Guterres preocupado com aumento das tensões no Saara Ocidental

PARCERIA – Téla Nón / Rádio ONU

Secretário-geral da ONU pediu que as forças marroquinas e da Frente Polisário tomem as medidas necessárias para que a situação não piore; os dois lados estão muito próximos na região perto da fronteira entre o Marrocos e a Mauritânia.

 

Soldado da Minurso monitora o cessar-fogo na região do Saara Ocidental. Foto ONU/Martine Perret (arquivo)

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que está “profundamente preocupado” com o aumento das tensões na região ocidental do Saara, entre a faixa litorânea do Marrocos e a área de fronteira com a Mauritânia.

Em comunicado, Guterres pediu às forças marroquinas e da Frente Polisário que adotem as medidas necessárias para acalmar a situação.

Minurso

Segundo a mensagem divulgada pelo porta-voz, Stephane Dujarric, grupos armados do Marrocos e da Frente Polisário continuam muito próximos numa área chamada de zona-tampão entre os dois países.

O local é monitorado pelas forças da Missão da ONU no Saara Ocidental, Minurso.

Guterres disse ainda que o tráfego comercial na região não deve ser interrompido e nenhuma ação deve ser adotada pelas duas partes nesse sentido.

Diálogo

O chefe da ONU apelou aos dois lados que retirem suas forças armadas da zona-tampão o mais rápido possível e que criem um ambiente que possa levar à retomada do diálogo.

O Saara Ocidental é uma região que inclui Marrocos, Mauritânia e Argélia. A administração colonial feita pela Espanha terminou em 1976. Um pouco mais tarde, começaram as lutas entre o Marrocos e a Frente Polisário, que busca a autonomia da área.

Os dois lados firmaram um cessar-fogo em setembro de 1991 e as forças da Minurso foram enviadas para monitorar o processo.

Leia Mais:

ONU expressa condolências sobre morte do líder da Frente Polisário

 

Notícias relacionadas

Deixe um comentario

*