Economia

Associação dos Economistas levanta polémica em torno do dossier petróleo

Numa conferência de imprensa, a Associação dos Economistas, manifestou-se incrédula com o facto do novo governo estar alegadamente a desperdiçar a oportunidade de negociar 30 mil barris de petróleo cedidos pela Nigéria.

Teotónio Torres, Presidente da Assembleia da Associação dos Economistas, considerou de inadmissível o facto de o governo desperdiçar a oportunidade aberta há vários anos de negociar 30 mil barris de petróleo por dia, que a Nigéria cede ao país. «30 mil barris por dia é um dinheiro fabuloso. Quase 1 bilião. Onde é que está esse dinheiro? Quem é que o tem?Nós deixamos perder esse dinheiro? Porquê? E o povo não sabe porquê? É extraordinário», declarou Teotónio Torres.

O Governo através do Ministro Secretário Afonso Varela, desmente as declarações da Associação dos Economistas. «Queria começar por dizer a Associação dos Economistas São-tomenses que isto que está a dizer não corresponde a verdade. Houve um contrato em 2009, há um contrato que está em curso para 2010 e que expira em 31 de Dezembro. Não houve suspensão do processo, e muito menos a afirmação, segundo a qual, com o novo governo se teria deixado perder essa oportunidade. Não é verdade. Queria assegurar a todos os são-tomenses de boa fé que o novo governo que pretende garantir a comercialização desses 30 mil barris de petróleo já formulou um novo pedido para o próximo ano. Esses contratos são anuais e é preciso que se faça esse expediente», explicou o Ministro Secretário do Governo.

Afonso Varela, que por sinal foi um dos quadros são-tomenses que participou na negociação com a Nigéria para a abertura desta oportunidade de negócio, acrescentou que «À São Tomé e Príncipe é dada a possibilidade de comercializar 30 mil barris de petróleo. Os nigerianos dão essa possibilidade de comercialização a quem eles bem entenderam. E deram a São Tomé e Príncipe essa possibilidade. Com essa possibilidade dada, São Tomé e Príncipe deveria poder com os seus próprios meios comprar esse petróleo leva-lo ao mercado vender e conseguir o lucro. Ora São Tomé e Príncipe não tem competência para ir ao mercado internacional vender o petróleo, São Tomé e Príncipe não tem dinheiro para comprar os 30 mil barris de petróleo/dia, e não tem recursos para fazer uma operação desta», pontuou.

Por causa de todas essas limitações, o país perde boa parte do dinheiro do negócio. «São Tomé e Príncipe recebe um pequeno valor, que começou a ser de 13 cêntimos do dólar por cada barril vendido, passou para 15 cêntimos e neste momento conseguiu-se que esse valor fosse aumentado para 30 cêntimos por barril», sublinhou.

Por isso o Ministro Secretário do Governo, diz que os economistas «cometem um erro crasso. Mesmo se os 30 mil barris fossem são-tomenses, não se pode pegar nos 30 mil barris e multiplicar pelo preço do mercado. Porque aquele que tirou o petróleo gastou dinheiro para tirar, portanto o seu lucro não seria de 80 dólares por barril, porque ele teve custos», frisou.

Conhecedor do dossier, Afonso Varela, deu mais detalhes sobre a modalidade do negócio que vem sendo realizado há cerca de 6 anos. «Os 30 mil barris são levantados de 3 em 3 meses. A agência com a qual temos acordo para fazer isto, é a empresa nigeriana Overt. Ela tem que ser suficientemente capaz para fazer o levantamento desses barris. Desde que o actual governo tomou posse, eles fizeram apenas um levantamento e foi pago», precisou.

Afonso Varela, mostrou outros aspectos do negócio. «Em 4 carregamentos por ano, cada carregamento renderiam a São Tomé e Príncipe, 250 a 280 mil dólares que são utilizados para financiar a bolsa dos estudantes», concluiu.

    16 comentários

16 comentários

  1. Osama bin Laden

    8 de Novembro de 2010 as 10:24

    Se o dinheiro que financia a bolsa de estudo é do nosso petróleo então porquê só filhos dos donos do país tem acesso a essa bolsa, explica-nos por favor..
    Em Lisboa há muitos jovens de STP a estudar sem qualquer apoio do estado e outros que andam nas discotecas, mesmo assim beneficiam de tal bolsa, só por serem filhos dos donos desse país. Ainda por cima fazem questão de gabarem-se.

    • xnove

      8 de Novembro de 2010 as 12:51

      É engraçado que o estudante bolseiro filho de pobre sempre tem problema financeiro, mas o governo afirma que tem dinheiro do venda do petroleo.Estou a espera da bomba relogio explodir.Julgammento na praça publica ja.

  2. Rafael Preto

    8 de Novembro de 2010 as 10:56

    Se tivessem falado com a sonangol funcionava melhor e com mais margem de lucro.Mesmo com os nigérianos pelas minhas contas STP devia estar a ganhar no trading cerca de 4 dólares com a venda por barril. Alguem foi esperto.Conheço alguém que apresentou uma melhor proposta ao país.

    • Tomé Nado

      8 de Novembro de 2010 as 21:35

      Este país esta cheio de bincalhões. E o pior é que a nossa comunicação social (e uma parte dos nossos jornalistas) perderam toda a iniciativa dando cobertura todos os dias a piores coisas de STP. Só assim se explica tambem que STP seja o pais de maior risco de investimento que uma Guiné Bissau devastada pelo cartel da droga e matanças de altos dirigentes politicos. E bom que se avance na investigação até ao fim de muitos dossiers tais como os barris de petroleo, a ENCO, STP trading, Fundo de Taiwan, Doca, Barco Principe, etc,etc. Espero mais uma vez que esse governo não ponha na prateleira a sua bandeira da campanha que foi a luta contra a corrupção. Os meus parabéns ao sr Teotoneo Torres pelo sua agressividade em defender o petroleo de STP. Mas o que parece não estar correcto é que esse sr. utiliza a associação de economistas para fazer esse tipo de denuncias. Seria melhor que esse sr e todos aqueles que o rodeia transformassem essa associacção num partido politico ou numa outra qualquer. O país não anda é tambem por causa dessas promiscuidades alimentadas por gentes, algumas delas sem escrupulos e alimentadas por uma comunicação social sem rumo. Queremos justica mas com seriedade e nao jogadas

  3. Armindo Fonseca Dos Santos

    8 de Novembro de 2010 as 11:15

    Concordo contigo, se o dinheiro do petróleo é para pagar bolsa de estudo,porquê que só os filhos dos papazinhos é que recebem? Será que os outros também não são santomenses?Neste governo terá que acabar com esta discriminação.

    • xnove

      8 de Novembro de 2010 as 12:44

      Claro que nao, os outros são filhos terceirizados ou dos nigerianos, julgamento na praça publica ja.

  4. Carlos Ceita

    8 de Novembro de 2010 as 13:58

    Meus amigos estará o país entregue a bicharada? Será por esta e por outras que os cofres estão sempre vazios? Como é que doutores economista juristas advogados homens altamente qualificados não conseguem dignificar este país?
    São filhos deste país nasceram lá conhecem as nossas dificuldades? Então porque dificultam tanto a vida dos saotomenses?
    Será necessário recorremos a um metalurgico para por país a avançar?
    O Dr Teotonio prestou mais um serviço ao país. Sinceramente gostaria outras figuram históricas outras vozes levantasse contra a corrupção reinante no país. Onde está a procuradoria da republica.
    Pelas contas que fiz com o preço do petróleo a 30 euros barriz a preço de 30 euros o país teria anualmente qualquer coisa como 300 Milhões de Euros. Mesmo que pagássemos algumas despesas na ordem de 100 milhões de euros o país teria 200 milhões a sua disposição.
    Ora se o nosso orçamento que é financiado em cerca de 80 milhoes de euros da ajuda externa não teríamos necessidade de recorrer a empréstimos.
    Uma vez mais tem razão Dr Teotonio é um dinheiro fabuloso e só por ma fé se pode desperdiçar uma excelente oportunidade para sairmos da penúria em que nos encontramos.
    Quanto ao ministro “desaparecido” que até prova em contrario é inocente e por este facto seria precipitado todo o juízo que possamos fazer. Mas no seu lugar como é normal em qualquer democracia eu próprio colocaria o lugar a disposição ou me demitiria até o cabal esclarecimento da situação.

  5. Madalena

    8 de Novembro de 2010 as 16:59

    STP, ja está a vender petroleo?
    Desde Quando??
    É pá!!
    Então quer dizer que somos país exportador de petroleo?
    nós somos igualmente país poluidor?
    As emissões de co2, ja estão contabilizados.
    O dinheiro não entra, como assim?
    ADI tem que explicar ao povo.
    SE não for como governo , explica como consultor.
    Ue Kendaji.
    Oprimido, sempre fechado.

  6. Madalena

    8 de Novembro de 2010 as 17:04

    Se as coisas continuarem assim
    qualquer dia, o Juiz vai julgar o réu(ele mesmo o juiz), advogado do réu é mesmo o Juiz.

    Na mesma audiencia ao juiz faz o mesmo papel. teoricamente impossivel, mas….
    muitas conexões e redes neste país, mas o país não avança.
    Bolo bolo.

  7. Taliban

    9 de Novembro de 2010 as 3:00

    Kota Teotoneo Torres e’ um revolucionario fodido tb! Kota ta bom assim!

    Varela ta mal. Varela não sabe que a gordura traz varias doenças: entre elas, a tensão alta, e outros problemas de coração, circulacao, etc? Não faz ginastica, o gajo? Varela cara de porco gordão.

    “Teotónio Torres, Presidente da Assembleia da Associação dos Economistas, considerou de inadmissível o facto de o governo desperdiçar a oportunidade aberta há vários anos de negociar 30 mil barris de petróleo por dia, que a Nigéria cede ao país. «30 mil barris por dia é um dinheiro fabuloso. Quase 1 bilião. Onde é que está esse dinheiro? Quem é que o tem?Nós deixamos perder esse dinheiro? Porquê? E o povo não sabe porquê? É extraordinário», declarou Teotónio Torres.”

    Os coruptos de STP ficam todos gordos a custa do sacrificio do povo. Os corruptos comem todo o dinheiro do povo, Santomenses, todos, so falam e criticam como idiotas, e o povo fica a olhar como ovelhas de parvos. Ninguem actua!
    Fogo! Fogo! Fogo!

    “xnove diz:
    8 de Novembro de 2010 às 12:38
    Eu quero julgamento na praça pública já, se até os europeus e franceses fazem confusão e revolta, nao entendo pq os santomenses ficam quietinhos em cima do c*** só na reclamação, bando de medrosos, ou têm medo de levar um chumbo quente da policia nacional, pq esta esta mais treinada para guerra do que proteger a população.Fuiii.”

  8. Madalena

    9 de Novembro de 2010 as 11:18

    Esta familia Torres não tem papa na lingua, não é gago. Sabiam que o irmão é quie emprestou o fato que o Pinto tomou posse em 1975. Ter fato nesta altura significava gente de algum poderio(Intelectual e financeiro).
    O homem morreu mal, sem apoio do estado, por isso tudo que fizerem em prol da nação, Deus abençoa.

  9. Abel Vila Nova

    9 de Novembro de 2010 as 11:35

    Ao tomar contacto com esta informação, em primeiro lugar, gostaria de solicitar o esclarecimento sobre a situação.
    1- Trata-se de 30 000 barris por dia e o governo Santomense receberia 30 centimos de dolares por cada barril?
    2- Fazem 4 carregamentos por ano, o que quer dizer 2 700 000 barris trimestralmente.

    Si este for o caso, desta forma são
    900.000 bar/mês x 0,30 = 270 000 USD/mês
    Trimestralmente seriam USD 810.000
    Anualmente USD 3.240.000
    Ao que me parece, não é o que vem explicito na informação dada pelo Sr. Ministro, passo a citar “Em 4 carregamentos por ano, cada carregamento renderiam a São Tomé e Príncipe, 250 a 280 mil dólares”.
    Há alguma coisa pouco clara, neste aspecto.

    • Polvo Paul

      9 de Novembro de 2010 as 12:18

      Bem visto, esses senhores da nossa terra deixa muito a desejar. Agora já entendo de onde vem o dinheiro para compra de tanta viatura de luxo, casa de luxo e mulheres de luxo.
      Sim senhor, por favor, Deus não dorme, dá providência de tudo isso!!!!

  10. Helves Santola

    9 de Novembro de 2010 as 15:06

    Meus senhores, vamos nos unir, eu acredito que todos os sectores da nação devem estar directa/intiderctamente interligados. Vejamos, a associação dos economistas teria se reunido com o governo para esclarecer esta situação antes de colocar a boca no trombone?? Vamos dialogar meus senhores, sem diálogo, népia!!!!

    Fica evidente que alguém está a mentir! Quem será???? Este tipo de polémica, em relação a um assunto tão delicado e furcral só serve para criar o que menos precisamos neste país: INSTABILIDADE!!
    Tomem consciência………por favor!

  11. Helves Santola

    9 de Novembro de 2010 as 15:11

    Pois é, em relação às bolsas de estudo que é um dos destinos desse dinheiro (único sabemos que ñ é, heheheh), esses recursos são assim tão irregulares como o pagamento das bolsas?? Antes das bolsas caírem, filho do povinho tem que passar fome, possas……

    O mais chato é que a gente coloca essas questões aqui e ninguém fala nada…..senhor Abel Veiga, vocês podem tirar daqui muitos assuntos para notícias, não fiquem só a espera dos passos do governo e companhia para divulgarem, corram atrás das informações que vocês sabem que o povo precisa….haja liberdade de imprensa neste país…..!

  12. Sr.blága

    9 de Novembro de 2010 as 17:03

    SÓ A GATUNOS NA GESTÃO.

    DEMOROU BUÉ.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo