Economia

Volte face no processo de recapitalização da empresa francesa que deve construir porto de Fernão Dias

Na última segunda feira e depois de várias negociações fracassadas, a empresa CMA – CGM conseguiu acordo com o Governo francês para a sua recapitalização. Através do Fundo Estratégico de Investimento(FSI), o Estado francês passa a dominar 6% do capital social da empresa.

O protocolo de acordo assinado segunda feira entre o Fundo Soberano Francês e o armador CMA-CGM, possibilita ao FSI controlar 6% do capital social do armador que tem acordo com o Estado são-tomense para construção do porto em águas profundas em Fernão Dias.

O fundo soberano francês, injecta 150 milhões de dólares, sob forma de obrigação reembolsável em acções, a troco do domínio sobre 6% do capital social da empresa  até 2020. Segundo a imprensa francesa, para a empresa CMA – CGM no total a empresa de transporte de contentores, vai receber uma injecção em dinheiro fresco na ordem dos 350 milhões de dólares.

Isto porque a CMA – CGM, já tem acordo com o grupo privado turco Yildirim, que domina 20% do capital social da empresa. Este grupo decidiu injectar mais 100 milhões de dólares também sob forma de obrigação reembolsável em acções, o que faz a sua participação na empresa subir para 24% do capital social. .

Por sua vez a família Saadé proprietária da empresa, vai injectar outros 100 milhões de dólares.

Note-se que a construção do porto em águas profundas em Fernão Dias, está avaliada em 500 milhões de dólares.

Abel Veiga

    7 comentários

7 comentários

  1. Patrice Turista

    17 de Outubro de 2012 as 17:40

    Bingo, já temos porto de agua profundas!

  2. Voz do Povo

    18 de Outubro de 2012 as 10:23

    Patrice Ruuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuaaaaaaa e toda a sua macavélia!!!!!!!!!!!11

  3. Passos Trovoada

    18 de Outubro de 2012 as 12:30

    Mas este dinheiro não para a construção do Porto mas sim para reestruturar a empresa.

    Bjos

  4. Cobra

    18 de Outubro de 2012 as 12:32

    Ha uns anos atrás nós pensavamos que éramos mais inteligentes que os caboverdianos e hoje vejo um Cabo Verde sempre a evoluir e nós continuamos enfiados na lama. Nós só temos é “garganta”.

  5. Até quando nosso São Tomé e Príncipe

    18 de Outubro de 2012 as 12:35

    Ótimo projeto e espero que saia mesmo do papel. Será a porta de entrada para muitos negócios e dinheiro ao Pais, consequentemente geração de emprego, formação e acessão mundial.
    Tomara que não tome os caminhos do nosso aeroporto (Obra inacabada).

  6. FILHO DE ZÉ QUEM É

    23 de Outubro de 2012 as 16:58

    Deus queira que este progeto torne uma realidade.
    assim abrirá portas do nosso país para o mundo de negócios de grande envergadura commuitas paragens.

    Espero que dessa vêz o pai do alto pense no povo santomense, sei que estamos amaldiçoados devido os dirigentes que temos, mas ele terá compaixão desse povo sofredor.

  7. Eliseu Neto Vaz

    26 de Outubro de 2012 as 11:55

    é um bom projecto. que isto saia da gaveita para pratica.. eu acredito que só esse projecto, sao tome eprincipe tera uma nova imagem na arena internacional e nao só; novos empregos , melhoria de vida, e muito mais.
    bem haja.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo