Notícia do Jornal Económico do Brasil contraria a decisão do Governo são-tomense em aniquilar a autoridade das zonas francas

Na semana que passou o Governo anunciou a suspensão de todas as actividades da Autoridade das Zonas Francas. No entanto o Jornal Económico do Brasil, dá conta que Arzemiro dos Prazeres, director demissionário da Autoridade, fez consultas no Brasil, que podem abrir portas para investimentos de operadores brasileiros no comércio livre em São Tomé e Príncipe.

Uma comitiva de São Tomé e Príncipe passa o chapéu em busca de investimentos para criação de duas zonas francas – uma industrial e outra de apoio logístico e turismo.

Com um Produto Interno Bruto de US$ 311 milhões em 2010, o país precisa de € 200 milhões em investimentos em infraestrutura. Carência não falta. Eles precisam de aeroportos, rodovias, energia e saneamento.

A ideia, segundo Argemiro dos Prazeres, ex-ministro do país e consultor do governo nos assuntos relacionados às zonas francas, é atrair empresas pela possibilidade de entrada com isenção fiscal em outros países da África. A única limitação: ter 35% do valor do produto agregado em solo principense.

“Com a etiqueta Made in São Tomé e Príncipe, o produto entra em todos os países da Comunidade Econômica dos Estados da África Central sem pagar imposto, além de ter desconto em outros países como em Angola”, defende. “Basta embalar o produto em São Tomé e Príncipe.”

Atualmente, 40% da população do país está desempregada, o que seria garantia de uma farta mão de obra jovem e barata. A maior parte da população tem entre 18 e 40 anos. As obrigações trabalhistas do empregador se resumiriam a 6% do salário do funcionário entregue à ao serviço de segurança social.

Artigo do Jornal Económico Brasileiro ( Autora – Barbara Ladeia)

  1. img
    lino Responder

    mas tudo isso sem a presença do Bano…, não é assim?
    Neste momento o Bano não deve fazer parte deste projecto.
    Se está demitido, existem mais pessoas.
    Há que dar oportunidade tb aos outros.
    E o Bano que deixe de esquemas.
    Já ganhou o suficiente com esta história da zona franca.
    Zona franca “Fantasma”….que só serviu para esquemas e encher os bolsos do Bano e companhia Limitada.
    Bano nisto outra vez é que “Não”.
    É este o meu apelo a quem decide.
    obrigado.
    Não tenho nada contra o homem, mas entendo que o país e as oportunidades não deve ser só para um.

    • img
      Helves Santola Responder

      Concordo contigo, meu amigo. Se Zonas Francas ainda não é uma realidade no país, é porque Arzemiro dos Prazeres, figura que sempre esteve a frente dessa actividade, ao meu ver, não foi capaz de transformar isso em realidade. Também acredito que seja a hora de dar oportunidade a outra figura de mostrar serviço e quem sabe colocar essa carroça a andar de uma vez por todas. Com o devido respeito ao “Bano”, nada pessoal……

    • img
      Helves Santola Responder

      Pois é, eu oiço falar dessa Zona Franca desde que nasci…..como é que os senhores nunca conseguiram transformar isso em realidade???? Está aqui uma boa prova de incompetência, não só dos dirigente do projecto, mas também de toda a conjuntura política e executiva do país….. não tenho dúvidas disso!!!

  2. img
    paparazzi Responder

    mas como e que o governo demite o responsavel da zona franca e ele por sua vez ainda vai fazer contactos no exterior para um gabinete extinto
    e agora como justificar isso tudo eu ja nao entendo isso alguem pode ajudar me

  3. img
    pégasussssu Responder

    só agora é que tem bons projectos….que pena…este principiano desfarçado não tem a consciência que estamos nos tempos novos e com ideias renovadora…acaba-se zona franca surge zonas especiais de comércio com novas caras..boys para mamar a guita..no fim a guita e país é de todos nós…

  4. img
    Mimi Responder

    Terá o artigo sido publicado antes ou depois da demissao do Director da Auroridade das Zonas Francas? Terao os contactos feitos no Brasil sido feitos antes ou depois da demissao?

  5. img
    Carlos Pereira da Silva Responder

    Meus Amigos,

    O Bano que é meu conterrâneo está nas Zonas Francas há mais dez anos, ganhando cerca de 54 000 000,00 de Dobras e estamos a espera de Zona Franca no Príncipe até hoje. Só agora que ele foi demitido é que ele arranjou 200 000 000 para fazer aeroporto e rodovias e descobriu que o país precisa de tudo isso. Santomense é mau.
    Mas quem souber explica-me, o Governo acabou com a autoridade de Zonas Francas ou acabou também com as Zonas francas e outras coisas.
    Se acbou só com Autoridade quer nunca fez nada, meus parabens. Se acbou também com a possibilidade de fazer Zonas francas no país fez muito mal.
    Quem souber esclarece-me.
    CPS

  6. img
    jaka doxi Responder

    Só com prisão.

  7. img
    Leopaldo Responder

    hummmmm….temos que virar a pagina desse livro….só agora que estão a vir com historias bonitas para Boi dormir ….. vão plantar bananeiras que é o melhor investimento para terra …….

  8. img
    Helder Pinto Responder

    Há uma minoria de gente em STomé, sem fazer nenhum e a ganhar purada de dinheiro, mesmo assim nao se sentem bem, querem sempre mais

  9. img
    filhoprodigo Responder

    Mais uma manobra dessa gente que ,sabe intreter o povo desde governo da primeira república que se houve falar de zona franca ,mas de tantos governo e ainda nao passa de papel ,e se alguém puder me responder que responda ,um país que nen se quer tem embaixada no brasil e demais país necessario nao haveria de se mobilizar a sua deplomacia primeiramente e criar as enfraestruturs necessarias afim de convencer os seus póntencias credores em vez de estas deslocaçoes pessoas que resu
    ltam somente em beneficios pessoais e até hoje o país precisa de importar galinha,pra nao falar do resto e as mercadorias que se perdem pelo caminho

  10. img
    lino Responder

    se bano é director demissionário, não tem nada que andara fazer contactos no brasil.
    não tem nada que andar a mexer os cordelinhos, porque se nada fez até agora…não é agora que vai mostrar que é competente.
    ele que é tacho.
    quer continuar a “mamar” sem resultados práticos.
    ´s.tomé e principe tem mais pessoas que podem eventualmente dar seguimento a este projecto…se é que realmente existe.
    para bano, já não pode ser…ou melhor…”já não deve ser.

  11. img
    Ana Maria Responder

    Esta foi uma decisão acertada do governo,não podemos deixar alguns politicos crueis destruirem o pouco que temos.
    Obrigado Governo;
    Obrigado patrice Trovoada.

    Estamos a aguradar com paciencia a dissoluçao da equipa da autoridade conjunta em São Tome. Nao entendo porquê que estes bandidos e preguisosos do PCD continuam a ganhar milhoes sem fazer nada , quando a A N P (agencia Nacional De Petroleo) já se oucupa desta tarefa.

    Por favor governo dissolve mande estes bandidos para campo trabalhar .

    Fico aguardadndo com paciencia Dr. Patrice Trovoada e Governo

  12. img
    Carla Responder

    Julgo que a decisão foi acertada, a proridade é não gastar o pouco dinheiro que temos . O Bano esqueceu que o Primeiro Ministro é economista e que estamos em crise porque no passado gastamos e abusamos de tudo que era qua Non.

  13. img
    Henry Responder

    Depois de demitido,é que apresenta soluções para o desenvolvimento do país, por esse andar, o pais ficará sempre parado. E essas pessoas dirão que não fizeram nada porque forem demitidos, estivestes lá o tempo sufiente para poderes fazer alguma coisa nesse sentido, não é agora após a demissão e que vens apresentar. A pedra que lançastes a essa altura já se desfez. Só agora é que tens projectos de desenvolvimentos e criação e há uma década estavas aonde??? Só com cacete!!!!!!!!

  14. img
    fiagleza Responder

    Meu caro,

    A nossa praça possui uma diversidade de homens com conhecimentos, maturidade e influciencias e com meios de buscar lobbys para defender o nosso mercado. Destes anos todos sob a sua tutela nada de novo, portanto deve ceder a pasta sem rancor. Outros serão capazes de fazer o que fez ou seja melhor do que ja provou fazer.
    Tudo que tem um principio tem que ter …

  15. img
    E.Santos Responder

    O Governo não só deveria pôr fim a esta Autoridade para Zona Franca como deveria também suspender junto aos seus parceiros visinhos as isenções que estão estabelecidas para os produtos são-tomenses.
    Quem sabe assim, conseguiria descobrir quantas empresas eventualmentem já existem por aí a colocar produtos “made in São Tomé” nestes mercados com isenção, sem nunca terem posto os pés em São Tomé, aberto uma fábrica ou dado um único emprego aos filhos da terra.
    Esta é que é esta.

  16. img
    Engenheiro Responder

    Malandro, velho és tu Bano!
    Vai, mas é, passear pela baixa de Lisboa
    e contemplar montras e velhacarias e antiguidades.
    Beba uma Ginja e esqueça Zona Franca, porque o teu pecado, com relação a fantasma da zona franca, está mais alto que a Cruz Igreja da Sé.

Deixe um comentario

*