Destaques

Cine Brasileirinho – Sala de Exposição

O Grilo Feliz e os Insetos Gigantes

Classificação Indicativa: Livre

É a nova aventura do personagem criado por Walbercy Ribas. Neste segundo trabalho, Walbercy divide a direção com seu filho Rafael Ribas e parte corajosamente para a computação gráfica, seguindo a tendência mundial da animação. Um filme contemporâneo, que aborda temas da atualidade, com uma linguagem que ensina enquanto diverte.

Neste filme, o talentoso Grilo segue criando suas músicas, para a alegria dos habitantes da floresta. Mas a descoberta de fósseis de insetos gigantes acaba envolvendo-o em uma aventura inesperada, que o obriga a encarar diversos obstáculos, entre eles um grupo de louva-a-deus perigosos, comandados pela vilã Trambika. A trama ganha contornos mais urbanos do que no filme O Grilo Feliz, lançado em 2001, com a participação de um divertido grupo de sapos rappers, formado por Netão, Sinistro e Caradura, que pretende gravar um CD e sair do sufoco da favela. Mas um dos momentos mais surpreendentes do filme é o surgimento da Pétala, uma grilinha cantora que vai encantar a todos e ganhar o coração do Grilo.

Outra novidade deste longa metragem é a utilização de músicas brasileiras conhecidas do público como “Festa” (sucesso na voz de Ivete Sangalo) e “Amor Maior” (uma das músicas mais conhecidas da banda Jota Quest), que no filme é interpretada por Grilo e conta com a colaboração de Pétala, ilustrando um dos momentos mais importantes da história. Por outro lado, os raps cantados pelos sapos, sob o comando do Netão, dão ao filme uma dinâmica jovem e atual.

A mistura da experiência de Walbercy e da qualidade gráfica de seu trabalho somada à visão de juventude e ao talento de Rafael, à produção-executiva de Juliana Ribas e ao belo trabalho de Ruriá Duprat na condução da trilha sonora fazem de O Grilo Feliz e os Insetos Gigantes um filme rico, que marca o cinema de animação no Brasil.

 

CINE BRASIL 2Cine Brasil – Auditório

Uma História de Amor e Fúria

Classificação Indicativa: 12 anos

Uma História de Amor e Fúria
Classificação Indicativa: 12 anos

“Uma História de Amor e Fúria” é um filme de animação que retrata o amor entre um herói imortal e Janaína, a mulher por quem é apaixonado há 600 anos. Como pano de fundo do romance, o longa de Luiz Bolognesi ressalta quatro fases da história do Brasil: a colonização, a escravidão, o Regime Militar e o futuro, em 2096, quando haverá guerra pela água. Destinado ao público jovem e adulto com traço e linguagem de HQ, o filme traz Selton Mello e Camila Pitanga dublando os protagonistas. O longa conta ainda com a participação de Rodrigo Santoro, na pele do chefe indígena e de um guerrilheiro.

Prêmios e Festivais

Athens Animation Festival (Grécia – 2014)
Menção Honrosa do Júri

Festival de Annecy (França – 2013)
Melhor Filme

23º Festival Internacional de Animação “Les Nuits Magiques” (França – 2013)
Melhor Filme

Festival ReAnimania (Armênia – 2013)
Menção Honrosa do Júri ao Filme

Latin Beat Film Festival (Tokyo – 2013)
Melhor Filme de Animação

Festival de Cinema Brasileiro (China – 2013)
Prêmio do Júri

Animation Film Festival (Holanda – 2013)

30º Festival Internacional (Miami – 2013)
Prêmio do Júri

Shangai International Film Festival (China – 2013)

21º Anima Mundi (São Paulo – 2013)

21º Anima Mundi (Rio de Janeiro – 2013)

36ª Mostra Internacional (São Paulo – 2012)

No Kaohsiung Film Festival (Taiwan – 2012)

Festival do Rio (Rio de Janeiro – 2012)

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo