BAD é um dos principais dadores de fundos à favor de São Tomé e Príncipe

Nos últimos 6 anos, o Banco Africano de Desenvolvimento, disponibilizou mais de 18 milhões de dólares em donativos, a favor de São Tomé e Príncipe. A instituição financeira pan – africana que recentemente realizou a sua Assembleia Geral, foi o financiador do único aeroporto internacional do país.

A intervenção do Banco Africano de Desenvolvimento em São Tomé e Príncipe, desde a década de 70 do século XX, teve condão estruturante. O BAD desbloqueou nos finais da década de 80 mais de 18 milhões de dólares que permitiram a construção do único aeroporto internacional de São Tomé e Príncipe.

Dados recolhidos pelo Téla Nón indicam que o BAD, projectava com no investimento de 18 milhões de dólares na década de 80 ajudar São Tomé e Príncipe, a construir um aeroporto de categoria internacional, igual ao aeroporto internacional de Libreville-Gabon. Certo é que várias peripécias terão ocorrido no país durante a execução da obra, ao ponto da obra final ter sido o que se vê actualmente. Um betão armado sem estética, e que nem se quer tinha vedação.

Por outro lado, o acesso a zona sul da ilha de São Tomé, que estava cortado por falta de estrada entre a Ribeira Peixe e Porto Alegre, ficou resolvido com o financiamento do BAD que permitiu a reabilitação e construção de raiz de cerca de 30 quilómetros de estrada. A nova estrada até Porto Alegre, veio promover a exploração do turismo no extremo sul de São Tomé.

A intervenção do Banco Africano de Desenvolvimento, no sector das infra-estruturas, ajudou o Estado são-tomense a reabilitar as três principais estradas do país, que ligam cidade capital, às regiões norte, sul e centro. Vários projectos de adopção de água potável as populações foram implementados, com destaque para o projecto Água Moreira II que resolveu a crise de água em vários bairros dos arredores da capital são-tomense.

A rede de distribuição de energia eléctrica também foi recuperada, com fundos do BAD. Um projecto que beneficiou algumas localidades do país.

A partir do ano 2005 a ajuda financeira do BAD a favor de São Tomé e Príncipe, passou a ser 100% em donativo. De 2005 à 2007 o donativo financeiro do BAD, a favor de projectos de desenvolvimento da pecuária e de apoio institucional, atingiu 7,5 milhões de dólares.

Para o período 2010-2011 o BAD alocou mais 7,5 milhões de dólares, para financiar projectos de segurança alimentar, com destaque para agricultura e pescas.

São Tomé e Príncipe é considerado pelo BAD como um estado frágil, por isso recebeu este ano mais um donativo financeiro na ordem de 3 milhões de dólares. Verba que foi repartida para investir na melhoria das condições de segurança no aeroporto internacional e para assegurar a realização este ano do recenseamento geral da população e da habitação.

Abel Veiga

  1. img
    Virtual Responder

    Podemos fartar em fazer as contas todas de quanto o valor pecuniário BAD já disponibilizou para o nosso STP. O que realmente, não precisaremos de contas é constatar na prática que muito das somas foram direcionadas para outros fins! E não me espanta essa conclusão, pois vivemos num país em que apenas o ladrão de galinhas, cabras, fruta-pão, jaca, banana, etc,. conhece a jaula. Enquanto isso o(s) verdadeiro(s) larápios são venerados e até ovacionados. Até quando vamos aceitar que estes rapinantes se escondam atrás da imunidade parlamentar?

  2. img
    Rio de Ouro Responder

    BAD deveria por um fucionário em aí para acompanhar o percurso do dinheiro que investe em STP.
    Há criatura em STP com tanto dinheiro cuja a proveniência é desconhecida.

    • img
      Dos Santos Responder

      Coitado nao sabes que Sao TOME tem uma arvore chamada corupcao que da dinheiro.
      pergunta cota BANO.

  3. img
    Trinta Mil Barris Responder

    É BAD ou BALDA

  4. img
    Barão de ÁguaI-Ize Responder

    Para onde vai o dinheiro das ajudas?
    Governo sério devia periódicamente publicar o destino e beneficiários.
    Tantos milhões de ajudas que entram em STP e nas ruas, hospital, etc… vê-se algum resultado?

Deixe um comentario

*