STP esta na lista de Estados Elegíveis para beneficiar do apoio financeiro do governo Norte – Americano

60 Milhões de dólares é quanto o país pode vir a beneficiar com esta nomeação do programa Milénio Challeng Corporetion, segundo o ministro das Finanças e Cooperação Internacional, Américo Ramos.
A escolha de STP deve-se a execução de mais de 80% das recomendações impostas pelo Milénio Challeng Corporetion. STP foi classificado como quarto país que fez mais reformas económicas em 2011/2012 e o primeiro ao nível de África Subsariana, disse o ministro das Finanças e Cooperação Internacional «é uma reforma que vem ser feita a muito tempo, não é só esse governo, os antigos governos também fizeram esta reforma, e esse governo continua a fazer já conseguimos quase a totalidade dos indicadores, conseguimos ser ilegíveis ao nível dos indicadores todos» explicou

Mas esta tal nomeação, não significa que o país vai imediatamente beneficiar dos cerca de 60 milhões de dólares do Milénio Challeng Corporetion, visto que nem todos os países ilegíveis beneficiam obrigatoriamente deste apoio.

No entanto, o titular da pasta das Finanças e Cooperação Internacional garante que «tudo que se deveria fazer para que STP fosse um país ilegível foi feito», por isso Américo Ramos manifestou esperança do país em beneficiar dos 60 Milhões de dólares, que pode ser uma alavanca para relançar a economia nacional «tendo em conta a dimensão da nossa economia, a população e o PIB, nós temos esperança com esta reforma e o ritmo que a gente vem fazendo agora é possivel» concluí

Carlos Tiny

  1. img
    CAMP Responder

    Parabenizo as autoridades Santomenses e o povo em geral por terem alcançado o mérito de elegível pelo MCC, isso demonstra a determinação impressa na governação. Faço votos que esse financiamento importante venha a se efectivar a favor de STP, e que sejam canalizados para áreas prioritárias, a semelhança do que foi feito em Cabo Verde, tem-se alcançado cabalmente as metas definidas.

    Áreas consideradas prioritárias, para onde foram orientados os financiamento recebido do MCC (experiência de Cabo verde):

    Apoiar o crescimento económico, através da redução da pobreza e do aumento da produção agrícola nas zonas de intervenção, da integração do mercado interno e redução dos custos de transporte, a par do desenvolvimento do sector privado.
    Obras de extensão e modernização do Porto;
    Centro de Inspecção e Conservação de Produtos Agrícola

    Entre outros projectos, o MCC financiou os ligados à gestão das bacias hidrográficas e apoio à agricultura, o da construção e reabilitação de infra-estruturas rodoviárias e portuárias, melhor acesso ao crédito pelas micro, pequenas e médias empresas e empreendedores e o apoio ao sistema de governação electrónica.

    Devemos colher boas experiências, e tirar proveito dessa relação.

    Sucesso e sigamos rumo ao desenvolvimento das Ilhas.

    Abraço Santola.

  2. img
    luis Responder

    É uma excelente noticia e um exemplo de trabalho e de rigor a ser seguido por todos os dirigentes politicos.
    Independentemente de receber agora ou não o apoio financeiro ( que seria mais ou menos metade do O.G.E. de STP ) da Millennium Challenge Corporation/ EUA

    • img
      Mina Piquina Responder

      Mas para quê dar este dinheiro ao país se esta gente só está inteteressada em fazer Centros Comerciais maiores de África como estratégia de desenvolvimento para o país? Isto é equivalente a deitar dinheiro no lixo. Dar dinheiro para se fazer maiores Centros Comerciais de África? É para isto que serve este dinheiro? Se for assim eu sinceramente acho que se deveveria entregar este dinheiro a uma Associação de Pescadores ou Agricultores Nacionais. Patrice não sabe governar o país.

      • img
        luis Responder

        Compreendo e concordo com a sua inquietação mas sendo a Millennium Challenge Corporation aprovar e a supervisionar os projectos, não haverá lugar para “centros comnercias” e outros delirios tipicos de campanha eleitoral :)

        as verbas serão todas canalizadas para o desenvolvimento do sector primário
        ( pescas-agricultura)

        • img
          luis Responder

          * centros comerciais

  3. img
    Carlos Ceita Responder

    Se tivéssemos um Governo Central desde há muito tempo a esta parte com um plano e estratégia a curto medio e longo prazo como a semelhança do que esta a acontecer no Príncipe. Se o pais fosse mais transparente na gestão da coisa publica (caso GGA, Doca de pesca, STP trading ) e a historia mal contada dos 30 mil barris de petróleo. se não tivéssemos episódios recentes pouco dignificantes na nossa justiça. Estaríamos a par dos caboverdianos a receber fundos do Millennium Challenge. Portanto mais vale tarde que nunca mas essa nossa nomeação não pode jamais ofuscar as poucas vergonhas que vão acontecendo no país.

  4. img
    Dmitri Responder

    Parece não e ilegível mas elegível

  5. img
    Paracetamol 500mg Responder

    Elegível ou ilegível?
    Acho que há confusão na escrita.

  6. img
    Abúbè & Gíquitxi Responder

    Afinal?
    Devemos ou não contar com este governo?

  7. img
    Nós Responder

    STP precisa sim desse dinheiro, mais não acredito que seja um prémio pela boa governação. Acredito sim que isso seria uma “esmola” de um país rico para outro pobre. Um país com 15 Governos em 20 anos é sinal de que não sabe governar. Em matéria de politica, somos “fracos”!

  8. img
    Observando Responder

    É bom poder acreditar que algum governo segue um bom rumo de governação em STP.
    É tirste não haver tarnsparência nas negociações do petróleo. Mas ainda se pode corrigir não é sr PM?

    Menos importante mas útil:
    Ilegível é o que não se pode ler ou entender.
    Elegível é o que pode ser eleito.

  9. img
    Flogá Responder

    Creio que o autor deste artigo confundiu o termo ilegível com elegível já que o primeiro ésinónimo de indecifrável ou incompreensível.

    Também acho que terá falhado quando escreveu “…é uma reforma que vem ser feita a muito tempo…”. Pois, acredito que a reforma já vem de longe no entanto a “a” deveria ser o de haver “há”.

    Bem haja!

  10. img
    António Martins Gomes Responder

    Mina Piquina- trata-se de uma boa notícia para o Páis e para o seu povo. Uma coisa é certa- os americanos não são “tolos”! O dinheiro será muito bem empregue em projectos elegíveis e a inspecção da execução dos projectos, então, nem se comenta(…)- Cabo Verde é um bom exemplo, Páis onde resido e trabalho.

  11. img
    vai chegar, só é uma questão de tempo Responder

    Eu penso que as pessoas que realmente lhes interessa o conteúdo, além de tentar currigir os erros ortográficos (digo tentar porque cometem o peor), deveriam referir tanto ao conteúdo em primeiro lugar e só depois a correção porque o ponto foco é o tema tratado que com um ou outro erro, todos entenderam a menssagem.

    Pois bem, só tenho a dizer o seguinte: quém será o beneficiado com tudo isto, o povo ou os continuos governos saqueadores da riquesa de S.T.P?
    Quando o povo cala consente… Então por favor (santomenses) não reclamem mais que o pais está mal porque quem realmente quer que siga assim é o própio povo cobarde de S.T.P
    S.tomé e Príncipe conhecerá um momento histórico… e inédito para que conheça realmente mudança geral porque já é demais as injustiças existentes neste pais de lobe.

  12. img
    Mélé Dóxi Responder

    Acho que antes de publicar-se um texto que será lido por milhares de pessoas, convém reler e corrigir os erros ortográficos e gramaticais ..
    Quando somos impostos a escrever em Línguas não maternas, é sempre bom confirmarmos se estamos a escrever da forma correcta.
    Digo isto porque no texto tem algumas frases de lingua estrangeira nomeadamente o Inglês, e houve uma mistura entre o Inglês e o Português, o ” milénio challenge Corporetion”.
    1- A organização é Americana e não Portuguesa, então, deveria ser escrita em português,
    2- Diz-se “corporation” e não “corporetion”.

    Obrigado

    • img
      Mélé Dóxi Responder

      no ponto 1, quis dizer que a organização deveria ser escrita em Inglês

  13. img
    Lembá Responder

    Senhor Carlos Tiny, do tela nom, corrija o ultimo paragrafo. Elegivel e não ilegivel.
    António Martins, diz um professor meu que cada 1 dólar investido pelos EUA, deve render ao mesmo 5 Dolares, por isso está dito. Não tenhamos ilusões, se precisamos temos de pagar, o dinheiro custa, é dinheiro dos contribuintes americanos.

  14. img
    Cleide Responder

    Muito interessante o comentário. Mas meu problema são essas dores. Quando sofri uma crise de dor lombar, o médico me falou desse colchão ortopédico. Alguém daqui já usou? Ouvi dizer que cuida até insonia e dor nas costas.

  15. img
    Mili Responder

    Achei bastante legal esse conteúdo. To feliz chegou meu colchão novo. Comprei aquele da tv. Está me ajudando a diminuir a dificuldade de pegar no sono. Vê ai se fiz certo o endereço por favor. Alguém daqui já ouviu falar? Falaram que trata até insonia. É esse http://ocolchaomagnetico.com.br

Deixe um comentario

*