COP21: Ban diz que transição para economia verde é “irreversível”

PARCERIA – Téla Nón / Rádio ONU

Secretário-geral da ONU afirmou que “a forma como todos fazem seus negócios hoje vai determinar se o mundo poderá realizar negócios no futuro”; ator Arnold Schwarzenegger disse que a comunidade internacional tem que pôr um fim a 7 milhões de mortes por poluição todos os anos.

 

Ban Ki-moon na Conferência do Clima, em Paris. Foto: COP21

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que “a forma como todos fazem seus negócios hoje vai determinar se o mundo poderá fazer negócios no futuro”.

A declaração foi feita, nesta terça-feira, durante reunião paralela à Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, COP21, com cerca de 400 empresários, em Paris.

Sinais

Ban disse que “no mundo, empresários e investidores estão aguardando um sólido acordo em Paris que envie os sinais corretos aos mercados”.

O chefe da ONU afirmou que “eles estão pedindo uma mensagem clara de que a transição para fontes de energia limpa e com baixa emissão é necessária, inevitável, irreversível e benéfica”.

Ele declarou que todas as partes das sociedades, como CEOs de companhias, as cidades e os cidadãos, devem fazer parte da solução.

Schwarzenegger

O ator e ex-governador da Califórnia, também está participando da COP21.

Schwarzenegger disse que “é importante que os governos cheguem a um acordo porque o mundo merece”. Além disso, ele afirmou que a comunidade internacional tem que pôr um fim a 7 milhões de mortes que acontecem todos os anos por causa da poluição.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que “a dinâmica coletiva entre o setor privado para a mudança climática está crescendo diariamente”.

 

Arnold Schwarzenegger em Paris. Foto: COP21

Leia Mais:

COP21: “oportunidade única” para definir destino da humanidade, diz Ban

Secretário-geral vê ambiente muito favorável para acordo sobre o clima

COP21: Divulgado rascunho de acordo histórico sobre o clima

 

Notícias relacionadas

Deixe um comentario

*