Maior grupo Francês de comércio de Café vai investir na reabilitação da produção de café em São Tomé

cf.jpgOs hectares de terra da antiga roça Monte Café, abandonados por causa da má gestão dos últimos 35 anos, esta na mira da intervenção do maior grupo francês de comércio do Café, designado Malongo.  Notícia divulgada pelo jornal económico francês l´Expansion dá conta que o director geral da empresa Malongo, assinou acordo de parceria e desenvolvimento no dia 11 de Março último com o Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Xavier Mendes. Segundo o acordo de parceria a empresa Malongo vai investir na reabilitação da cultura com o objectivo de produzir 300 toneladas anuais de café arábico. A valorização do património histórico da roça Monte Café, considerado como singular no mundo, é outro grande objectivo do projecto.

Ao contrário do que aconteceu na era colonial, e também depois da independência nacional em que a chamada Terra Monte Café foi explorada por mão-de-obra barata, e sob gestão de uma administração central, o grupo francês, vai promover união dos actuais pequenos produtores de café em associações nas diversas comunidades agrícolas que compõem a chamada Terra Monte Café. Tais associações criarão uma cooperativa que assumirá a responsabilidade de comercializar e exportar o café.

É uma estrutura semelhante ao que acontece com a produção do cacau biológico, também sustentada por uma empresa francesa. Segundo o artigo do jornal l´Expansion o grupo privado francês, vai formar os pequenos produtores em agronomia e gestão. Ao mesmo tempo serão construídas infra-estruturas para tratamento do café nas respectivas comunidades.

Desenvolvimento de culturas alimentares, faz parte do projecto que pretende garantir a segurança alimentar no seio das comunidades que compõem a terra Monte Café. Segundo o jornal l´Expansion, o grupo francês vai desenvolver programas agro-turísticos para aumentar o rendimento dos agricultores.

Investimento francês aumenta em São Tomé e Príncipe e nos sectores com grande impacto na melhoria das condições de vida das populações. Para além do projecto do cacau biológico que está a provocar importante melhoria das condições de vida de cerca de 10 mil famílias de agricultores, o projecto de produção, conservação e transformação de café vai elevar o rendimento de milhares de pessoas que vivem nas montanhas das terras de Monte Café. Empresas ou individualidades francesas participam também no projecto estratégico de produção de óleo alimentar na Ribeira Peixe.

O início previsto para dentro de 1 ano das obras de construção do porto de Águas Profundas em Fernão Dias, constituíra o maior investimento francês em São Tomé e Príncipe avaliado em 500 milhões de dólares. Será também o maior investimento de sempre feito nas ilhas verdes.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Nikilay Monteiro Responder

    Nikilay Monteiro
    Formado em gestão da industria petrolifera.

    Para um país como Sao Tomé isso é como se fosse uma gota de água no oceano.Sao Tome pode fazer mto mais no sector de agricultura tendo em conta q a sua economia é baseada nesse ultimo.É um arquipelago com enormes potencialidades em diversos sectores tais
    como:pesca,agricultura, turismo etc.O que falta no seio dos Santomenses é a Uniao,mudança de mentalidade.Toma como exemplo Cabo Verde,um país q nao tem nada ,mas nao podemos comparar o ritmo de crescimento desses dois arquipelagos.veja só no sector energetico isso é inadmissivel, um pais com grandes rios de nao se instalar uma central hidro-electrica.Entrem em cooperaçoes com mais paises,invistam com logica e transparencia as ajudas q sao dadas.Isso nao pode estar a continuar assim,antes melhor, nao mandessem os portugueses irem-se embora.

    • img
      Xnove Responder

      Oh Nikilay, pelo contrario, preferem ter cooperaçoes com paises tipo angola onde tem corrupçao que até o cego ve e, ja assim podem aprender mais uns truques de como transfeir alguns milhoes $ para paraisos fiscais…publiquem

      • img
        Maria Responder

        O tempo sera sem duvida o melhor Juiz!!!
        Quer com isso dizer que so os Angolanos e que sao Corruptos e que transferem os tais milhoes para paraisos fiscais?!!!!!

  2. img
    mariana salvaterra Responder

    concordo com n.monteiro os nossos irmaos de cabo verde estam avancar Portugal “disse” eles estam quase do nosso nivel!…parabéns!..A nacao africana precisa duma inversao de valores para por cobro a corrucpao,ou pelo menos por em cheque,pois as companhias tem uma politica de subornos e sigilo que elas pagam debaixo da mesa para vender os seus produtos no terceiro mundo ou conseguir qualquer acesso ao mineral isso tem sido uma epedemia!..nestes tres pilares assenta uma sociedade civilizada!.. poder legislativo independente poder judicial independente imprensa livre e uma sociedade letrada e forte.Nao precisamos de “homem forte” mas sim “nacao let. e forte” enquanto o homem forte perdurar com ele a lei do “medo” e o do silencio vai continua e maquinária da corrucpao também,cá fora nós cacarejamos na internet lá dentro calados!..cá o filho do presidente forte da Guiné Equatorial compra 40 fatos como louco num só dia e uma adolescente angolana gasta 100.000 euros duma só botique e os jornais comentam como é possível se a popolacao vive com menos 1 dolares por dia !…enfim.

  3. img
    mariana salvaterra Responder

    queridos compatriotas desta terra amada já agora vos pesso este grande favor através do téla nón,que eu queria imenso entrar em contacto com a minha colega do liceu EDITE CRAVID E GRANDE AMIGA OBRIGADO já nao a vejo a 30 anos.

  4. img
    Helmer Neves Responder

    Pois é…..eu não acredito que não hajam pessoas em STP com capacidade de, por eles só ou por uma parceria mesmo local, consigam dar passos importantes como esse. Eu tenho muito que aprender ainda, mas, minha gente, em vez de vocês construirem mais uma casa pra vivencha, conversa com amigo e invista na agricultura, tanta terra boa para se cultivar, têm que se entidades estrangeiras e investir no país e a levar toda a riqueza pra terra deles.
    Bom, no entanto, antes isso que nada.
    Gostei dos comentários….infelizmente é só quando estamos distantes que damos conta de quanto STP é subaproveitado!

  5. img
    Eduardo da Costa Carvalho Responder

    é importante criar empresas rentáveis criar riquezas dar empregos fomentar comércio e combater a pobresa independentemente ser ou não nacional.

  6. img
    JOQUIANIA RODRIGUES Responder

    GOSTEI DA NOTICIA,QUERO OFERECER UMA FAZENDA DE CAFEICULTURA BEM PROXIMO A SÂO
    TOME PARA ELES.E OLHA QUE ELA É FANTASTICA,

Deixe um comentario

*