Economia

Sonangol pretende construir na roça Ponta Figo um reservatório para stocagem e comercialização de combustíveis para navios

O projeporto.jpgcto avaliado em cerca de 30 milhões de dólares foi apresentado na última semana. A delegação da petrolífera angolana em São Tomé, escolheu a roça Ponta Figo no norte da ilha de São Tomé, para construir o reservatório com capacidade de stocar mais de 1 centena de tonelada de combustíveis fuel diesel para abastecer os navios de pesca, petroleiros e mercantis, que circulam na zona da África Central. Segundo o estudo de viabilidade económica, o negócio poderá ser rentável, tendo em conta o enorme fluxo de embarcações que saem do extremo sul de África carregadas de matérias-primas em direcção a Europa, assim como navios que saem da Europa rumo aos países da África Central e do Sul. A posição estratégica de São Tomé e Príncipe, que dista poucos milhas dos principais portos da sub-região é uma grande vantagem. Mas até a implementação do projecto ainda há muito trabalho pela frente. Falta a execução do estudo de impacto ambiental, a negociação do terreno uma vez que para a construção do reservatório, muitas famílias da roça Ponta Figo terão que ser realojadas. A sonangol de São Tomé, prometeu muito trabalho nos próximos 7 meses, com vista a materialização do projecto.

OBS; O local escolhido pela Sonangol para construir o seu Bunker, chama-se Ponta Figo e não Roça Ponta Figo. É uma zona da cidade de Neves no norte de São Tomé mesmo a beira mar, e que tem como vizinhança um centro de ensino básico e outros centros sociais.  

Recentemente

Topo