Barco de fibra melhora actividade da pesca artesanal e contribui para a protecção do ambiente

Barcos de pesca construídos a base de fibra sintética, estão a substituir as tradicionais canoas de madeira nas comunidades piscatórias. A criatividade de alguns pescadores, está na base da alteração do meio de captura do pescado. Sem qualquer apoio técnico ou financeiro internacional ou do governo, começaram a construir pequenos botes de fibra sintética. As grandes árvores normalmente abatidas para construção das canoas de madeira, começam descansar para o bem do ambiente.

A introdução há alguns anos atrás de pequenos barcos de pesca ofertados pelo Japão a base de fibras, despertou alguns pescadores para a necessidade de construir barcos de fibra. A experiência começa a ser bem sucedida.

Cada barco de fibra custa cerca de 3 mil e 500 euros. É muito dinheiro para as comunidades piscatórias, normalmente pobres, mas as vantagens são enormes. «É um bote que dá bom resultado, porque tem boa capacidade de carga e é veloz. A canoa de madeira pode rasgar enquanto o barco de fibra tem mais garantia», defendeu um dos pescadores da Praia Gamboa.

Os barcos de fibra construídos de forma artesanal chegam a medir 8 metros de comprimento. Outra grande vantagem tem a ver com o impacto ambiental. Tradicionalmente os pescadores são-tomenses utilizam canoas de madeira. Árvores de grande porte como Ocá são abatidas com frequência para construção das canoas. «Fazendo balanço de que há pouca madeira na floresta, decidimos apostar no fabrico de barcos de fibras», precisou o pescador de Praia Gamboa.

Os barcos de fibra, oferecem segurança e velocidade a pesca artesanal.

Abel Veiga

  1. img
    RS Responder

    Muitos parabéns a quem teve a iniciativa de produzir estas embarcações, que além de ser mais seguras ajudam a preservação da maravilhosa floresta Santomense.

  2. img
    Pedro Responder

    Isso só demonstra que somos muito criativos. São Tomé e Príncipe no seu melhor.
    Fuiiiii

    • img
      RS Responder

      Pelo que sei na origem disto está um projecto de cooperação do Japão. É um pouco forçado falar em criatividade, pode-se sim falar em aproveitar as coisas boas que outros levaram para STP.

  3. img
    cesario verde segundo Responder

    é bom ver iniciativas dessas que culminam em beneficio societal, pois, os pobres sao mais criativos do que propriamente quem os dirige, que de iniciativa e beneficios derivados, deixam muito a desejar

  4. img
    Chico Responder

    Pois é de louvar esta iniciativa e,é disto que se precisa no pais e nao um bando de urubus à busca frenética pelo cargo politico de forma a delapidar oq ja é precario…publiquem

  5. img
    Filho de Deus Responder

    AQUI EU FALO EM DOBRAS COISA DO MEU PAÍS 85.750.000,00 É MUITO DINHEIRO PARA OS POBRES PESCADORES QUE DÃO A SUA VIA NUMA LUTA INCASAVEL POR NÓS MESMO ASSIM, QUEM LHES AJUDAM PARA CONSEGUIR UM BARCO DESTE????????
    MAS MESMO ASSIM ELES LUTAM POR DUAS CAUSAS NOBRE.
    A LUTA PELA SOBREVIÊNCIA E A PROTECÇÃO DA NATUREzA UMA VEZ QUE AS FAMOSAS ÓCAS, AMOREIRAS, NÃO VÃO SENTIR O RASGAR DOS ENXÓS E MANCHADINHOS ( CLICÊNGUÊ )

    • img
      NELSON Responder

      mais um k inoa a lidade sao tomense,caro conteranio, como ve por valor da construçao o proprietario destas embarcaçao sao os deputados e empresarios de sao tome que escravisao pescadores para uzaren os barcos durante a faina e com os peixes que pescao pagen o mesmo (barco) POR Um VALOR INFLACIONADO como sempre o preto a esplorar preto(TIPICO DE SAO TOME)fui.

  6. img
    Bili Uê Responder

    Espera-se realmente que esses projetos e iniciativas privadas possam sempre trazer ganhos à toda a população, pois até onde sei a maior e a melhor parte do nosso pescado é consumido pelos nos mercados Europeus.
    Espero que os nossos pescadores possam multiplicar ganhos na produtividade e na atividade piscatória, trazendo mais peixe e de forma segura para todos os santomenses.
    Saudações.

  7. img
    charlles ceita Responder

    la isso e muito bom para nos,,,

  8. img
    RITA Responder

    `E DE LOUVAR INICIATIVAS COMO ESSAS . LAMENTAVELMENTE NAO ENTENDO COMO `E QUE O GOVERNO NAO FOI CAPAZ DE INTRODUZIR PROJECTOS COMO ESSES PARTINDO DO PRINCIPIO QUE TEMOS COOPERACAO A NIVEL DE PESCA COM O JAPAO E PAIZES EUROPEUS E A ACTIVIDADE PESQUEIRA `E FUNDAMENTAL NO ABASTECEMENTO DO PEIXE AO MERCADO NACIONAL. DESCULPE , ESQUECIA-ME QUE OS QUE ESTAO A DIRIGIR O PAIS SO ESTAO LA PARA TRATAREM DE ASSUNTOS PESSOAIS , NAO DO PAIS OU SEJA DOS SANTOMENSES.O PAIS GANHARIA COM ISSO SE O GOVERNO SENTISSE A CORAGEM DE APOIAR ESSA INICIATIVA; MAIS EMPREGO , MAIS SEGURANCA PARA OS PESCADORES , MAIS PESCADO , MENOS ARVORES A SEREM ABATIDAS , ENFIM ,TODOS GANHARIAM …

  9. img
    Rui Bolonha Responder

    São Tomé e Príncipe deve uma vida melhor, respeito e consideração pelo homem do mar, a todos os filhos que perderam os seus pais, a todas as mulheres perderam os seus maridos e as famílias, lamentavelmente ainda acontece o desaparecimento sem quaisquer esclarecimentos. De acordo com as legislação (leis) internacional de segurança e condições de embarcação da marinha mercante, IMO – Organização Internacional Marítima em que STP faz parte desde ano de 1990 e MARPOL – Convenção Internacional para a Prevenção da poluição por Navios, o incumprimento com coisa do mar os dirigentes de STP estão a cometer crime grave pondo em causa a vida do homem no mar. Uma vez, houve uma Ministra protagonizou um projecto de pescadores (marinheiros), os formados recebiam apenas lições de motor no fim do curso oferecia uma mala de ferramentas, – isto é o conceito do saber do mar? É o mesmo dar uma lição de motor de carro e dar a carta de condução. Estamos a receber oferta (como sempre) de pequenas embarcações de fibra vidro é sempre bem-vindo, mas devesse pensar seriamente na manutenção dos barcos e da pessoa que vai utilizar, na linguagem do mar costuma dizer que seguro morreu de velho, mesmo assim Titanic foi a fundo, quanto mais não saber nada?
    OFICIAL DA MARINHA MERCANTE
    RUI Bolonha

  10. img
    jose ovidio da c barroso Responder

    bem, companheiros gostaria de ter mais informações sobre as embarcações de fibra, ver um modelo completo por dentro e fora o calado da embarcação, e a fabrica que construiu, quanto quilo a embarcação de fibra ela suporta, qual o motor de poupa que vcs usam ou é motor de centro.
    Sou presidente de uma associação de pescadores em Tutóia/Ma, gostaria ter mais informações obrigado

  11. img
    jose ovidio da c barroso Responder

    bem, companheiros gostaria de ter mais informações sobre as embarcações de fibra, ver um modelo completo por dentro e fora o calado da embarcação, e a fabrica que construiu, quanto quilo a embarcação de fibra ela suporta, qual o motor de poupa que vcs usam ou é motor de centro.
    Sou presidente de uma associação de pescadores em Tutóia/Ma, gostaria ter mais informações obrigado.
    Qual é o custo de um e para fazer em quantidade, para fazer 50 (cinqüenta) barcos de fibra com a metragemde 8 mteros.
    Mande o osamento para este e-mail, aguardo noticias.

Deixe um comentario

*