Economia

Federação dos pequenos agricultores, saúda acções do executivo para ressuscitar o sector agrícola

O Presidecacaoiro-com-cacau-maduro.jpgnte da Federação dos pequenos agricultores de São Tomé e Príncipe, anunciou um conjunto de medidas adoptadas pelo governo, com destaque para a subvenção dos preços dos insumos agrícolas, como sendo sinais de que desta vez a aposta no desenvolvimento da agricultura é real. Segundo Teodorico Campos, a par da campanha de promoção da cultura do cacau, lançada pelo executivo e acarinhada pelos agricultores, registam-se também outras acções e medidas que estão a incentivar os homens da terra a arregaçarem as mangas para o trabalho.

A federação dos agricultores de São Tomé e Príncipe, acredita que após vários anos de quase abandono, a agricultura volta a ser prioridade na acção governativa. Teodorico Campos, na qualidade de Presidente da organização dos agricultores são-tomenses, apresentou vários exemplos. O preço do sulfato de cobre, matéria prima fundamental para garantir a produção do cacau no arquipélago, conheceu importante baixa graças as medidas de subvenção do governo. O preço do insumo que evita a destruição das capsulas do cacau pelo mildio, baixou de 60 mil dobras o quilo para 30 mil dobras.

Nos últimos anos São Tomé e Príncipe perdeu muitas toneladas de cacau, devido a falta do sulfato de cobre no mercado nacional, ou então por causa do alto preço de venda, insuportável para a maioria dos agricultores. Outro elemento destruidor da cultura do cacau é o rato. Ele perfura as capsulas e suga toda goma do interior. Os agricultores são obrigados a utilizar produtos químicos para aniquilar os ratos e outros roedores. Cada quilo de raticida era vendido a 100 mil dobras o quilo, a subvenção do executivo fez o preço baixar em 50%. « O cal foi subvencionado para 7 mil dobras o quilo. Portanto isso já encoraja o agricultor», desabafou Teodorico campos.

Prevenção da crise alimentar faz o governo de Rafael Branco a concentrar as suas atenções na extensa terra fértil do arquipélago, a fim de promover o aumento da produção tanto alimentar como para exportação.

Abel Veiga

Recentemente

Topo