00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

Cplp pode ajudar Guiné-Bissau política e financeiramente, diz presidente

PARCERIA – Téla Nón / Rádio ONU

José Mario Vaz conversou com a Rádio ONU após sua intervenção na Assembleia Geral da ONU; o presidente guineesese citou parcerias com países lusófonos africanos, Brasil e Portugal.

Bandeira da Guiné-Bissau.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Para o presidente da Guiné-Bissau, José Mario Vaz, a Comunidade de Países de Língua Portuguesa, Cplp, pode ajudar os guineenses nos pontos de vista financeiro e político para resolver o impasse institucional.

Esta quinta-feira, os Estados membros do bloco tiveram um encontro às margem da 71ª Assembleia Geral da ONU em Nova Iorque.

“A Cplp pode intervir em duas direções. Do ponto de vista político, a Cplp pode ajudar na aproximação das partes, e já está a ser feito. E as pessoas que estão a fazer, os países que estão a fazer, as individualidades que estão a fazer, não estão a dar a cara neste momento, mas nós temos as informações que muitos estão a trabalhar nesse sentido, ajudar na aproximação das partes do ponto de vista político. Do ponto de vista financeiro, a Cplp é importante porque é o espaço onde nós podemos de fato trocar muitas informações.”

Brasil

O presidente guineense citou a importância da parceria com o Brasil.

“O Brasil é um país que detém uma tecnologia extremamente importante neste momento para os países menos avançados. Queremos resolver um grande problema que temos hoje na Guiné, que é dar de comer à nossa população. Não podemos ser governantes e ter realmente as pessoas com fome. Eu sei que o Brasil tem uma tecnologia apropriada para nos ajudar a desenvolver a nossa agricultura, nossa pecuária e quiçá também na transformação dos nossos produtos primários, começar a criar, portanto, valores, acrescentando valores à nossa matéria-prima.”

Angola

José Mario Vaz mencionou ainda a possível colaboração com outros países de língua portuguesa e disse que “mais do que nunca” Guiné-Bissau e Cabo Verde estão a trabalhar juntos.

“Temos uma parceria muito forte com Angola, devido realmente a essa situação difícil em que o país se encontra. Angola está disposta a retomar o diálogo, estamos trabalho no sentido a organizar a comissão mista entre os dois países para ver se retomamos rapidamente as relações que já existiam. Angola tem muitos interesses na Guiné-Bissau e nós estamos dispostos realmente a trabalhar com Angola.”

O presidente guineense afirmou que o país não está ainda a trabalhar com Moçambique, mas mencionou encontro com o presidente Filipe Jacinto Nyusi, tendo elogiado avanços na produção de arroz em Moçambique.

Acompanhe na Rádio ONU a cobertura da 71ª sessão da Assembleia Geral da ONU.

Leia e Ouça:

Discurso na Assembleia Geral: José Mário Vaz

Presidente de Portugal “feliz com sinais que chegam da Guiné-Bissau”

Chefe da ONU se reúne com líderes de Portugal e Guiné-Bissau

 

Notícias relacionadas

  1. img
    cozinheiro Responder

    Como esta noticia não tem o menor interesse, deixo aqui uma receita de caril de frango

    Ingredientes para 5 pessoas:
    1 frango grande cortado em pedaços
    400ml de leite de coco
    1 cebola picada
    2 dentes de alho picados
    1dl de natas
    3 colheres de sopa de óleo
    3 colheres de sopa de azeite
    1 chávena de chá de caldo de galinha
    Sal q.b.
    Malaguetas q.b.
    Caril em pó
    280g de arroz basmati

    Preparação:

    1. Num tacho largo, coloque o azeite e o óleo.
    Deixe aquecer e junte a cebola picada.
    Deixe refogar um pouco.
    Junte os alhos e deixe refogar tudo.

    2. Junte os pedaços de frango e duas colheres de sobremesa de caril.
    Tempere com sal e junte as malaguetas.
    Deixe fritar um pouco.

    3. Junte o caldo de galinha e deixe ferver mais 3 minutos.
    Junte mais 2 colheres de caril e o leite de coco.
    Mexa tudo, tape e deixe o frango cozer no leite durante 20 minutos.

    4. Numa panela com água a ferver temperada com sal leve o arroz a cozer.
    Junte umas gotas de limão para o arroz ficar branquinho.
    Deixe cozer durante 12 minutos.
    Depois de cozido, retire o arroz, passe por água e escorra-o.
    Depois de escorrido, coloque-o num prato e espalhe-o.

    5. Mexa o frango de vez em quando para não agarrar no fundo.
    Após os 20 minutos junte as natas.
    Mexa tudo e apague o lume.

    • img
      MIGBAI Responder

      Meu caro “Cozinheiro”.
      Eu adorei o seu sentido de humor.
      Adorei imenso a forma divertida como entrou com a sua excelente receita.
      Acredite amigo, que eu mesmo vou por a minha velha a descansar e pegarei na sua receita, e vou eu mesmo para a cozinha fazer o seu caril de frango.
      Mais uma vez adorei o seu sentido de humor e a utilidade da sua receita.
      Um grande abraço.

  2. img
    Sílvia Responder

    Ao cozinheiro: esta notícia tem sim bastante interesse! muito mais do que a sua receita!

Deixe um comentario

*