“Não se concebe desenvolvimento sustentável sem educação”

PARCERIA – Téla Nón / Rádio ONU

Declaração foi dada à Rádio ONU pelo ex-presidente de Portugal, Jorge Sampaio; para ele, plataforma é “instrumento de paz”; Sampaio participou de um evento na ONU sobre ensino superior em situações de emergência.

Jorge Sampaio. Foto: ONU/Rick Bajornas

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

“Não se concebe desenvolvimento sustentável sem educação”. A declaração foi dada à Rádio ONU nesta sexta-feira pelo ex-presidente de Portugal, Jorge Sampaio.

Ele participou de um evento na sede da organização, em Nova York,  sobre ensino superior em situações de emergência. Em 2013, Sampaio lançou a Plataforma Global para Estudantes Sírios e, na entrevista , ele falou sobre a iniciativa.

Recuperação de um País

“A educação é um elemento fundamental para a construção das sociedades e aquilo que pode ser a recuperação de um país. E a educação nas emergências, como é o caso da Síria, não tem, ou não tinha, a consagração que deveria ter. Portanto, começou-se como uma experiência piloto, nomeadamente no que diz respeito ao ensino superior. A experiência da plataforma foi trazer estudantes sírios para Portugal e mais oito ou nove países com bolsas de estudo.”

A iniciativa atualmente apoia 150 estudantes, 110 deles em Portugal, matriculados na graduação, mestrado ou doutorado. Para Jorge Sampaio, a educação é essencial para evitar conflitos.

Instrumento de Paz

“É um instrumento de paz, afinal. Porque nós não podemos ter paz sem ter comunidades que tenham cultura e educação e para isso é preciso ter escolas e universidades, politécnicos, etc, que dêem a preparação não apenas técnica, mas dos valores humanos fundamentais, da construção da paz, como se reconstroi uma democracia, etc. Portanto, essas iniciativas são cruciais como elementos que auxiliam um processo de paz, seja ele qual for.”

O ex-presidente portuguêm mencionou a Conferência Humanitária Mudial, em maio, em Istambul, na Turquia, e a cúpula sobre refugiados e migrantes na sede da ONU, em Nova York, em setembro.

Consagração

Sampaio defendeu que é “preciso haver um mecanismo capaz de dar uma resposta rápida às situações de emergência no que diz respeito ao ensino universitário”.

Para Sampaio, é preciso “consagrar a educação como um direito fundamental”.

Leia Mais:

Na ONU, Jorge Sampaio fala de apoio a universitários sírios

Quase 16 milhões de meninas nunca terão a chance de ir à escola

 

Notícias relacionadas

  1. img
    Descamisado Responder

    ADI – AUTORITARISMO, PRESIGUIÇÃO E PROMISCUIDADE
    O governo do ADI e o seu líder Patrice Emery Trovoada, estão completamente desnorteados. Não têm respostas concretas para os reais problemas da população e passam a vida toda desviando a atenção dos menos atentos.
    Patrice inaugurou vários chafarizes, mas nunca provou a água dos mesmos e grande parte dos referidos chafarizes já estão entregues à seca de gravana.
    O Director-geral da EMAE foi alertado pelos técnicos de que enquanto não se aumentar o caudal de água nos depósitos torna-se impossível o abastecimento de água em outras.
    Mário, com medo de perder o tacho, não teve coragem de alertar o seu ministro, Vila Nova, e o seu patrão Patrice, hoje a situação é dramática. Zonas que nunca tiveram problemas de água, vive hoje a luta renhida das populações à busca deste líquido precioso. No Riboque Capital, já falta água nas torneiras, dezenas de moradores têm que acordar as 05:00 horas da madrugada para irem a busca do precioso líquido para a vida humana.
    É este o Dubai Africano, prometido pelo Patrice Trovoada.
    A maioria absoluta está sempre a reclamar, que quer trabalhar.
    Mas quem está a impedir o ADI de trabalhar?
    Ninguém.
    Na Assembleia Nacional, a ditadura patricista já foi implementada, a anarquia é encarada e vivida com normalidade, enquanto isso o presidente da Assembleia faz de conta que sabe e transformou o parlamento santomense num ciclo de nozado, visto que o enterro das leis acontece em todas as sessões plenárias.
    O José Diego que teve a coragem de pedir ao seu homólogo do partido, o lambe botas e pré pago de nome Amado mais que não passa de Augério, para deixar a sua mulher em paz, faz da casa das leis o teatro do malandro Patrice Trovoada.
    Domingos Boa Morte, secretário-geral da Assembleia Nacional, entra em pânico sempre que o Messias liga ordenando a transferência de técnicos ou demissão de directores. Boa Morte confidenciou algures que está «farto», mas temos que «cumprir as ordens do chefe».
    Que vergonha!!
    A insistência defesa do ADI em relação a figura de Aurélio Silva, vulgo Kawuike, para o Conselho Superior de Imprensa, vem confirmar a ligação deste com o Messias e a actual maioria parlamentar. Afinal foi Patrice quem financiou todas as greves que o Sindicato dos Trabalhadores do Estado (STE) protagonizou nos últimos anos, na vigência de vários governos.
    Foram milhões e milhões de dobras que Kawike recebeu, na calada da noite, na residência da Dona Helena Trovoada no Campo de Milho. Perguntem ao Bala ou Alex, cambista assessor do Aurélio Silva no STE.
    Esperamos que, finalmente, os funcionários públicos convoquem um congresso extraordinário do STE para expulsar Kaiwke e encontrar uma liderança sindical mais digna e que defenda os verdadeiros interesses dos trabalhadores.
    Mas a «promoção» do Kaiwke é, igualmente, a recompensa pelo papel sujo que fez nas legislativas de 2014.
    Quem não se lembra dos tempos de antena da Frente Democrata Cristã, cujo protagonista foi Aurélio Silva?
    Messias pagou a FDC vinte mil dólares americanos para este trabalho sujo. Arlécio e José Luís nem viram a cor da massa. Kawike e Hamilton mamaram tudo, nos comes e bebes com catorzinhas.
    Divida tê ópé.
    Patrice…ô bô, ô ámi…
    Bô pô léguélá bô.
    Bô ná côncê fôlô antaó fá.
    N’gá môça bô
    Gorgulho dos raios!
    LISTA COMPLETA DOS NONÓ SÓ
    Depois de muitos dias de promessas, eis que vos apresento a lista completa dos homens nonó só da nossa praça.
    Aproveito para agradecer as várias mensagens que recebi das nossas catorzinhas e donas de casa pedindo a divulgação, para que os seus maridos mudem de comportamento e deixam de comer, beber e dormir roncando pior que cavalo.
    NONÓ SÓ é um nome que as mulheres santomenses atribuem aos homens que esqueceram com deficiência no momento do acto, preferem chorar e coçar do que viver e dar prazer.
    Esta lista é encabeçada pelos senhores Varela e Roberto Raposo, o secretário do grupo é o famoso deputado e motorista Bala, seguem-se Júlio Silva que como sabemos a idade não perdoa sendo assim prefere dormir e descansar, os vogais da lista são o kney Santos que uma das catorzinha me disse “ moçu ca lonca mó cabalu” e o cantador e cozinhador, hoje funcionário das finanças, Alex Dinho.
    A lista também é composta pelo general José Diogo e pelos jovens sorridentes da Europa, Nilton Medeiros e Jéronimo Moniz.
    Em breve a lista completa de coisa leve.
    A Origem Verdadeira do Patrice Trovoada e a sua Situação Ilícita nos Estados Unidos da América.
    As grandes figuras intelectuais do mundo já morreram, o Aristóteles já foi, Sócrates já era, Nelson Mandela esta outro mundo, Alda Espírito Santo já nos deixou e eu Manuel Godinho, não estou sentindo bem, mas enquanto estou vivo, informa-vos-ei, tudo sobre Patrice Trovoada.
    Caríssimo, todos de nós já tivemos e temos bons e maus momentos, a nossa vida é feita de vitorias e derrotas, das verdades e meia verdades, o que nós destrói mais, é a mentira, e o maior problema de Patrice Trovoada é as suas mentiras, e o mesmo, alimenta as suas mentira tudo os dias para o povo santomense.
    Todos de nós sabemos que, quem nos cria é que é a nossa mãe verdadeira, mesmo tendo a biológica. Porquê que Patrice Trovoada diz as pessoas que a dona Helena Trovoada é a sua mãe?
    Ora vejamos, vou nos contar todas as verdades! Algumas pessoas muito chegado a família Trovoada, dizem que a mãe verdadeira de Patrice Trovoada é Gabonesa. Eu Manuel Godinho, tive oportunidade de ler o livro do jornalista francês cujo o nome do actor é Pierre Pean,o nome do livro é “Affaires Africaines” o livro fala sobre o Presidente Ali Bongo, actual presidente de Gabão, e tem uma passagem que alega, que o nosso primeiro-ministro Patrice Trovoada, foi uma criança vinda de Biafra ( Nigéria ) nos anos sessenta por causa da guerra, e o Miguel é que adoptado o Patrice Trovoada.
    Ilustres, estou a narrar o que eu li no livro, e se tiverem duvidas, leiam o livro por favor. Realmente é curioso, o nome completo do pai adotivo de Patrice Trovoada é: Miguel Dos Anjos Cunha Lisboa Trovoada, não sei porquê, como é que Miguel tem um nome tão longo e PT tem nome tão curtinho!? E pior é que, não entra o apelido da dona Helena, ou dona Helena tem apelido Emery ? Jeronimo Moniz, Nilton Medeiros, Augerio Amado Vaz, vós que sois lambe-botas de Messias, explica-me.
    Leitores, em qualquer país democrático, a vida do primeiro-ministro ou políticos de renomes, não podem ficar nas escondidas, seja quem for, o povo tem que saber as suas origens, os seus hábitos e costumes, só assim é que nós podemos saber, como lidar com os mesmos.
    Patrice quer chupeta, Godinho não dá chupeta!
    É pra saber, pra deixar de meter !
    Amigos e inimigos, não estou a sentir-me bem, fiz uma longa viagem hoje, não alimentei-me bem, e tenho muitas dores da cabeça, e pior é que ando-me muito preocupado com a situação do meu país, porque Patrice Trovoada tem muitos problemas com a justiça internacional.
    Segundo as minhas informações do departamento de Estados Unidos da América, Patrice Trovoada montou empresas de fantasma “fachada” convencido que USA é um paraíso fiscal para branqueamento de dinheiro sujo. O fisco americano esta em cima do vosso Messias a vários anos. Se tiverem duvidas, podem consultar as informações no departamento de estado americano. Mas que raios, é com esse homem é que vamos ter Dubai africano? Só se for outra encarnação !
    Espaço é vosso, mas opinião é minha.
    BALANÇO 2015 DO PROJECTO DUBAI
    O projecto DUBAI tem sido implementado em São Tomé e Príncipe e a empresa EMAE é a prova viva dos desenvolvimentos implementado pelo miúdo que diz ser licenciado em economia e que é rei de andar com mulheres dos seus camaradas, cujo nome só não é Trovoada porque lembraram antes do Patrice.
    A situação económica do país é grave, a saúde não brilha como o sorriso de Patrice, e os jovens e jurista Pré-Pago defendem-no porque dependem das migalhas para a sobrevivência.
    O Augério Amado Vaz jurista banido do sistema judicial santomense por ser corrupto, não trabalha, passa a tarde toda no Avenida e a escrever teses de defesa de Patrice Trovoada, tudo a custa de alguns dólares que o miúdo Patrice lhe oferece.
    O Patrice Trovoada numa das conversas com os seus homólogos desabafou o seguinte:
    FUNDAÇÃO SOLIDARIEDADE MAMA TODO DINHEIRO DE TAIWAN E NÃO FAZ NADA QUE SE VEJA
    São Tomé e Príncipe tem muita história!
    Vocês sabiam por acaso que a Embaixada de Taiwan disponibiliza anualmente cerca de 80.000,00$ (oitenta mil dólares) à Fundação Solidariedade gerida por Dona Helena Trovoada, a famosa senhora que todos os fins-de-semana dorme em casa de curandeiros até de manhã?
    Podem dizer-me desde quando é que a última obra dessa Fundação foi feita?
    Tenho pena dos meus compatriotas. Ficam lá na grota só a contar com o arroz de 13 contos e banho nas campanhas.
    Se tiverem dúvidas vão perguntar ao Ministro da Educação Olinto Dáio e todos os demais Ministros da Educação que por la passaram se não é verdade, ou ainda, irem ver com os vossos próprios olhos no OGE, nas verbas designadas da ajuda anual de Taiwan ao Orçamento Geral do Estado.
    Coitados dos Estudantes em Cuba, Marrocos, Moçambique, Brasil etc…que comem pão que diabo amassou e os Ministros da Educação não podem tocar nesse dinheiro para ajuda-los porque é sagrado e deve ser entregue à Fundação Solidariedade.
    O que mais dói nisso tudo é que esse dinheiro é contabilizado no pacote total do OGE designado para o Ministério da Educação.
    Vários Ministros da Educação já tentaram a todo custo convencer os Taiwaneses para não contabilizarem esse valor no pacote do OGE da Educação, mas eles fazem ouvido de mercador dizendo que é única forma de justificar a saída do dinheiro.
    Coitados dos meus conterrâneos. ABRAM OS OLHOS minha gente!!!
    PRUCURÔ CONTRÔ.
    Dentro de dias vou desembarcar na grota. Se não me virem depois de falar publicamente na Praça da Independência, podem ir visitar-me numa das celas que acabaram de inaugurar na Cadeia Central.
    Mas não estou com medo porque assim que Patrice Trovoada inaugurar a Cadeia de Alta Segurança na Roça Amélia, ele vai ser o prisioneiro numero um.
    VOU FECHÁ-LO LÁ! EU VOS GARANTO!
    A seguir nomeio como Diretor Geral da Cadeia de Alta Segurança o Augerio Amado Vaz, como Capataz, o analfabeto e pau mandado, Yure Ramos Pereira e como financeiro, o Waldir Pires, para ver entre eles e o MESSIAS, qual deles é mais valente para enfrentar cobra preta de Sta. Catarina.
    Seis meses depois, mando os paus mandados Jeronimo Moniz e Nilton Medeiros ir lá colher imagens para vermos como estão.
    PRÉ-PAGOS DOS RAIOS!

Deixe um comentario

*