Banco Central proibiu emissão de cheques em moedas estrangeiras

Os clientes dos bancos comerciais que têm cheques em moedas estrangeiras são obrigados a liquida-los até 31 de Dezembro próximo. A decisão do Banco Central, é sustentada pelo novo regulamento sobre o uso e movimento de contas em moedas estrangeiras.

O Banco Central decidiu implementar o regulamento sobre o uso e movimento de contas em moedas estrangeiras. Um regulamento que está intrinsecamente ligado ao acordo de paridade cambial da moeda nacional a Dobra ao Euro.

A decisão anunciada segunda – feira pelo Banco Central entrou imediatamente em vigor, ou seja, está proibida a emissão de cheques em moedas estrangeiras. «Os bancos ficam a partir desta data proibidos de emitir cheques em moedas estrangeiras», declarou Hélio Almeida8na foto), Director de Supervisão Bancária.

Os cheques em moeda estrangeira actualmente em uso pelos clientes dos bancos comerciais, perdem validade a partir de 31 de Dezembro próximo.

Desde 1 de Janeiro de 2010, que o Banco Central de São Tomé e Príncipe, lavou as mãos em relação as operações financeiras em moedas estrangeiras. Segundo a Administração do BISTP, o maior banco comercial do país, desde o ano passado que o Banco Central deixou de compensar os cheques e ordens de pagamentos em moedas estrangeiras, a luz do acordo de paridade cambial.

Situação que acabou por criar dificuldades nas operações de pagamento entre os bancos comerciais, quando se trata-se de moedas estrangeiras, uma vez que o Banco Central enquanto árbitro do mercado financeiro, só compensa as operações em moeda nacional, a dobra.

Uma medida que vem fortalecer a dobra como única, ou então, a principal, moeda de pagamento a nível nacional.

Abel Veiga

  1. img
    jojo Responder

    Concordo com a medida, no entanto

    - Como ficam os cambistas? Livres!!!
    - Como ficam os Libaneses? Livres!!!

    O Governo tem que apoiar o Banco Central e não ficar alheio

    - A policia teá que limpar os cambistas informais da praça.

    - A policia terá que controlar o negócio de cambio dos Libaneses.

    Não se deve proteger os informais

    Viva STP

  2. img
    Abel Martins Responder

    nao vale nada esta decisao mas si vai favorecer cada vez mais o Euro, que deveria estar a 20.000 dobras por euro este acordo e’ que esta a matar a dobras.Um pais que nao fabrica nada nem tao pouco exporta nada depois quer impor regra sempre isto sera dificil.Haver vamos mas quando os bancos comerciais comecarem a fechar as suas portas todos aqueles cidadaos que vao perder os seus empregos o Estado ira criar espacos no BISTP para lhes encaixar uma vez que estado e’ Socio de BISTP.

    • img
      FILIAL bcstp Responder

      O patrão BISTP ditou a regra todos seguem. Assim fez a sua filia BCSTP decidiu implementar o regulamento sobre o uso e movimento de contas em moedas estrangeiras.

      A decisão anunciada segunda – feira pelo Banco Central depois da ordem da casa mãe BISTP entrou imediatamente em vigor, ou seja, está proibida a emissão de cheques em moedas estrangeiras como ditou a casa mãe BISTP.

      Ainda bem que temos o BISTP para regular o nosso sistema Financeiro, quando isto deveria ser feito pelo BCSTP.

    • img
      entendente Responder

      que palhaçada! Com tantos bancos na praça logo BISTP que dita regra!!! Acho que estes pessoal anda lelé da vida, o que tem BISTP a ver com politica monetaria do Banco Central? Desde quando BISTP participa nas reuniões executivas do Banco Central? Papelão isto hein!!!

  3. img
    Mina di Célivi Responder

    Olha, agora vou começar a guardar o meu Kumbú debaixo do culchão.
    Nada de depositar pra depois acabar lesado. Acabou!

  4. img
    Politico da Elite Corrupta de STP Responder

    Assim a tua chefe (Governadora) vai perder dinheiro, se negócios nos bancos comercial caí, a tua chefe enquanto sócia de um banco comercial vai ficar muito lixada contigo.

    Já agora Hélio você como responsável da Supervisão bancária, provavelmente já leu o acordo de Basileia II, sabe me dizer se não é incompatível o cargo de Governadora de um Banco Central com a sociedade de um banco comercial!!
    Por favor dá-nos essa explicação.

    • img
      FILIAL bcstp Responder

      Politico da Elite Corrupta de STP duvido que ele conheça bem o BASILEIA II se o conhece-se já não seria responsavel da supervisão com toda esta aberação ai no nosso sistema financeiro. A chefe não é só socia de um Banco Comercial mais também era ou é de uma casa de cambio. Tenho que averiguar.
      O Basiléia II fixa-se em três pilares e 25 princípios básicos sobre contabilidade e supervisão bancária.
      Os 3 pilares são: 1. Capital (guardar) 2. Supervisão (fiscalizar) 3. Transparência e Disciplina de Mercado (divulgação de dados)
      Se alguem estiver interesado na leitura do Baseleia II ai vai o link (http://www.bis.org/publ/bcbs128.pdf)

      • img
        Concidadão Responder

        Antes da Basileia II, é preciso saber se existe conhecimento da Basileia I, para não falar da Basileia III com medidas mas restritas, principalmente sobre a fiscalização e o controlo de capitais como forma garantir a estabilidade do sistema financeiro e evitar crise. E estabilidade vs. equilíbrio são fenómenos que não têm existido no nosso sistema financeiro e a crise têm passado ao lado daquele nicho de pessoas que recebem e fazem as suas vidas utilizando a moeda estrangeira num país onde a moeda nacional é completamente desvalorizada. Aliás, como disse o Sr.Abel Martins, a exchange rate deveria estar EUR/20.000 STD e não 24.500 STD como foi acordado. Esse acordo está é a valorizar o EURO “à Portugal” pq são eles (os portugueses) que nos ancoraram no tal Acordo. Eu não sou economista, e não se precisa sê-lo para perceber as desvantagens de um Acordo de Paridade para um país com as características de STP!! Não deveríamos dar saltos maiores que as nossas pernas, deveríamos ter esperado e trabalhado primeiro para criar condições antes de instituir o Acordo. E admira-me ainda mais os nossos economistas (que se vangloriam de serem especialistas)e os envolvidos aquando do processo terem visto tanta vantagem nesse Acordo!! A coisa já está, agora é levar com as consequêncioas. Quem sabe, num futuro, alguém com inteligência e que pense e crie estratégias a longo prazo (coisas que os que os nossos dirigentes não têm feito), não seja primeiro ministro e/ou ministro das finanças e lute para se revogar este Acordo que no presente e a curto prazo não traz nada de lucrativo para o país!! Talvez num futuro longínquo quando o país estiver realmente preparado!!! Mas até lá!!!!!

        • img
          Honório Responder

          Tudo isso vem do tempo do senhor Rafael Branco. Este homem desgraçou este país. Só fez asneiras. Ele devia estar preso. Todas as decisões políticas que este senhor tomou só prejudicam o país. É triste!!!! Muito triste!!! Agora está dele sentado em casa na reforma com um bom pé de meia… Mas Deus não dorme. Aqui se faz aqui se paga..
          Honório

  5. img
    Anca Responder

    De tempo e algum lado tem que se começar.
    A valorização de tudo que diz respeito ao que é nacional,é prioritário, ainda que numa primeira fase sintamos reflexos desses ajustamento, pela falta de toma de medidas na devida altura.
    Mas,mais vale tarde do que nunca,como diz o ditado.

    • img
      nacionalista Responder

      para isso é necessario que nos nós valorizemos, e tenhamos respeito pelo que é nacional.

  6. img
    Anca Responder

    E já é tempo de começar
    Bem Haja

  7. img
    Abel Martins Responder

    Esperam so pra ver porque o pior ainda esta a vir. Se eu tenho uma conta em dolar e depositei dolares na minha conta depois quando eu quero o mesmo dolar voce vem me entregar dobras em nenhuma parte do mundo.Oque vai acontecer e’ que quem tinha dolare vai retirar tudo do banco e nao vai mais depositar o dolar,agora vamos ver quem ficara a perder com isso.Sim concordo pra nao emitir cheques em moeda estrangeira mas isto nao pode impedir a alguem nao levantar a sua moeda estrangeira sabendo que o mesmo depositou a moeda estrangeira.A nao ser se eu entendi mal,alguem me corrige por favor.

    • img
      Lupuye Responder

      Tambem tenho o mesmo problema. Vivo no estrangeiro e todos os anos faco depositos em Dolares para depois levantar em dolares. O que e que vai acontecer com todo o dinheiro que la tenho em divisas? Sera que vao dar-me o equivalente em Dobras? Nao era essa a ideia que eu tinha quando abri la uma conta em divisas estrangeiras.

  8. img
    Mateus angolares Responder

    Isto pode significar medida de austeridade, ou mau pornuncio.

  9. img
    sabedor Responder

    nao quer dizer q nao poderás levantar os dolares q tens na tua conta, ó Abel Martins. Simplesmente agora vais ter q pedir cheque avulso e pagar mais caro pra levantar o teu rico dinheirinho. Sempre às ordens.

  10. img
    Mohamed Takora Responder

    Meus caros compatriotas, devemos felicitar a decisão do BCSTP, pois já é altura de começar a por alguma ordem na casa.
    Porque termos que pensar a nossa vida em moeda estrangeira quando temos uma moeda oficial que´é a DOBRA.
    Porque a CST fixa o valor e factura a internet em moeda estrangeira? Temos que acabar com isso. Quando se quer vender um carro ou casa fixa-se logo o preço em moeda estrangeira depois para se converter em dobras quando deveria ser o contrario. Sem darmo por conta estamos a manter a bandeira da colonização de forma impávida e serena com todos os inconvenientes.
    Caros conterrâneos na diáspora europeia, ainda se lembram de alguma vez ter utilizado outra moeda no espaço europeu do EURO que não seja EURO? É muito pouco provável. Vivemos como turistas no nosso próprio país, pensando sempre na moeda estrangeira, mesmo para aqueles que nunca viajaram.

    Bem haja BCSTP.

    Takora Mohamed

  11. img
    Kuá ê dá ê dá Responder

    se for para fortalecimento da nossa dobra, força STP….
    Agora como dos Cambistas? …….

  12. img
    jojo Responder

    Sr. Hélio

    Quem é responsável do gabinete de apoio ao consumidor?

    É ele quem deve dar explicações aos santomenses que necessitam ser exclarecidos. Deixa-o dar cara e falar.

    Esta é boa…

  13. img
    António Ferreira Responder

    Esta medida jé vem atrasada.Maia vale tarde que nunca. DE qualquer maneira quando começamos a arrumar a casa temos de começar por uma ponta. O passo seguinte talvez passe por acabar com a imagem degradante de troca cambial na rua e muito menos tolerar no aeroporto particulares/funcionários públicos procederem a esses actos. Porque não o controle cambial nos pontos de saída e entrada do país? Não é democracia dirão alguns. Mas como o cidadão justifica a movimentação de divisas?. Esperemos que nesta 1ª fase, o Banco Central ultrapassando os poderes instituídos,consiga levar avante estas medidas, para evitar a sangria dos recursos que entram nesta terra

Deixe um comentario

*