Diversos

Atenção – Embaixada de Portugal alerta sobre processo de pedido de vistos

A Embaixada de Portugal em S. Tomé informa que os pedidos de visto para estudo devem ser entregues pessoalmente pelos requerentes na Secção Consular da Embaixada de Portugal até a data limite de 20 de Setembro para o ensino secundário e 30 de Outubro para o ensino superior.

Leia na íntegra o Anúncio da Embaixada de Portugal em STP – Embaixada Portugal – vistos estudo

    24 comentários

24 comentários

  1. Me Pombo

    23 de Agosto de 2013 as 13:54

    Bombokilabwa. Tantos requesitos para um pais que todos estao a se retirar, e aonde o propio primeiro-ministro aconselha os seus cidadaos a se imigrarem?.Autentica comedia Humana.

    • Pléto Lúlúlú

      23 de Agosto de 2013 as 17:17

      Sr.Me Pombo ….. nos outros Países não há ‘requesitos’ …. é tudo à balda, nem precisam de vistos, é só entrar e estudar. E se calhar nem pagam propinas.

      • observador

        25 de Agosto de 2013 as 19:25

        Pois! Fazes ideia de quantos portugueses trabalhao em sao tome? Axas que o governo portugues e parvo? A paridade com euro e so para acegurar que a remeca de dinjeiro enviado pelos emigrantes e desfalque que os nossos ministros e compania tenja algum valor em portugal.portugal nao tem nada de bom .actualmente portugal nao passa de um chulo.

        • ferpenapandopo

          26 de Agosto de 2013 as 0:17

          Tanta ignorância e maldade que há nessa cabeça…

        • Prêto e Racista

          27 de Agosto de 2013 as 19:02

          Sr. observador …… Vou-lhe tentar ‘explicar’ o significado da palavra Chulo:— próprio da ralé…aquele que vive à custa de mulher que se prostitui, etc,etc. Como vê essa palavra não se pode aplicar a Países mas sim a Pessoas. Mas aqui vão umas ‘dicas’ para ajudar:— O OGE de S. Tomé é de cerca de 150 milhões de US Dólares, dos quais 90%, provêm de ‘dadores ou doadores’ externos, entre os quais estão:–Portugal, Angola, Taiwan, Banco Mundial, Banco Africano de Desenvolvimento, União Europeia. Além da ajuda para o OGE, e muitas outras ajudas, Portugal tem um acordo no domínio da saúde que prevê a vinda anual de até 200 doentes Santomenses , para tratamento nos Hospitais Públicos e no IPO, dos quais S. Tomé não PAGA NADA. Todos os anos vêm mais de 500 doentes. Acresce ainda a ida regular, de Equipas Médicas de Cardilogia, Oftalmologia e outras Especialidades, mais uma vez sem CUSTOS para S. Tomé. Durante mais de 25 anos, esteve baseado no Aeroporto de S. Tomé, um Aviocar da F.A.P. com a sua tripulação e um Médico, para evacuação de doentes do Príncipe para S. Tome e se necessário, para Portugal, também sem custos para o País. Conforme o Jornal Ekonómico noticiou, em 2005 houve o 2º perdão de dívida de S. Tomé por parte de Portugal. Por agora fico por aqui. Se tiver dúvidas e se não acreditar no que aqui está escrito, pergunte às Autoridades do seu País ou peça ao Jornalista Sr. Abel Veiga, do Téla Non, que confirme. Não há em S. Tomé Portugueses a trabalhar para o Estado Santomense. Trabalham por conta própria, isto é, são Empresários, ou trabalham par outra Empresas. Como pagam Impostos, contribuem à sua maneira para criar riqueza em S. Tomé. Por acaso em Portugal, há milhares de Santomenss a trabalhar, como Funcionérios Públicos, Médicos, Professores, Enfermeiros, Auxiliares Administrativos, etc,etc. São muito bem vindos e aceites e estão na sua maioria bem integrados, na sociedade Portuguesa, sofrendo do mesmo modo com a crise que afecta o País. Criam riqueza e enviam algumas das sua economias para S. Tomé, o que também é bom para as economias dos dois Países. Como vê, os Países não são chulos … espero que que com estas ‘dicas’ fique esclarecido assim como muitos dos que aqui comentam, sem saber do que estão a falar ou a criticar e insultar.

    • ferpenapandopo

      23 de Agosto de 2013 as 18:20

      Pois mas esse pais “Portugal” é que sustenta a paridade da dobra em relação ao euro ,com custos enormes para Portugal,comédia é isto mas triste.

  2. Lëde di alami sa ua

    23 de Agosto de 2013 as 17:39

    Aquilo tb esta pior que STP……

    • Prêto e Racista

      23 de Agosto de 2013 as 21:44

      É verdade sr. Lede …. Aquilo (suponho que se está a referir a Portugal), está mesmo muito pior que STP. Mas ainda assim é dos poucos Países que ajudam S. Tomé. Isto é sinal de que S. Tomé está mesmo muito bem. Tão bem que um País ‘irmão’ ofereceu 28 burros a S. Tomé. Porque será ???

      • luisó

        28 de Agosto de 2013 as 21:08

        Imagina se fosse o governo Português a oferecer 28 burros a STP?
        O que diriam sobre Portugal?

  3. ze miranda

    24 de Agosto de 2013 as 9:37

    Meu caro preto racista, se não fôr portugal quem mais poderia ou teria o dever de nos apoir em quer que seja, foram o nosso colonizadores, nos explorarão durante anos o que esperam, que fossem os franceses,os ingleses a nos ajudar?

    • ferpenapandopo

      24 de Agosto de 2013 as 10:34

      Cuidado com essa de “colonizadores” “exploradores” do Povo,você tem a memoria curta ou não sabe nada de historia,as ilhas de S.Tomé e Principe sempre foram portuguesas,desde a descoberta,Portugal
      como é um pais muito rico,ofereceu-nos esses territorios,e nós somos mal agradecidos…

    • Stwart Afonso

      25 de Agosto de 2013 as 3:54

      Os verdadeiros exploradores são os derigentes que tomaram o pais em 12 de Julho de 1975. Os do MLSTP. Esses sim é que devem fazer algo para o STP. Destruiram o Pais e hoje so sabem estar com mão a pedir. Pedem tanto que agora nos tragam burros. Mas para o povo temos os burros para eles são todas as roças, as empresas, os seus filhos estão todos na Europa.
      Portugal faz o que pode, pois depois de 12 de Julho de 1975 os do MLSTP so souberam tirar proveitos e ficarem ricos.

  4. luisó

    24 de Agosto de 2013 as 19:50

    Chama-se a isto ” ser pobre e mal agradecido”…

  5. ...

    25 de Agosto de 2013 as 6:01

    Okldjm

  6. loqueto iambongo

    25 de Agosto de 2013 as 11:04

    Nada de conversas racistas, meus camaradas!
    Portugal que eu saiba é um País que nos tem sempre presente. Ajuda-nos …mesmo com as dificuldades que eles apresentam nesta altura.É o país no estrangeiro que nos une de todos os modos. não sejamos mal agradecidos. Essa de pretos e brancos já não está na moda.
    Sejamos humanos, sem diferenciação.
    Menos ignorância, se faz favor!

  7. Barão de Água Izé

    25 de Agosto de 2013 as 19:49

    Infelizmente ainda há quem seja racista em STP. Brancos, Pretos, Branquelas, Negros, Blancúu? O que interessa são as ações e pensamentos que cada um faz ou tem e não a côr da pele. Não ao racismo. Portugal tem sido um País amigo e é pena que esteja preso por preconceitos neocoloniais, pois devia ser mais assertivo na colaboração com os nossos Governos.

  8. JOAO ALMEIDA

    26 de Agosto de 2013 as 7:45

    Realmente se nos pensarmos q so os brancos é q sao racistas, tamos enganados. Porem acho q essa conversa de racismo nem deveria vir a baile. Uma coisa é certa. Ha brancos muito boas pessoas e ha negros muito maus. Tenho grandes amigos brancos como tenho negros q nao posso ver a frente. Portanto meus amigos todas as instituiçoes tenhem regras. Republica das bananas é infelizmente sao tomé onde cada um faz aquilo q quero e apetece. Deveriamos aprender é com portugal.
    Ha pessoas q aparecem nesta janela com o poder de interpretaçao quase nulo q so fazem comenterios absurdos e insultuosos mas q o TELA NON valida. Gostaria é de saber q criterio é q o TELA NON tem como base na sua sensura.
    Um bem haja

  9. Paracetamol 500mg

    26 de Agosto de 2013 as 9:10

    Parece que em STP há muitos Portugueses de origem e os portugueses COCO. Alguns bem identificados na nossa praça.
    Embora os requisitos solicitados são de todos legítimos, não entendo como que um cidadão estrangeiro, neste caso santomense, que nunca tenha entrado no território Português possa solicitar um Registo Criminal. Basta o Registo Criminal das Autoridades locai. Isto é custo desnecessário para o requerente.
    Certidão de Nascimento não é necessário, porque no preenchimento do requerimento, o interessado ira preencher todos os campos necessários fornecendo os dados. Cabe a embaixada os certificar junto das Autoridades Competentes.(Preguiça dos funcionários da embaixada).
    Deve-se pedir intervenção do M. Negócios Estrangeiros para controlar os pedidos dos dados das autoridades estrangeiras.

    Portugal não ajuda, estabelece cooperações que muitas das vezes são prejudiciais a stp. Só querem vantagens e nada mais.

  10. luisó

    26 de Agosto de 2013 as 14:28

    Minha gente:
    1- Portugal é um País de regras e faz parte da UE o que trás ainda mais regras especialmente as da imigração fora da UE e que se não cumprir paga multas europeias;
    2- o problema é que nós não estamos habituados a regras e quando lá chegamos dizemos KÉKUÁ, pois aquilo lá na Europa é um mundo diferente, é um outro mundo;
    3- dizer que aquilo está em crise é bem verdade mas digo-te meu irmão prefiro essa crise elevada a 1000 % do que a crise e a vida em STP;
    4- vais ao hospital e só sais de lá tratado e quase de borla; tem transportes públicos quase 24 horas; tem energia sempre; água na torneira que se bebe e boa; tem boas estradas; se estás mal vais ao sitio certo e dão-te comida; vês mercedes-benz, BMW, por todo o lado, os restaurantes continuam cheio; esta crise dura há 3 anos.
    Agora fala-me da crise e da vida em STP que dura há 38 anos…
    Vê se enxergas e fala mal do que está mal.

  11. Estanislau Afonso

    27 de Agosto de 2013 as 6:47

    A medida da Embaixada de Portugal em S.Tomé e Príncipe é uma aberração. Os alunos que matricularam nas universidades privadas têm possibilidades de entrada até o mês de Março. Há cursos de pós graduação que começa no mês de Março. Será que os diplomatas portugueses desconhecem da realidade portuguesa.

  12. tonga

    29 de Agosto de 2013 as 23:27

    meu deus tanta ignorância VIVA PORTUGAL pais do meu coração

  13. helga martinho

    15 de Setembro de 2013 as 11:23

    nunca vi tanta ignorância e tanta falta de respeito por Portugal,srº observador você é um burro um mal agradecido, você esquece-se da historia do seu pais, são tome foi descoberto por navegadores ao serviço da coroa portuguesa, foi colonizado por nos seu burro se não fossemos nos vocês nem pais tinha pois este era desabitado na altura da descoberta, povoamos-lo, desenvolvemo-lo, há 30 antes antes da independencia vocês tinham tudo seu burro todas as roças tinham escola hospital e casa digninas hoje vocês tem um pais que mais parece uma favela brasileira onde se vive sem condições mínimas de higiene de segurança vivem em autenticas lixeiras entre porcos e cabras o vosso governo deixo-os ao deus dará entregues a si próprios, entrego-vos terras que vocês nem cultivam pq vocês homens de são tome são uns chulos que vivem encostados as mulheres carregadas de filhos que andam km para lavar roupa e loiça que se embrenham nas matas a +procura de banana fruta pão e outros alimentos para matar a fome ou para vender enquanto vocês homens encostam os tomates nos barracos a encher os cornos com vinho de palma e depois ainda vao para casa dar porrada na mulher e nos inocentes de tenra idade esta é a realidade do seu pais, e quanto aos trabalhadores portugueses estes estão no seu pais a dar postos de trabalho aos que querem trabalhar, que na sua maioria nada sabem fazer, alem de roubar material aos patrões para vender esta sim é a realidade do seu pais seu asno

    • ferpenapandopo

      19 de Setembro de 2013 as 21:46

      Parabéns,nunca vi um comentário mais realista,sobre a situação em S.Tomé.

  14. Verdade xverdade

    16 de Setembro de 2013 as 19:29

    para mim esta pagina deveria acabar , acho que ela foi criada para ter criticas construtivas mais aqui não se vê nada de bom só se ofendem, Portugal descobriu S.Tomé fez bem e nós que nascemos nessa terra, temos que ama-la e fazer coisa melhor ….. cada vez que vou para s.tomé fico triste .. esta cada vez pior, para min ela poderia virar mais uma vez colonia em vez de um país seria melhor….

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo