União das Mutualidades em STP para assinatura de protocolo de cooperação

A União das Mutualidades Portuguesas (UMP) deslocar-se-á, de 28 de Maio a 4 de Junho, a São Tomé e Príncipe, numa visita que tem em agendamento diversas reuniões com ministérios são-tomenses, assim como a assinatura de um protocolo de cooperação com o Ministério do Emprego e dos Assuntos Sociais, que terá lugar no dia 2 de junho.
Com esta visita e com a assinatura deste protocolo, o presidente do Conselho de Administração da UMP, Luís Alberto Silva, viaja a São Tomé focado na criação de uma parceria forte e efetiva com o Governo são-tomense. Estão previstas, entre outras, audiências com Patrice Emery Trovoada, Primeiro-Ministro, assim como com Afonso da Graça Varela da Silva, Ministro da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares, com Teodorico de Campos, Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural ou com Ilza Amado Vaz, responsável pelo Ministério da Justiça, Administração Interna e Direitos Humanos.
Nas audiências em que marcará presença, Luís Alberto Silva focará em questão tão amplas como a Segurança Social, Saúde, Família ou Educação, temáticas pelas quais o Movimento Mutualista se debruça e que a UMP pretende contribuir para a alavancagem em São Tomé e Príncipe.
“Esta viagem institucional a São Tomé e Príncipe representa um passo de gigante no projeto de internacionalização do Movimento Mutualista Português. Vamos a São Tomé estabelecer parcerias de cooperação, convictos que o nosso conhecimento, disponibilidade e experiência mutualistas serão um fator determinante na procura de respostas aos problemas que São Tomé e Príncipe regista no âmbito da saúde, proteção social e bem-estar. Somos uma instituição de referência no Setor Social e Solidário português e vamos trazer esse conhecimento para São Tomé”, referiu Luís Alberto Silva.
Após uma primeira visita institucional a São Tomé, que decorreu de 6 a 9 de Dezembro de 2016, este regresso ao arquipélago representa mais um passo no projeto de internacionalização da UMP. Este projeto de internacionalização, orientado para os países da CPLP, pretende definir estratégias conjuntas de cooperação entre os vários países-membros da comunidade, com o objetivo de tornar o Movimento Mutualista reconhecido como solução comum na proteção social e saúde.
Luís Alberto Silva aproveitará a ocasião para pessoalmente endereçar convite aos membros do governo são-tomense, com especial destaque para Patrice Trovoada, com vista à participação no XII Congresso Nacional do Mutualismo e no Dia Nacional do Mutualismo, que decorrerá na Alfândega do Porto, a 7 e 8 de Julho. De referir também que o Primeiro-Ministro de São Tomé será condecorado, nesse mesmo evento, com o Prémio Mutualismo e Solidariedade Internacional.
Sobre a União das Mutualidades Portuguesas:
A União das Mutualidades Portuguesas (UMP), constituída em 1984, é uma associação mutualista de grau superior, que representa o movimento mutualista português, que concede benefícios a mais de 2,5 milhões de pessoas. A UMP congrega as associações mutualistas nacionais, com o objetivo de as promover e representar junto das entidades públicas, privadas e sociais, definindo as orientações estratégicas e as linhas gerais de direção do Movimento Mutualista, no âmbito das suas finalidades estatutárias, como também, se assume como parceira no Pacto de Cooperação para a Solidariedade Social, participando em representações nacionais e internacionais.

Deixe um comentario

*