Afriland First Bank inaugura sede em São Tomé

Foi o segundo Banco Comercial a se instalar em São Tomé e Príncipe. Afriland First Bank, que funcionava no rés de chão do prédio do Banco Central de São Tomé e Príncipe, deu sinal de confiança no mercado nacional, construindo de raiz a sua sede na capital são-tomense.

O Banco de capital camaronês que começou a preparar a sua entrada no mercado financeiro são-tomense, a partir do ano 2000, abriu as portas em 2003. O rés de chão do prédio do Banco Central de São Tomé e Príncipe, foi o berço da segunda instituição bancária privada a operar em São Tomé e Príncipe, a seguir ao BISTP.

Após 8 anos como inquilino do Banco Central de São Tomé e Príncipe, o Afriland First Bank, inaugurou esta quinta – feira a sua sede na avenida Kwamne N´Kruma na capital São Tomé. Um edifício que trouxe brilho para a pacata avenida.

Maria do Carmo Silveira, antiga Primeira-ministra, pela segunda vez nomeada Governadora do Banco Central, foi uma das figuras reverenciadas no acto da inauguração do edifício sede do Afriland First Bank. Paul Fokam Presidente do Conselho de Administração do grupo Afriland First Bank, fez questão de salientar que foi por obra de deus, que a mulher que teve papel determinante na entrada do Afriland First Bank no mercado nacional, enquanto governadora do Banco Central em 2003, voltasse a ocupar o mesmo cargo em 2011 para inaugurar a sede do Banco.

No uso da palavra, a governadora do Banco Central, garantiu que o mercado financeiro nacional está em franco crescimento. Falta agora a consolidação do sistema financeiro. O conselho de administração do Afriland First Bank, demonstrou aos presentes a sua competência na política de atribuição de crédito as comunidades de agricultores nos Camarões. Uma política que está a contribuir para a redução da pobreza no meio rural dos Camarões e noutros países onde o banco tem presença.

São Tomé e Príncipe, deve aproveitar a oportunidade oferecida pelo banco privado. O Primeiro Ministro Patrice Trovoada, disse que através do Afriland First Bank, serão abertas linhas de crédito para os agricultores. O Chefe do Governo, considerou a inauguração do edifício sede do Banco Comercial, como sendo uma manifestação clara de aposta do Afriland First Bank no mercado financeiro são-tomense.

O Presidente da República Fradique de Menezes que inaugurou a sede do Banco Privado, não se pronunciou sobre o assunto.

Afriland First Bank, está presente em 9 países, sendo 7 em África, nomeadamente Camarões, São Tomé e Príncipe, Guiné Equatorial, Libéria, República Democrática do Congo, Congo – Brazaville, e Zâmbia. Também tem filiais em França e na República Popular da China.

Aliás o imponente edifício sede do Afriland First Bank em São Tomé, foi construído por uma empresa da República Popular da China, que há vários anos opera em São Tomé.

Em 8 anos de actividade no mercado são-tomense, o Afriland First Bank, financiou mais de 2 mil clientes, em vários domínios, desde agricultura, passando pela pesca, e o comércio geral. «Propostas serão feitas a nível do grupo para conceder maior apoio a nossa filial, Afriland First Bank em São Tomé e Príncipe, para que ela esteja em condições de responder as várias solicitações dos clientes», prometeu o presidente do conselho de administração Paul Fokam.

Ainda este ano o banco privado que conta com cerca de 10 mil clientes, deverá inaugurar uma filial em pleno mercado de Côco Côco no coração da cidade de São Tomé.

Abel Veiga

  1. img
    Celsio Junqueira Responder

    Caros,

    Um sinal de confiança na nossa economia e no mercado Santomense.

    Espero e desejo que melhore o acesso ao credito aos mais desfavorecidos, sobretudo, o microcredito.

    Não vi escrito ou dito por nenhum dos responsaveis deste Banco, mas gostaria que dissessem claramente o papel que a Instituição pode ter nas areas de Responsabilidade Social e de Igualdade de Genero.

    Boa Sorte a todos!

  2. img
    JOÃO PEDRO CRAVID Responder

    COMO CLIENTE DO BANCO E SAOTOMENSE, FICO MUITO FELIZ. PARABÉNS AFRILAND FIRST BANK -S.TOMÉ. FORÇA

  3. img
    Buter teatro esquecido Responder

    Uma boa estratégia de investimento, não é muito credível uma instituição financeira pagar renda. A instituição financeira perde dinheiro quando paga renda, e, em termos do activo intangivel terão défice.

    • img
      Osama bin Laden Responder

      Isso não é bem assim “A instituição financeira perde dinheiro quando paga renda, e, em termos do activo intangivel terão défice”… Tudo depende da estratégia do Negocio da própria instituição…

      • img
        Buter teatro esquecido Responder

        No mundo da Banca, o que credibiliza o Banco são os activos do próprio o Banco.
        Já imaginaste o cliente a pensar que o Banco não tem dinheiro suficiente para construir uma infraestrutura própria, e que provavelmente vive arasca para sobreviver financeiramente.

        • img
          Osama bin Laden Responder

          Continuo a dizer que isto não bem assim, cada investimento tem por de trás um estudo, uma estratégia, tudo que a empresa fizer terá obedecer essa estratégia, Vai ler os livros de análise de investimento, assim poderá compreender melhor o que estou a dizer…Compreendo em parte quando fala dos activos intangível, pois na banca é uma das variáveis importantes no cálculo do rácio de Solvabilidade, mais essa variável pode ser contornado com aumento do capital social.
          Em termo de análise de investimento e estratégia da empresa pode ser que não querem perpetuarem num dado mercado, logo as construções de edifícios pode não ser necessário.

          Isso tem muito que se liga.. Por isso não devemos fazer afirmações de animo leve.. Acho eu.

          • img
            Buter teatro esquecido

            Caro Osama Bin Laden;
            Eu o aconselho, a estár quieto, e, tentar informar melhor sobre o conhecimento relativamente a área financeira.
            Contudo da-me exemplos de grandes bancos que não tenha pelos menos uma infraestrutura própria.

    • img
      HFM Productions Lda Responder

      Boa… é isso mesmo, tem que ser poosto em prática os bons aplicativos dos conhecimentos contabilísticos adiquiridos… :D)

  4. img
    Olhos de Tartaruga Tartaruga Responder

    É conveniente que escreva o “D” de Deus em maiúsculo.

    Primeiramente graça a Deus, e depois ao presidente do banco temos uma obra de referência na nossa cidade. Sempre achei que nenhuma cidade cresce em termos de edifícios sem a intervenção dos bancos, meus parabéns Afriland First BanK.

    E aos outros que dizem ser barões do mercado financeiro que sigam o exemplo ou ao menos construam uma residência fixa para administrador expatriado ou sendo mais ambiciosos um bairro residencial para seus funcionários em complemento da tradicional festa com filhos dos funcionários nas quadras de natal.

    • img
      Osama bin Laden Responder

      As empresas não são fundadas para fazer festa…deve ser criada para gerar riqueza em prol da sociedade onde está inserida…

      Temos que trabalhar e deixar de festa, por essa e por outras que estamos nessa situação…

    • img
      chocolate preta Responder

      Nao acho apropriado, e pelo contrário, foi um dos pontos mais positivos que se ressaltou nessa noticia, pois o senhor governador ou director no seu discurso emotivo e agradecido fez alusao a deus, e nesse caso defend oque seja com minuscula, porque este nome nao deve ser usado ou chamado ao uso em mero discurso emotivo de um personagem social e corrente, sem que a causa seja de cariz espiritual.

      Pois, nem se sabe qual é a crenca dele? que deus ele menciona ou adora? sabes dizer-me qual é, Olhos de Tartaruga?

      Por isso sim, é verdade que em certas pessoas, sobretudo politicos e pessoas proeminentes na sociedade mundial as vezes até utiliza tal título filosofando ou com uso fútil de agrado e nao por veneracao pessoal.

  5. img
    Adriano Malé Bobo Responder

    Parabéns Afriland Bank, isto é uma lição para o B.I.S.T.P,
    força,
    Viva STP

  6. img
    lingapô Responder

    Tenham mais atenção.Quem construi não foram os chineses,mas sim EGECOM(Cardoso)

  7. img
    Mimi Responder

    Finalmente uma predio moderno … e lindo!…

    • img
      chocolate preta Responder

      isso é verdade!!! pena que nao é do estado, mas já dá algum brio ao nosso país!

      já que os tugas lá estiveram quase 5 séculos e nao fizeram nenhum, só enfeitaram luanda e mocambique……

      hihihihihihi

      • img
        RS Responder

        Se for São-tomense, claramente não conhece o seu próprio país.
        São Tomé e Principe tem um património edificado lindíssimo espalhado por todo o território e deixado pelos Portugueses, só é pena o estado de degradação em que a maioria se encontra.

        • img
          chocolate preta Responder

          a que te referes? as casas coloniais encontradas no centro das rocas? as casas dos terratenentes cabildos e esclavistas?

          conte-as com os dedos das maos?

          és portugués cego e metido, pois queres comparar as infra-estructuras feitas em Maputo, Luanda ou qualquer outro lugar com o que se fez em STP?

          por isso é que o meu país foi o maior campo de escravos, porque os seus ancestros só queriam ali semeiar. nao deste conta?

      • img
        HFM Productions Lda Responder

        Os tugas não têm pra eles como é que vão ter pra dar aos seus filhos… Agora cada um tem que aranjar pelo seus próprios meios… Não se esqueça que os tugas estão infrentar pior crise da era democrática… Tenha atenção nisso… Não vai trabalhar aranja seu espera pelos tugas…

        • img
          chocolate preta Responder

          aludi ao passado colonial e nao ao presente. pois nao espero nada deles.

          fiz alusao ao passado e satirizando sobre a realidade implementada naquele tempo.

          entendes agora?

      • img
        Concidadão Responder

        Cara Chocolate Preta!

        Dizer …”já que os tugas lá estiveram quase 5 séculos e nao fizeram nenhum, só enfeitaram luanda e mocambique.” não é bem assim! Se for ver para os edifícios e infraestruturas antigas, quiça remodeladas que temos no País foram quase todos construídos pelos “tugas”. O nosso governo desde a independência, não voltou a construir mais nada, mto pelo contrário! E ainda bem que esse novo edifício não é do Estado pelo que não tenho pena nenhuma das suas palavras “pena que nao é do estado”. Se fosse do Estado e pela forma como os bens públicos têm sido tratados, onde se vendem/arrendam espaços públicos com contratos praticamente vitalícios, etc etc, se este fosse do Estado, mais dia menos dia, para servir os interesses de cada um, tb poderia vir a ser vendido/alugado ou mesmo tomado com contratos desfalcados. Ele pode sim, futuramente, vir a ser vendido” mas pelo seu dono, pelos investidores que o construíram sem lesar nenhum cidadão, o que é normal quando os bens são privados. Portanto, eu, tal como todos os Santomenses, congratulamos o Banco por ter a sua própria estrutura e aumentar assim o seu ativo, como esperamos que adjacentemente a essa nova estrutura, os fluxos financeiros tb possam aumentar e melhorar assim a nossa economia financeira.

  8. img
    celio Responder

    Espero que outros bancos façam o mesmo.Pois é uma vergonha bancos que nem estrutura fisica tem.

    • img
      chocolate preta Responder

      verdade mesmo pah

  9. img
    J. Maria Cardoso Responder

    Por vezes achamos o nosso mercado engarrafado pelos bancos comerciais. Entretanto, no negócio como em tudo, há os k conseguem sucessos.
    São Tomé e Príncipe, há muito k deixou de ser humanamente apenas a geografia no Golfo da Guiné. É bom k os responsaveis desse Banco faça uma sondagem do mercado português já k está em França a conseguir uma agência em Portugal. Acredito k com as modalidades cambiais de transferências para STP mais favoraveis k as actuais do CGD/BISTP, o Banco sairia a ganhar e o país, STP, ficaria a beneficiar com as remessas k contribuirão para o tão desejado arranque económico das nossas ilhas.
    Parabéns Afriland Bank!

  10. img
    Narciso Responder

    Iniciativas de grande invergadura para São Tomé, tendo enconta que o nosso mercado Financeiro esta limitado em grandes inversões estrangeiras directas,são destas e inumeras iniciativas financeiras que fortalece a economia nacional que necessitamos, mas que o Governo esteje sempre atento as regularidades vigentes das leis financeiras nacionais de forma tal posão controlar a inflação.
    O nosso mercado deve estar aberto a mais iniciativas de generos, isto porque a economia nacional esta debilitada e falta de crecimento productivo interno que fortaleça o PIB percapita e subistituimos a importação e deichamos de ser muito dependentes de terceiros ou seja segundos paises.

    Aquele saludo.

  11. img
    COCO NZUCU Responder

    Creio que foi apenas o comeco. Os outros nao quererao ficar atras.
    Viva o desenvolvimento de STP.

  12. img
    HFM Productions Lda Responder

    Da mesma forma que existe enovações na área financeira devido a concorência no mercado cada empresa bancária quer dar o seu melhor aos clientes, o mesmo deveria está a acontecer na área de Telecomunicações (estou a falar em particular para CST) de modo a acabar com o mercado monopolista que temos, já assim a CST irá adoptar uma outra política aos seus clientes que não seja a do Kadhafi… Da mesma forma que o Afroland First Bank respeita os seus concorentes melhorando os seus prestígios a CST deveria está a fazer o mesmo, mesmo sendo monopólio…

  13. img
    Matabala Responder

    Funcionando bem ou mal o que importa é o património que fica para o país mesmo se a empresa falir

  14. img
    CREDO Responder

    E’ uma bofetada tambem para o Governo, pois os sucessivos PM, nenhum teve a ideia de construir uma sede propria. O edificio onde esta’ instalado o Governo e’ propriedade de CM.
    Caso esteja enganado, agradeco a correccao.

    • img
      realista Responder

      este patrimonio pra teu conhecimento nao e pra santomenses no caso se um dia falir mais sim para akeles que desviam fundo do povo santomense

  15. img
    Paulo Responder

    Acham que se fossem chineses a construir este edificio teria ficado com aquela qualidade…

    • img
      Pumbu Responder

      Caro Paulo,

      o senhor deve falar dos chineses com muitissimo respeito! A china de hoje e a segunda economia mundial depois dos EUA. Nos santomenses temos muito a aprender com esse povo. Todo o mundo fica encantado com imagens de Shangai, pequin… esse povo sabe fazer coisas modernas e de optima qualidade.

  16. img
    Paracetamol 500mg Responder

    Há que valorizar os investimentos realizados pelas instituições financeiras ali instaladas, porque de uma forma indirecta, estão a construir imóveis susceptíveis de gerar riquezas futuras.

    Mas em vez que construir selvaticamente, há que obedecer os PDM`s municipais.
    Senão vai acontecer o que hoje se vê no campo de milho, uma zona sem conjugação arquitectónica. Poluição visual. Mas é de louvar esse investimento. É a vez de Agostinho Rita(Banco equador) construir um imóvel deste tipo.
    Um aparte: Esses bancos são meras filias instaladas em stp, com bancos virtuais(internet)para transaccionar/lavar dinheiro. EX: Banco insular de cabo verde – caso BPN.

  17. img
    realista Responder

    realmente pra tirrar chapeu qual sera o proximo passo sera que vai ser hospital aires de meneses ou agostinho neto

  18. img
    Pen Drive Responder

    Há um ano sou cliente do Afriland. E, fico cada vez mais surpreendido com grande progresso que o banco imprimiu em tão pouco tempo. É de ressaltar que antes de ser cliente do mesmo, eu não dava um tostão por ele. De louvar como em tão pouco tempo, conseguiram dar volta e encontrar luz ao fundo do túnel. Parabéns Afriland First Bank.

  19. img
    fc Responder

    Eu acho que os nossos querıdos Jornalıstas devem dar maıs atencao a escrıta porque mesmo como crıstao ou nao todos nos sabemos que nome proprıo escreve-se com letra maıscula e nao mınuscula e para lem de maıs quando se refere ao Reı dos reıs devıamos ate escrever no completo usando letra maısculas. Escreve-se Deus e nao deus, ısto porque com letra mınuscula seguınıfıca dıabo, a nao ser q ele sabıa a quem estava realmente refere. Obrıgado

  20. img
    Rafael Pereira Responder

    Boa noite,
    Bonito predio!
    Porque o Brasil também não começa investir neste pais?Qual a relação que vocês tem com o Brasil?

  21. img
    martinho Responder

    Sou vosso cliente, e, estou constrangido com vosco, fiz um pedido de emprestimo até este momento não obtive nenhuma resposta é de salientar que a confiança começa a perder

  22. img
    martinho Responder

    um cliente quando efectua um emprestimo é porque ele tem um destino a dar portanto o pedido de ser concretizado, alias sou cliente asidio e cumpridor dos meus deveres o banco deveria tomar isto em consideração e satisfazer esse pedido

Deixe um comentario

*