Entrevista: Onusida, países lusófonos e avanços no combate ao HIV 

O diretor executivo adjunto do Programa da ONU sobre o HIV/Sida, Onusida, aborda avanços, preocupações e desafios para combater o vírus nos países lusófonos.

Luiz Loures falava à Rádio ONU, de Berlim, uma das cidades que acolheu o lançamento de um novo relatório sobre a questão, nos preparativos do 1º de dezembro, Dia Mundial de Combate à Sida.

Como casos de e sucesso a lidar com a doença,  Loures aponta Brasil e Portugal como exemplos do que chamou de base forte para que haja otimismo na resposta à sida no bloco.

Angola e Moçambique são nações que merecem atenção, apesar dos progressos mundiais ilustrados no informe com o título “No progresso rápido para acelerar o fim da sida em 2030 – Foco na localização e na população“.

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane.

PARCERIA – Téla Nón / Rádio ONU

Notícias relacionadas

Deixe um comentario

*