Jovens dominam uso da internet

 PARCERIA  Téla Nón / Rádio ONU 

Segundo União Internacional das Telecomunicações, 830 milhões de jovens estão online, representando 80% da população jovem de 104 países; novo relatório da agência da ONU mostra que assinaturas de banda larga móvel devem chegar a 4,3 bilhões.

Foto: UIT/A.Mhadhbi

Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque.

Novos dados divulgados pela União Internacional das Telecomunicações, UIT, mostram que 830 milhões de jovens estão online, representando 80% da população jovem de 104 países.

relatório anual da agência da ONU também mostra um aumento significativo no acesso à banda larga, com a China liderando o caminho.

Jovens

Segundo o documento, os jovens de 15 a 24 anos estão na dianteira do uso da internet.

Nos chamados Países Menos Avançados, até 35% das pessoas usando a rede estão nesta faixa etária, em comparação a 13% nos países desenvolvidos e 23% globalmente.

Apenas na China e na Índia, até 320 milhões de jovens usam a internet.

Banda larga móvel

A edição 2017 do relatório da UIT revela que assinaturas de banda larga móvel cresceram mais de 20% anualmente nos últimos cinco anos e devem chegar a 4,3 bilhões até o fim de 2017.

Entre 2012 e este ano, os Países Menos Avançados tiveram o maior crescimento de assinaturas de banda larga móvel. Apesar disso, o índice nessas nações ainda é o menor do mundo, com 23%.

Já o número de assinaturas de banda larga fixa aumentou 9% ao ano nos últimos cinco anos, com 330 milhões de novas assinaturas.

Segundo o relatório da UIT, a banda larga móvel é mais acessível que a fixa na maioria dos países em desenvolvimento. Os preços da banda larga móvel, como percentual do rendimento nacional bruto per capita, caíram pela metade entre 2013 e 2016.

Gênero

Embora a lacuna de gênero no uso da internet tenha se estreitado na maioria das regiões desde 2013, a proporção de homens usando a rede permanece um pouco maior do que a de mulheres em dois terços dos países do mundo.

De acordo com o relatório, em 2017, 50,9% dos homens têm acesso à internet em comparação a 44,9% das mulheres. Nas Américas, o número de mulheres usando a rede é maior que o de homens.

Desenvolvimento Sustentável

As receitas globais de telecomunicações caíram 4% de US$ 2 trilhões em 2014 para US$ 1,9 trilhões em 2015. Os países em desenvolvimento, onde moram 83% da população global, geram 39% das receitas mundiais do setor.

Segundo a agência da ONU, o relatório demonstra que as tecnologias de comunicação e informação, TCIs, continuam tendo um papel cada vez mais essencial no alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs.

Em outubro, será realizada em Buenos Aires, na Argentina, a Conferência Mundial de Desenvolvimento de Telecomunicações, com o tema “TCIs para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”.

Notícias Relacionadas:

Relatório destaca papel essencial de tecnologia para sucesso dos ODSs

ONU quer que inteligência artificial combata desafios da humanidade

Setor digital mudou padrão de investimento global 

 

Notícias relacionadas

Deixe um comentario

*