

Juan Lubroth. Foto: FAO.

A África Ocidental regista um surto do vírus da gripe aviária H5N1, segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura Alimentação, FAO.

O chefe dos Serviços de Saúde Animal da agência, Juan Lubroth, disse à Rádio ONU, de Roma, que a preocupação é com o potencial de contaminação em humanos e com dieta alimentar das populações da região africana.

Os países com casos notificados são Burquina Fasso, Níger, Gana e Cote d’Ivoire também conhecida como Costa do Marfim. A agência precisa de US$ 20 milhões para ações de prevenção e de resposta.

Na conversa com Eleutério Guevane, Lubroth aborda o potencial de resposta, os perigos reais na região e as consequências da doença para a área que foi a mais afetada pelo ébola.

Duração: 3’25”.

 

Notícias relacionadas

Deixe um comentario

*