São Tomé e Príncipe aguarda ansioso por notícias do primeiro leilão de petróleo da ZEE

O governo ainda não sabe o resultado do leilão dos 7 blocos de petróleo, lançados no mercado internacional desde Março passado. O concurso público aberto em Londres terminou esta segunda feira.

O Primeiro-ministro considera que é preciso mais algum tempo para ter notícias seguras sobre o resultado do leilão dos 7 blocos de petróleo colocados no mercado internacional. Na primeira semana de Março o governo são-tomense abriu pela primeira vez o leilão de blocos de petróleo da sua zona económica exclusiva (ZEE).

O concurso público aberto em Londres, pelas mãos do anterior governo de Rafael Branco, deveria encerrar em Setembro último. O novo governo de Patrice Trovoada nascido em Agosto, decidiu prorrogar o prazo para 15 de Novembro. Exactamente esta segunda feira, o último dia do leilão, o chefe do governo Patrice Trovoada não estava ainda em condições de se pronunciar sobre o resultado do concurso público. «Hoje, encerra-se a recolha da documentação. O governo avisará quando é que serão abertas as propostas», declarou o Primeiro-ministro.

Patrice Trovoada reconheceu que as companhias petrolíferas reagiram, tendo apresentado propostas para os blocos leiloados, mas disse que não está em condições de quantifica-las.

No entanto o Chefe do Governo acredita que o resultado da venda dos 7 blocos de petróleo pode ajudar a financiar o Orçamento Geral do Estado para 2011. «É evidente que as empresas fazem propostas em que o lado financeiro faz a diferença. Mas nós queremos nos agarrar em números reais, concretos», sublinhou.

São Tomé e Príncipe aguarda ansioso pelo resultado do leilão dos 7 blocos de petróleo da zona económica exclusiva.

Abel Veiga

  1. img
    Alberto Nascimento Responder

    Mais dinheiro para desaparecer que nem magia!

    bummmmmmmmm

  2. img
    Maria leva leva Responder

    Minha gente cria um fundo de petróleo, que só era autorizado a ser usado pela Assembleia Nacional com consenso de todos partidos com assento parlamentar em situação estritamente necessária. Deixa de fazer palha fato com esse dinheiro.
    Até porque a exploração de petróleo tem consequência no futuro para o meio ambiente, e será a gerações vindouras que terá que acarretar com essas consequência.
    Pensem nisso obrigado.

  3. img
    Santolas Responder

    Sera que havera transperência? Pelo menos até agora este Governo tem dado conta de recado? Vamos a haver quanto tempo dura?

    • img
      KUA MUNTU Responder

      Quando a namorada e nova fazemos de todo para a conquistar ou vice versa…xi bo mece aua eca ba buka machi clalo da bo…depois de 6 meses quando pede agua ela diz :vai la tu.

  4. img
    Ernestino Responder

    Espero que o dinheiro do petróleo seja para uso de interesse do povo Santomense,podendo assim aumentar a reforma, criar um fundo que serve do meio de subrevivência para os Santomenses que não têm emprego ou pessos idosas que não podem trabalhar e não têm reforma, o que permite a maior poderde compra dos Cidadão e desenvolvimento económico finaceiro do País.

  5. img
    Edson Responder

    E a història continua!!!

  6. img
    morena alves Responder

    Nem me vou pronunciar, porque já estou vendo o fim do filme!
    Mas de qualquer forma, seria bom criarem mecanismos de controle ….!

Deixe um comentario

*