Nigeriano ganha o Grande Prémio Anzisha 2015 para o empreendedorismo jovem africano

Empreendedor nigeriano em tecnologia de colocação de emprego ganha o Grande Prémio Anzisha 2015 para o empreendedorismo jovem africano
HONEYDEW, África do Sul, 18 de november 2015/ — O Prémio Anzisha tem o prazer de anunciar o vencedor deste ano do Grande Prémio de $25.000, na 5.ª edição do principal prémio para o empreendedorismo jovem em África. Chris Kwekowe, 22 anos, fundador do Slatecube que oferece uma plataforma de aprendizagem de competências relevantes para o emprego e serviços de colocações de emprego, impressionou os jurados. O Slatecube tem tido bastante sucesso até à data, com potencial de crescimento, e servirá como uma referência inspiradora para outros jovens interessados no empreendedorismo. A decisão não foi, todavia, fácil, atendendo ao lote talentoso de finalistas. O empreendedor na área da tecnologia financeira, Fabrice Alomo (22 anos, dos Camarões), recebeu a primeira Menção Honrosa ($15.000), e o empreendedor de moda, Mabel Suglo (22 anos, do Gana), recebeu a segunda Menção Honrosa ($12.500).
unnamed
Chris Kwekowe fundou o Slatecube para aumentar o acesso ao emprego dos jovens através da criação de uma plataforma em que podem construir competências relevantes para o emprego e ligá-las a oportunidades de estágios virtuais que lhes permitam aumentar a sua experiência. A sua visão para a empresa é vê-la crescer para vir a ser um fornecedor de grande escala de acesso ao mercado de emprego relevante, com capacidade crescente de abrir portas a quem procura emprego.

“Não pensava que poderia vencer o prémio quando a competição começou. Mas sinto-me confiante no que posso conseguir agora, atendendo ao capital e à formação que recebi com o Prémio Anzisha. Felicito todos os outros finalistas, pois penso que todos eram bastante interessantes e espero contratá-los, para nos apoiarmos uns aos outros para continuarmos a crescer,” afirma Chris.

A primeira Menção Honrosa foi para Fabrice Alomo, dos Camarões, fundador de My AConnect. A empresa pretende aumentar a facilidade com que as pessoas sem conta bancária nos Camarões realizam operações e têm acesso a serviços financeiros. A My AConnect disponibiliza AMoney, uma moeda eletrónica com que as pessoas sem conta bancária podem realizar compras em mais de 500 estabelecimentos, depositando dinheiro através de cartões de débito. A visão de Fabrice é aumentar o acesso a serviços financeiros por parte dos 17 milhões de pessoas sem conta bancária nos Camarões.

Uma segunda Menção Honrosa igualmente admirável foi para Mabel Suglo, do Gana, fundadora da Eco Shoes. Mabel oferece uma gama de sapatos e acessórios bastante elegantes, inspirados na temática africana, usando materiais reciclados. Os seus empregados são constituídos predominantemente por pessoas deficientes. Ela pretende aumentar a sua participação económica através de oportunidades de emprego. Mabel acredita que a deficiência não é uma incapacidade e emprega pessoas com diversas deficiências para criar produtos que vende em mercados grossistas e retalhistas.

O Prémio Anzisha para o Setor Agrícola foi atribuído a Chantal Butare, fundadora da Cooperativa Kinazi Dairy. A cooperativa de Chantal recolhe leite de mais de 3.000 famílias na sua comunidade e processa o leite para venda. Gera rendimento para estas famílias, assim como para dez recolhedores de leite que estão ao seu serviço. A ambição dela é conseguir obter capital suficiente para mecanizar o seu processo e aumentar a escala para criar rendimento a um número de famílias ainda maior na sua comunidade. Chantal é um exemplo brilhante dos modelos de juventude que o Prémio Anzisha pretende celebrar: jovens que estão a trabalhar com sucesso em setores que são considerados não tradicionais para a juventude, mas que possuem imenso potencial para catalisar o crescimento económico em África.

“Ao longo dos últimos cinco anos, vimos o Prémio Anzisha evoluir de um simples prémio de empreendedorismo social, para toda uma comunidade de jovens líderes inovadores de toda a África que têm acesso a um apoio amplo e oportunidades para estabelecer contactos,” diz Koffi Assouan, Gestor do Programa Youth Livelihoods (Modos de Vida para a Juventude) da Fundação MasterCard. “Continuo a ficar impressionado pelo calibre de empreendedores jovens que África tem para oferecer e dou-lhes os parabéns pela sua capacidade de nos inspirarem, a nós e ao resto do continente.”

Os Finalistas do Prémio Anzisha 2015 foram galardoados numa cerimónia prestigiada, exclusiva para convidados, que se realizou no dia 17 de novembro de 2015, nas instalações do Room Five, em Rivonia, Joanesburgo. O orador principal foi Alex Okosi, pioneiro da MTV Networks em África, um defensor acérrimo de uma verdadeira voz africana para a juventude.

O Prémio Anzisha é uma parceria entre a African Leadership Academy e a Fundação MasterCard. Os 12 finalistas do Anzisha Prize de 2015 foram selecionados a partir de um impressionante lote inicial de 494 jovens empreendedores, mais do que as 339 candidaturas de 2014. O Prémio Anzisha orgulha-se de ter atraído candidaturas de 33 países africanos, com finalistas do Zimbábue e da Etiópia identificados pela primeira vez este ano. Foram também recebidas candidaturas de uma diversidade de setores, sendo a agricultura que apresenta mais candidaturas. Agora no seu quinto ano, o Prémio Anzisha congratulou estes jovens extraordinários durante a Semana do Empreendedorismo Global juntando-se às festividades a nível mundial. Tendo recebido uma parcela de US$75.000, os Finalistas do Anzisha juntam-se a um leque em crescimento de 54 Membros com acesso a apoios permanentes para o crescimento das suas empresas e a expansão do respetivo impacto.

As candidaturas para o próximo ciclo do Prémio Anzisha abrirão no dia 15 de fevereiro de 2016. No entanto, as nomeações para empreendedores jovens promissores estão abertas todo o ano.

Distribuído pela APO (African Press Organization) em nome da African Leadership Academy (ALA).

Ver o conteúdo multimídia

Para mais informações sobre o Prémio Anzisha e para nomear um empreendedor, deverá visitar o site do Prémio Anzisha:

➢ Website: www.anzishaprize.org

➢ Facebook: www.facebook.com/anzishaprize

➢ Twitter: @anzishaprize

Contacto para a imprensa:

E-mail: prize@anzishaprize.org

NOTAS PARA EDITORES:

Sobre o Prémio Anzisha

O Prémio Anzisha é gerido pela African Leadership Academy em parceria com a Fundação MasterCard. Com o Prémio Anzisha, os organizadores pretendem catalisar a inovação e o empreendedorismo entre os jovens de todo o continente.

Sobre a African Leadership Academy

A African Leadership Academy (ALA) procura transformar África através do desenvolvimento de uma forte rede de líderes empreendedores que irão trabalhar em conjunto para conquistar um extraordinário impacto social. Anualmente, a ALA reúne os mais promissores jovens líderes de todas as 54 nações africanas para um programa pré-universitário na África do Sul, centrado em liderança, empreendedorismo e estudos africanos. A ALA continua a cultivar estes líderes durante a sua vida, na universidade e para além dela, ao fornecer formação contínua sobre liderança e empreendedorismo e colocá-los em contacto com importantes redes de pessoas e de capital, que podem dar origem a uma mudança em grande escala. Para obter mais informações, visite http://africanleadershipacademy.org.

Sobre a Fundação MasterCard

A Fundação MasterCard trabalha com organizações visionárias para disponibilizar um maior acesso à educação, formação de competências e serviços financeiros para pessoas que vivam em situação de pobreza, especialmente na África Subsaariana. Como uma das fundações independentes de maior dimensão, o seu trabalho orienta-se pela sua missão de fazer evoluir a aprendizagem e promover a inclusão financeira de modo a aliviar a pobreza. Sedeada em Toronto, Canadá, a sua independência foi estabelecida pela MasterCard aquando da criação da Fundação em 2006. Para mais informações, deverá visitar www.mastercardfdn.org ou seguir-nos em Twitter @MCFoundation.

FONTE
African Leadership Academy (ALA)

Conteúdo multimédia

 

Deixe um comentario

*