Sector Privado são-tomense apoia entrada da Guiné Equatorial na CPLP

A Câmara do Comércio de São Tomé e Príncipe, considera que a entrada da Guiné Equatorial na CPLP, trará vantagens para o sector privado da comunidade lusófona. Abílio Afonso Henriques, realçou a livre circulação de pessoas e bens como uma das vantagens.

Para o Presidente da Câmara do Comércio, Indústria, Agricultura e Serviços de São Tomé e Príncipe, a entrada da Guiné Equatorial na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, significará mais oportunidades de negócios para a lusofonia. «Achamos que é muito importante porque a entrada da Guiné Equatorial na CPLP, vai facilitar a circulação de pessoas e bens, e iria dar maior celeridade a nossa cooperação através da supressão de barreiras como vistos e outras barreiras burocráticas», pontuou.

Por sua vez, Gregorio Beko Camo(na foto a direita), que dirige a Câmara do Comércio, Agricultura e Florestas da Guiné Equatorial, realçou que a língua portuguesa é próxima do espanhol, por isso de fácil domínio pelos homens de negócios do seu país. «Quando se fala o português não tenho necessidade de tradutor. Isto é algo positivo para nós e para os nossos filhos. Infelizmente muitos países desenvolvidos não querem que a Guiné Equatorial faça parte da comunidade de língua portuguesa, mas creio não ser correcto que se impeça que um país se desenvolva em termos linguísticos», afirmou Gregorio Beko Camo.

O representante do sector privado da Guiné Equatorial, agradeceu empenho dos países africanos de expressão portuguesa no sentido de a Guiné Equatorial integrar ser integrada como membro do espaço lusófono.

Abel Veiga

  1. img
    Fijaltao Responder

    Cuidado com essa suposta abertura de fronteiras entre os 7! Faz-se notar que Portugal faz parte da CPLP, mas quando é para defender espaço Europeu, este país até esquece que é um país de Emigrantes, inclusive esquece os seus colonizados. A relação de amizade S.Tomé/ Guiné, é uma coisa totalmente diferente da relação CPLP/S.Tomé/Guiné Equatorial!

  2. img
    Justino Manuel Abreu do Ramos Responder

    É com muito prazer de congratular as ideias dos presidente dos comercio de ambos países.
    Santomé e Principe, irá ficar mais beneficiado devido a sua pobreza existente, por causa de má governação dos governos da longa data que tem vindo governado essa pequena ilha tão linda.
    Acho que o senhor Doutor Manuel Pinto da Costa teve uma iniciativa muito importante. espero que os senhores do partido de santomé e Principe não aproveita com essa possibilidade que possa advir, vir utilizar esses mecanismo ao seu interesse próprio e não interesse das pessoas que tenha as necessidades de progredir as suas vidas.
    Quando digo isso só são eles que irá tomar as dianteiras do caso resolver as suas vidas e os seus familiares, pondo de parte as pessoas que mais necessitam.
    Espero que os senhores de pequenos agricultores crtiem as condiçãoes necessários de quando as coisas forem resolvidas e já estarão em condições de agrupar nessas parcerias.
    Existem uns pequenos senhores de Santomé e Principe, que quando surge uma coisa que possa beneficiar outras pessoas, que também de desenvolver são criadas as barreiras que só eles que irão beneficiar de qualquer que surja em benefício da população, para se tornar mais ricos, vivendo a grande e francesa e os outros a ver os navios a passar.
    Peço que o povo de santomé e principe abra os olhos porque já é o tempo de acordar e reagir.
    As populações tenham que ver que o actual Presidente está a procurar o caminho para que as pessoas tenham mais condições de viver criar os seus filhos e netos e que possa contribuir para o desenvolvimento do país.

  3. img
    luisó Responder

    credo….
    fizeram reunião e logo a seguir emitem este comunicado!!!!
    Cheira-me a banho…. e do grande.

  4. img
    Rio do Ouro Responder

    Um país fechado não desenvolve. Negócio é negócio e política é outra conversa.
    Que venha livre circulação de pessoas e bens, pois peca por tardio. Antes tarde que nunca.
    Aquele que aproveitar essa abertura para prática de negócios sujos, tais como a dorga, etc…não irão longe, pois as autoridades lhes cairão em cima.

  5. img
    inussa bari Responder

    ola muito boa tarde
    meus senhores e a minhas senhoras ,com muito respeito aprisenta as minhas piquenas sentimentos na qualidade de especialista em Marketing comercial internacional com capacidades de garantir os fornecedores de de produtos alimentares da primeiras necesidades de precios acessivel comtact-00229-99415809 muito obrigado espero a vossa resposta que nao seja muito tarde caro compatriotas

Deixe um comentario

*