BAD disponibiliza 7,5 milhões de dólares a favor de São Tomé e Príncipe

O Banco Africano de Desenvolvimento decidiu desbloquear 7,5 milhões de dólares para financiar projectos que garantam a segurança alimentar e para o reforço das capacidades da administração pública. O pacote financeiro começa a ser utilizado ainda este ano.

O Financiamento do Banco Africano de Desenvolvimento avaliado em 7,5 milhões de dólares tem dois grupos alvos. 2,5 Milhões de dólares vão reforçar as capacidades dos sectores da administração pública, nomeadamente a Saúde onde será actualizada a carta sanitária e outros diplomas.

Outros 5 milhões serão aplicados até 2011, em projectos de desenvolvimento do sector agrícola e das pescas para garantir a segurança alimentar. Caroline Segurado, representante do BAD no atelier organizado pelo governo e o Banco Africano de Desenvolvimento para apresentação do programa de financiamento, disse que com esse montante será aberto mais um programa de segurança alimentar no país.

O projecto estratégico de financiamento no valor de 7,5 milhões de dólares tem meta em 2011. No entanto o Governo e o Banco Mundial já estão a preparar um novo programa de financiamento de 5 anos. Começa em 2012 termina em 2016.

Abel Veiga

  1. img
    Osama bin Laden Responder

    Bingo!!! Isso vai dar festa!!!!

    Os nossos políticos a esta hora devem estar a fazer festa, mais dinheiro para boa vida, mais dinheiro para p…ta e vinho verde, mais dinheiro para fazerem casa de luxo para as boquitas, mais dinheiro para viagem, mais dinheiro para comprar comida fora de prazo e ficar com resto para saberem das suas vidas, grosso modo mais dinheiro para roubo.
    O nosso aeroporto vai ficar na mesma, os passeios da cidade vai ficar na mesma, estradas para as principais cidade de distritos de STP vai ficar na mesma, a ilha do Príncipe não receber nenhum tostão como sempre, vamos continuar só com um liceu, nossa cultura vai ficar na mesma, nosso desporto vai continuar como está, vai faltar agua no hospital, vai faltar luz, vai faltar tudo.
    Tudo vai continuar como dantes, uma maravilha..lindo…lindo…

    Viva a Democracia.
    Roubar, roubar e roubar…

    • img
      Jorgek Responder

      em sao tomé so com comício na praça publica e exigir que nos dêem aquilo k nos roubam diariamente.
      ta na HORA DE SAIR À RUA, povo. se o tribunal de contas nao funciona o povo fá-lo funcionar!

      • img
        Lódóma Responder

        Comcordo com revolta do povo na rua caso contrario esses ladrões continuam roubando.
        POVO SAIA A RUA

        • img
          Indyana Responder

          Infelizmente o “povo” de que falas, hoje tornou-se numa entidade abstrata (sem rosto). Jà não existe “o povo”, o que existe é cada “selive” tentando lutar para sobreviver neste paìs sem esperança!

  2. img
    Madalena Responder

    Em São Tomé temos sempre :
    uma boa noticia e logo a seguir uma má noticia.
    Recursos do petroleo não entraram, mas para suavizar o Financiamento 7,5 milhões de dolares, Brincadeira.
    A segurança alimentar não se consegue com os Libios a envenenarem bananeiras , matabals e pinpinelas em Monte Café. Pode ser um crime ambiental, introduzir substancias perigosas para eliminação de culturas que não lhes interessam, pois a háhito alimentar é diferente.
    A introdução fitofarmacos sistemicos a vista de todos não combate a pobreza nem faz a segurança alimentar. Os aspectos culturais de um povo devem ser respeitados. Ja porque ali vivem descendentes de angola, podem morrer!!!??
    OH povo, Oh Rei Amador, OH ZE Cangolo, encarna no sei deste povo a coragem de lutar como em 1974, para a soberania de São Tome e Principe. Deus tenha piedade de nós.
    Não pense que estando na cidade estão livre da contaminação!!
    Um tratamento a montante chega a jusante em pouco tempo.
    Povo Biliuê.
    O nosso país está vendido.

  3. img
    Nome Responder

    Mais dinheiro…lol

  4. img
    Madalena Responder

    A comunicação social pode confirmar, vão a zona de Monte Cafe
    Investiguem.
    Indicio de crime ambiental grave

  5. img
    Indyana Responder

    Espero sinceramente que este Governo não repita os mesmos erros do anterior governo, em que se esbanjou mais de 5 milhões (STP Trading)dolàres em produtos deteorados, pondo em risco a saùde pùblica!

  6. img
    dos santos Responder

    americo bila sa neza (aka sa me suba)

  7. img
    Andrade Catanhede Responder

    Não sou economista, nem tão-pouco conhecedor das matérias que se relacionam com a gestão dos recursos humanos e financeiros de um país, mesmo pequeno como é o caso de S.Tomé e Príncipe. É neste sentido que peço a Associação dos Economistas que me corrija, caso esteja errado. Todavia, atrevo-me a sugerir ao Governo que tome medidas preliminares de forma a evitar que este montante, ora disponível, seja mal gerido como tem sido até então. Para tal, as autoridades deveriam:
    1- Rever e seleccionar as prioridades das prioridades do país, após uma análise e discussão a vários níveis;
    2- Informar e receber o” feedback” (a reacção) dos Sectores e da população sobre a justeza dessas prioridades.
    3- Elaborar um plano de acção onde conste as acções a serem implementadas, bem como as verbas a elas destinadas. Em suma, um plano que contenha uma parte descritiva e outra financeira.
    4- Indicar o Sector do Ministério das Finanças ou outro vocacionado para o efeito para ser o responsável pela implementação e acompanhamento do supracitado plano;
    5- Caso o Tribunal de Contas funcione, também seria um dos sectores que, por lei, deverá seguir e controlar a implementação do plano de acção aprovado;
    6- Periodicamente, o Sector responsável pela implementação das acções deverá informar não apenas ao Governo, como ao Tribunal de Contas e ao Público em geral, sobre o grau e a qualidade da implementação das acções.
    Parece-me que se tudo for assim projectado e executado, evitar-se-ia a repetição dos escândalos financeiros sucessivos, sobejamente por todos conhecidos .
    Uma coisa é certa. Se não for desta vez, pelo menos na nossa geração, nunca mais veremos um S.Tomé e Príncipe no caminho do progresso e com um nível de corrupção reduzido. É certo que o progresso de S.Tomé e Príncipe está nas mãos de todos os são-tomenses; mas a maior responsabilidade recai sobre os ombros dos que o Povo elegeu. Por isso, meus Senhores, mãos ao trabalho.
    Coragem e um bem haja ao Povo Santomense e aos seus legítimos representantes.

  8. img
    Beto Figueiredo Responder

    Dos Santos, O inquerito para saber o paradeiro de mais de 1 milhao de dolares, que resultam da venda dos 30 mil barris de petroleo que ha cerca de 5 anos atras, diariamente a Nigeria coloca a disposicao de Sao Tome e Principe ja foi levantado. Nao houve qualquer registo de entrada do montante nos cofres do estado, Certo? Como poderia o Dr Americo ter conehcimento uma vez que nao houve qualquer registo de entrada.
    Ja avancaram com um inquerito para saber o paradeiro do dinheiro, vamos esperar sem ferir Moralmente os outro que sempre tentaram dar o seu melhor para o nosso Pais.
    “No final de conta e que se tira a prova”. Respeito e bom, e todo mundo gosta.Viva STP. Beto Figueiredo.

  9. img
    Helves Santola Responder

    …nossa senhora, ñ nos dêem peixe, nos ofereçam fio, anzol e nos ensinem a pescar!

    …mas vamos ver se as coisas são mesmo bem feitas desta vez….mto bom!

  10. img
    Digno de Respeito Responder

    Trata-se dum forte investimento para STP. Esperemos que haja homens inteligentes e que saibam bem fazer as “contas á medida” para aquilo que realmente faz falta ao País. Que sejam coerentes com o ESTADO na gestão da “coisa pública” e apresentem os resultados contabilisticos, Relatórios e Contas públicamente. Se assim for estarão seguramente a se defenderem muito menos darem motivos de disconfiança aos santomenses. Além de aumento da credibilidade nacional que estará em alta.

  11. img
    zeme almeida Responder

    Que este dinheiro se venham aplicar em coisas concretas e nao fantasma.

  12. img
    couve -flôr Responder

    espero que esse dinheiro seja bem investido.seja realmente destinado a aquilo que o nosso povo precisa e não a bolsos alheios … com toda essa chuva dos ultimos dias … stp tem todas as condições, sempre teve, pra ñ depender de ajudas alimentares!!!!

  13. img
    Ke kwa Responder

    Bom para STP. Ao tela non, só uma curiosidade; a noticia sobre o milhao de doláres de petroleo desaparecido nao ficou muito tempo neste espaço e da exoneraçao ou nao do embaixador está há muito mais tempo. Pelos comentários que iam aparecendo já se envolvia alguns nomes do actual governo no suposto sumiço do montante, será isso que fez com que a noticia nao perdurasse? ou estou enganado?

  14. img
    MÉ SOLO Responder

    Espero bem que este montante seja bem aplicado e em benefício de todo O POVO SÃOTOMENSE porque ainda temos na memória o caso STP TRADING cujo montante apenas serviu alguns MASCARADOS da nossa terra.
    UMA OPORTUNIDADE P ESTE GOVERNO MOSTRAR Q É DIFERENTE, QUER TIRAR ESTE PAÍS DO FÔSSO E QUE QUER TRAVAR A CORRUPÇÃO.

    Para isto, seria salutar que o processo da venda do PETRÓLEO referente ao 2009 ficasse esclarecido.

  15. img
    pumbo Responder

    oxala que este milhaozinho satistaca as verdadeiras necessidades do povinho.

  16. img
    Bragança Responder

    Caros compatriotas,
    Até quando o nosso país irá viver de “ajuda” externa? Quanto custa essas “ajudas”? (taxa de juro)? Quanto é o custo per capita?
    É favor quando publicarem estas noticias disponibilizarem todas as informações necessárias de forma a dar a conhecer aos santomemses o peso da divida que terão pelas costas, fruto da gestão danosa e de má fé que foi feita com as outras “ajudas”. Já ouviram falar em desenvolvimento suntentável? Pensem nas gerações futuras.Mais uma vez pergunto ATÈ QUANDO? O que o nosso país precisa não é de dinheiro, isto esta provado visto que falam-se em receitas de petróleo, as anteriores ajudas, ect. Precisamos é de fazer investimentos que proporcionem retornos não só a uma elite (a mesma de sempre) mas sim a toda população. Em suma o problema esta na gestão de bens públicos.
    Eu só espero que não haja mais missas de acção de graças (situação caricata)aquando do perdão da anterior divida. Olhem que até os Deuses se cansam.

  17. img
    São Tomense Responder

    Atenção: Olhos postos nos cumedô de budo.

  18. img
    Madalena Responder

    Retifico, o produto quimico “tenix” é destinado a eliminar o búzio que ataca o repolho, mas convenhamos!
    A carta agricola recomenda horticolas em detremento dos cafezais??

  19. img
    Sr.blága Responder

    AVISO Tem andado por ai alguns amantes do saber a fazer grandes comentarios,isso tem k parar.PFF resumen as vossas ideias e acupem menos espaço.obrigado

  20. img
    Coisas & Lugures@hotmail.com Responder

    Coisas & Lugares 11.Nov.(2010) – Com todo o respeito meu caro companheiro e colega que se faz passar pelo Blága.Tenho muita pena,mas não concordo consigo e não conte comigo nesta sua mesquinhice,pela simples razão.Qualquer texto obdece as seguintes regras fundamentais: Principio,meio e fim. Esqueceu-se disso? Se alguma coisa se passa é por que as vezes fltam-nos um pouco de imaginação ou fraco poder de argumentação e culpabilizamos os outros e eu compreendo,lamento mas ninguem é responsável por isso.Ao que sei este jornal prima-se por 10 Regras & Eticas que eu aconselho-o a consultar.Alias…,esta coluna digital,cujo espaço é ilimitado.Mesmo assim, o papel que o meu amigo pretendo agora fazer compete exclusivamente ao editor do diário Tela Non e tudo vale a pena quando a alma é grande.Sem mais assuntos de momento, subscrevo-me.Efusivo um abraço.Lo!…

  21. img
    PPS Responder

    Mais dinheiro para esse gorveno mão de vaca, estamos cansado de ver esse gorveno a receber tanto apoio, tanto dinheiro que nada faz por esse povo tão humilde e tão calmo, mas a verdade há de chegar para onde vai esses dinheiro

  22. img
    Nome Responder

    A gestão dos 7,5 MEuros tem de ser feita por organizações internacionais, em colaboração com habitantes (e não deputados) das zonas beneficiadas, digam o que disserem. Os orçamentos correspondentes à utilização deste dinheiro devem ser afixados em locais públicos e divulgados na comunicação social.
    Se querem transparência, é o melhor a fazer… E temos de olhar para Cabo Verde, com menos de metade dos recursos naturais, é o 3º país africano com melhor IDH, e classificado recentemente como livre de corrupção

  23. img
    Ze Maria Responder

    Patrice Trovoada,
    Faça o bom uso desse dinheiro. Não o gaste indevidamente e sem a transparencia como vem ocorrendo nos últimos 35 anos.
    Publique no site oficial do governo como irá gastar esse dinheiro, de forma detalhada.

    Faça uma audiência pública, convide o povo o debater a forma devida de utilizar esse financiamente para bem de todos santomenses.

  24. img
    Madalena Responder

    Ya
    Boa ideia
    Quando se escreve menos, ou seja de forma resumida
    há maior probabilidade de não cometer erros. Certo.

Deixe um comentario

*