Economia

Mais uma reação do Conselho de Administração do NIB na contenda com os sócios da falida Air Luxor

A administração do Banco cuja actividade foi cancelada pelo banco central, decidiu reagir ao recente comunicado dos sócios da falida companhia aérea Air Luxor. Uma contenda entre sócios que provocou o encerramento do banco por ordem do Tribunal.

Para ler a nota do NIB Clique – direito de resposta NIB-1

    6 comentários

6 comentários

  1. Tinito

    4 de Outubro de 2011 as 22:08

    Infelizmente, o que passou neste caso, é o que tem causado o atraso de S.Tomé e Príncipe, e a falta de investidores estrangeiros sérios no país.
    Basta chegar um investidor com a intenção de investir, para que alguns gatos pincados com influência no poder, querer ser sócio, sem meios finaceiros nenhuns.
    Só porque na altura, o senhor Adelino Isidro era advogado do presidente da república, e os senhores Luisito e Gaspar, eram os lanbe botas do Presidente, tiveram que forçar o investidor para serem sócios do Banco.
    Quantos é que contribuiram para a abertura do referido banco?

    Muitos investidores que chegam à S.Tomé para investirem,, confrontam com este tipo de proposta: Se você quer investir, eu eo fulano temos que ser sócios do emprendimento.
    Os investidores sérios que não estão para brincadeiras, pegam nas suas malas e dizem Adeus. Os menos sérios aceitam, e depois têm amarrados nas suas costas estes parasitas, que chantajeam enquanto a massa não lhes cairem nas mãos.
    Temos que acabar com este tipo de mentalidade.
    É bom que os santomenses participem e sejam sócios, mas não pode ser com chantagens. Têm que contribuir, pois ninguém está disposto a criar burros com o pão de ló.
    Mudem S.Tomé e Príncipe

  2. Paracetamol 500mg

    5 de Outubro de 2011 as 10:45

    Se o Banco central cancelou a actividade do banco NIB, como pode esta sociedade ainda existir? Como podem os senhores da administração NiB ter a certeza da decisão futura de um tribunal? São videntes ou há alguma “luva”?
    Só mesmo em stp para se aceitar uma sociedade com nome de NIB. Que asneira. Usar a sigla NIB leva em erro as pessoas, singulares ou colectivas, bem como pode levar a distorções do mercado.
    NIB – Numero identificação bancária – em que é usado nacional e internacionalmente.
    Como podem permitir tamanha asneira?

    O governo deveria intervir e purgar esta instituição de vez, de modo a ficarmos limpos desses intervenientes, que não são bons investidores, e criam caos e insatisfação no seio da sociedade, como também sujam o nome do pais.

  3. Aguém fala

    5 de Outubro de 2011 as 21:12

    Caro Leito,

    Não será este o nome”NATIONAL INVESTMENT BANK?!(OU Banco de Investimento Nacional)

  4. sulila miranda

    5 de Outubro de 2011 as 21:14

    Todo mundo sabe quem devia ser chamado a depor neste caso e não venham deitar areia nos olhos do povo! País das bananas,corrupção a alto nível…

  5. Francisco Ambrósio Agnelo

    6 de Outubro de 2011 as 12:10

    A falta de estrutura credível no processo de criação de empresa, faz com que haja a penetração destas presas fáceis “em nome do País “,. Sendo o próprio investidor estrangeiro o conhecedor das limitações do País, procura desta forma tirar o melhor proveito. O apuramento da responsabilidade neste caso é evidente. A exigência do pagamento da dívida tem a sua razão de ser, pois estes defendem o interesse nacional.

    • Dlima

      7 de Outubro de 2011 as 10:48

      Meu caro Francisco Ambrósio Angelo, por desconhecimento dos factos aconselho-o a melhor se informar antes de qualquer emissão de opnião. Não quero aqui defender nem acusar ninguém mas, o nosso famoso Adelino Isidro já todos o conhecemos… e mais, não digo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo